ASTROLOGIA – 2ª PARTE

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdUkNCYlNMbEg1aG8  (Clique no link para ouvir o áudio) 
download1

A Imunização Racional nasceu no Brasil

(Texto extraído do 1º vol. De Universo em Desencanto)

Naquele tempo as orientações eram outras, começando por botar nomes nas coisas que viam nos astros, iniciando, assim, o abecedário. Por exemplo: Júpiter, uma letra; Saturno, outra letra; Vênus, outra letra. E a cada planeta uma letra, e a cada sigma um número, completando esse alfabeto para se entenderem por ele, como até hoje se entendem.

Entretanto, o alfabeto de astrologia era muito melhor do que esse que inventaram e adotam até hoje, porque com os conhecimentos astrológicos, todas as pessoas se conheciam umas às outras. Para um conhecer o outro, não precisava perguntar quem ele era, bastava-lhe apenas pedir para que o deixasse ver a mão. Sabia com quem estava falando, que idade tinha e o que estava se passando com a pessoa e o que iria se passar em sua vida.

Era um alfabeto muito melhor, como também melhor era o modo de viver, pois todos se conheciam e conheciam aos outros.

Este alfabeto, com o tempo, veio caindo e os viventes quiseram ver se poderiam viver melhor ainda do que viviam e começaram com os inventos, sabendo que iam para pior, pois a melhora procurada é como estão vendo aí no universo.

Este alfabeto astrológico é muito fácil para quem quer aprender. E EU não ensino aqui, porque é um alfabeto antigo e o que impera atualmente no mundo é outro.

Tudo isto é para verem como foi a evolução do mundo; quantas coisas já se passaram, que nem vale a pena comentar.

Entretanto, surge agora aí no mundo a Imunização Racional. Nasce no Brasil a Imunização Racional para as novas gerações, que quando chegarem aí nesse mundo a adotarão, por ser ela uma  compreensão só e por serem todos por UM e UM por todos.

E que é este UM? É o RACIONAL SUPERIOR.

Tudo isto é para chegarem à conclusão, que a vida é boa e não é só o mal que impera; o bem também impera. O mal só impera com os maus, que acabam mal. O bem impera com os bons, que acabam bem, por terem em si o bem administrado pelo Ser Supremo a tudo e a todos.

Portanto, o que é um planeta? Planeta é um vivente dos astros, com sua vida e com sua força, estando nessa força a sua influência. Desta forma, quando o vivente nasce e este ou aquele planeta está com sua influência sobre a Terra, o vivente recebe a influência dele. Se a influência é de Marte, o vivente sofre muito, pena muito. Se a influência é de Júpiter, o vivente sofre menos, se é Aquário, menos ainda. E, assim, sucessivamente.

O que é sigma? Sigma é a pedra ou o metal que o planeta adota e onde tem toda influência, que é o número, sendo a letra o planeta. E, por isso, cada pedra com o seu planeta, cada metal com o seu planeta. E, assim, os vegetais, os animais e tudo que existe no mundo, pois até para fazer uma plantação é preciso escolher o planeta, que, muitas vezes, o vivente pensa que traz chuva, planta, e o planeta que vem é seco e tudo morre.

Muitas vezes a lua promete chuva e não chove. E outras, não promete e faz chover.

Os planetas imperam com grande furor no mundo, existindo os que indicam seca por muito ou pouco tempo. Por isso, quando outrora se guiavam pelos planetas, viviam muito melhor. Os homens eram mais caprichosos e as mulheres também. Procuravam com que seus filhos nascessem sob as influências de planetas bons, havendo alguns que se descuidavam e tinham filhos ruins, que nasciam para incomodar os bons. Muitos chegavam a matar os filhos, quando estes nasciam sob as influências de planetas ruins, por descuido nas suas relações. Outros tinham pena de matar e deixavam que eles sobrevivessem, embora sabendo que iriam dar muito trabalho e ter um sofrimento enorme no mundo.

Está aí o conhecimento dos primitivos alfabetos que surgiram no mundo, onde existiram diversos, mas o melhor foi o de astrologia. Com o alfabeto de astrologia o povo se compreendia e governava melhor. Com o alfabeto que impera até hoje, só se vê no mundo um progresso de martirizados e sofredores. É um alfabeto todo complicado que deu a todos essa mania de melhorar e tudo cada vez piorando.

Hoje olham para o alfabeto que está nas palmas das mãos, para todos esses traços, todos esses riscos e todos esses pontinhos e, nada sabem decifrar.

Tudo isso tem os seus dizeres e os viventes não sabem decifrá-los. Estão com o saber nas mãos, com a vida toda traçada nas palmas das mãos, que é o alfabeto astrológico, e sem saberem o que quer dizer.

Não é que nasçam broncos, como costumam  dizer e, sim, por culpa dos povos de outrora, que são os mesmos de agora, e não continuaram com o alfabeto astrológico, que bem adiantado estava em seu progresso.

Tão bonito o vivente olhar para as palmas das mãos e saber porque nasceu, saber tudo o que tem que se passar, o que tem que ser na vida, não adiantando fugir daquilo que está escrito em suas próprias mãos. Saber toda a sua rota futura, o dia e a hora de morrer.

Tão bem que todos poderiam viver, mas as novas gerações de outrora, com a mania das descobertas, com a mania das experiências, com a mania de quererem coisas ainda melhores, deram início ao alfabeto que ainda hoje adotam e, em vez de ensinar o antigo, ensinaram esse, desviando-se do certo para o torto.

A culpa é das gerações de outrora, que tudo podiam saber até chegarem ao auge. Se nasciam para esta ou aquela arte, para esta ou aquela ciência, podendo se guiar pelo mapa da vida, que está nas palmas das mãos, que dá a todos a carreira que devem seguir, o lugar que devem morar, a fortuna, a riqueza e as passagens remediadas.

Os ambiciosos e gananciosos que tinham vontade de serem ricos, mas o alfabeto mostrava que seriam remediados; os outros a que o alfabeto dizia que tinham que ser músicos, mas não queriam ser músicos, queriam que a ciência fosse feita de acordo com tais vontades de quererem ser aquilo que não nasceram para ser.

Então, esses desgostosos é que foram tratando de organizar outra ciência e outro alfabeto para que, por meio deles, pudessem dar expansão às suas vontades.

Debalde foram os esforços desses ditos, que não se conformavam com os seus destinos dados pelo alfabeto astrológico.

(Continua na postagem de 08/04/2006)

SOBRE ASTROLOGIA, ACESSEM:

https://nalub7.wordpress.com/2006/04/06/astrologia-1a-parte/

https://nalub7.wordpress.com/2006/04/08/astrologia-3a-parte/

https://nalub7.wordpress.com/2006/04/09/astrologia-parte-final/

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para ASTROLOGIA – 2ª PARTE

  1. Pingback: MENTES INFLACIONADAS | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

  2. Pingback: ASTROLOGIA – PARTE FINAL | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

  3. Pingback: ASTROLOGIA – 3ª PARTE | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

  4. Pingback: ASTROLOGIA – 1ª PARTE | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

  5. Pingback: OS MOTIVOS DOS MALES DA HUMANIDADE – 2ª PARTE | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

  6. Pingback: ASTROLOGIA – 1ª PARTE | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s