O MAU NÃO RECONHECE DIREITOS

A Natureza é justa.

Cada um colhe aquilo
que plantou.

Uns plantam mel, colhem
mel.

Outros plantam fel,
colhem fel.

Os bons reconhecem
isso. Os maus, não.

E é por isso que existe
a inveja. Que é dos maus.

O mau quer colher o BEM
sem o ter plantado e tem raiva de quem plantou o BEM e o colheