TUDO É ENERGIA – PARTE 2


TUDO É ENERGIA TRANSFORMADA EM SERES. E NO FIM, OS SERES SE TRANSFORMAM EM ENERGIA. A FONTE VITAL DA VIDA UNIVERSAL.


salvedopai

download1

Os males se desenvolvendo, os males se multiplicando, as ruínas apavorando todos e as aparências em domínio de tudo.
E, assim, esta vida com todos esses recheios de metabolismo pelo egoísmo reinante, pelos egoístas insaciáveis e, desse jeito, a vida se tornando um recheio de aventuras desmedidas e todos sofrendo as consequências desse paraíso sofredor, em que todos sonham e perguntam:
“QUEM SOU? Sei que sou um sofredor, mas, não sei o porquê assim sou.”
E vivendo dessa maneira acabrunhado, por ter certeza notória que este mundo tem um Dono.
Se não tivesse Dono, ele não existia.
Se ele existe é porque tem um Dono que tudo isso fez. E o Dono espiando todos, espiando tudo, vendo todos e vendo tudo.
Tem a coragem de não saber viver, por enganar a si mesmo e pensando que está enganando. Completamente esquecido de que o Dono está aí assistindo tudo no mundo inteiro.
O Dono está em todo lugar e, dessa forma, o próprio Tribunal da matéria fazendo o julgamento da matéria.
E por fazer o julgamento da matéria, é a causa do mundo de matéria e todos os seres de matéria estarem aí, vivendo da forma que vivem, por estarem nas condições em que estão.
O Tribunal de matéria fazendo o julgamento da matéria, para a lapidação dos seres humanos.
E, hoje, para segurança e garantia e salvação de todos, aí está a Fase Racional, a fase de recuperação dos seres de origem Racional, da classe aí em trânsito, de animal Racional.
E, de forma que esse conteúdo de vida, a vida entrou em choque com a própria vida e, por a vida entrar em choque com a própria vida, é a causa da destruição da vida, por a vida entrar em choque com a própria vida.
Dessa maneira, as garantias falharam e o mundo entrou em colapso, por a vida se tornar cada vez mais sacrificada, pelo esforço irresistível que é necessário para viver.
O ponto alto de desnivelamento, de desnível total.
Não havendo nível, não há o certo. E não havendo certo, todos à procura do certo.
E quanto mais à procura do certo, mais difícil de encontrar, por tudo estar fora do nível, o certo sempre por encontrar e sempre tudo por acertar.
Enquanto “acerta, não acerta”, o sofrimento impera.
E dessa maneira, o ponto alto da cegueira, o tumulto abrangendo a tudo e os sonhos se destruindo naturalmente, os pesadelos chegando e tudo em forma de pesadelo, pelo peso das aparências, que só geram más consequências.
É um estrondo do império de fogo, com a sua atividade e tudo assim por todo lugar, por a era ser esta, a era da fase que terminou, a fase de animal Racional.
Terminou uma era e entrou uma fase, a Fase Racional.
Então, a era é que está em liquidação e a fase é a Fase Racional, de recuperação.
Então, quem está dentro da era, já era, porque a era terminou. A era de animal Racional.
E entrou uma fase, a Fase Racional.
Então, é uma era que era; não é mais, porque terminou a era de animal Racional.
A era voltando ao que era.
O que era?
Nada.
E quem está ligado à era, era. E, de repente, deixou de ser o que era.
É a evolução natural da natureza, em suas mudanças e transformações.
No terminar uma era, terminam os feitos da era, acabou a era, acabou os feitos da era.
E, por isso, o mundo, antes de 1935 era uma coisa. De 35 para cá o mundo se tornou outro, diferente do que era, porque terminou a era, em 1935, de animal Racional.
E  de forma, que a evolução natural da natureza, completamente diferente.
A era é assim: hoje era uma coisa, amanhã já é outra e depois outra e, assim, sucessivamente.
Era hoje, não é amanhã; amanhã já é diferente, depois, mais diferente e, assim, sucessivamente.
Tudo isso, evolução natural da natureza, para que tudo chegue no seu verdadeiro lugar, para que todos cheguem no seu verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.
Assim são as coisas naturais da natureza: tudo sempre em mudança.
Tudo muda, como o tempo muda.
Tudo sempre mudando, como o tempo sempre mudando.
E de formas, que a vida chegou na sua constituição certa, por estar aí a fase natural da natureza, a Fase Racional.
Então, chegou no ponto certo, o ponto positivo, do verdadeiro Mundo de Origem de todos, o MUNDO RACIONAL.
Agora, as mudanças naturais da natureza, isso são fatores naturais da natureza que regem os seus feitos, de acordo com a sua evolução de transformação e transladação, que é de um lado para o outro.
As mudanças de tempo, as mudanças de temperatura, as mudanças de tudo, as mudanças dia e noite, tudo é evolução natural da natureza.
Tudo reto e correto, por ser evolução natural da natureza.
Que parece mal, como muitos:
“Que mau tempo!”
Tem o tempo bom e tem o tempo mau, por a natureza ser variante.
O quente e o gelo; o calor e o frio.
Tudo circunstancialmente natural, da evolução da natureza.
E dessa forma, a humanidade caminhava, sem sentir e sem perceber, para o abismo.
Todos caminhando para o abismo, por estarem todos distraídos com os sonhos, com as aparências, com as fantasias e com os manejos do passatempo da vida.
Todos completamente despercebidos do abismo em que todos estavam encaminhados.
O abismo feito pelo progresso da degeneração, poluição, transformação e, assim, o caminho da extinção dessa civilização.
O abismo era a extinção dessa civilização, porque tudo que se degenera enfraquece, diminui e, multiplicadamente, desaparece. Imperando, aí, o progresso da poluição.
Tudo cada vez mais fraco.
Tudo cada vez mais poluído.
Tudo cada vez mais podre.
Tudo cada vez mais enfraquecido e, dessa forma, pelo progresso da poluição, pelo progresso da transformação, pelo progresso da degeneração, pelo progresso da erosão de tudo da natureza.
Pelo progresso da velhice, da destruição de tudo e, dessa forma, todos a caminho do abismo.
Cada vez tudo pior em tudo, por tudo ser deformado. E o que é deformado vai de mal a pior, por estar fora do seu verdadeiro natural.
Então, olhando para o passado, as durações dos anos de vida do passado e a estrutura do físico das gerações passadas, de seiscentos anos, de setecentos anos, de oitocentos anos, de milênios, as durações eram longas.
E, hoje, vejam o físico de todos e os insignificantes aninhos de vida.
E cada vez, dessa forma, diminuindo mais.
Diminuindo em tudo: em duração, enfraquecimento, em construção – tudo e todos de mal a pior, por a poluição progredir cada vez mais, sob todos os sentidos da vida.
Poluição de todas as maneiras, de todas as formas, de todos o jeitos.
Tudo cada vez mais poluído!
Tudo cada vez mais degenerado!
Tudo cada vez mais diminuindo mais!
Tudo cada vez mais enfraquecido e, por isso, olhem para o passado, as gerações anteriores e a fortaleza física!
Vejam o quanto diminuíram em tudo e o quanto degeneraram em tudo e quanto enfraqueceram cada vez mais e, dessa forma, a caminho do abismo, da extinção total dessa civilização.
Por viverem completamente despercebidos de tudo, distraídos, sonhando, olhando tudo e despercebidos de tudo e sentindo os efeitos da poluição, o envenenamento da natureza e envenenamento de tudo, pelos gases mortíferos envolvidos na atmosfera, que, lentamente, vai destruindo, que, lentamente, vai envenenando, que, lentamente, vai acabando com tudo: a poluição.
E completamente distraídos com as vaidades, com os sonhos, com as aparências, com as fantasias que embriagam, embriagados pelo encanto, embriagados por essa deformação, embriagados por tudo, por todos viverem de sonhos e de ilusões, julgando as aparências tudo ser e vendo, na realidade, que as aparências nada são.
Se as aparências tudo fossem, todos viviam bem e, não, mal; por as aparências nada serem, é que a vida está nesse torvelinho de tudo turvo, porque ninguém tinha conhecimento do porque de assim ser.
Ninguém tinha conhecimento da origem do seu verdadeiro ser.
Ninguém tinha conhecimento da causa e da origem de seu ser.
Ninguém tinha conhecimento do porquê desse mundo assim ser.
Ninguém tinha conhecimento do verdadeiro antes de ser.
E, assim, vivendo às tontas, por não saber porque vive.
Porque quem não sabe porque vive, vive tonto.

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para TUDO É ENERGIA – PARTE 2

  1. Pingback: TUDO É ENERGIA – PARTE 1 | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s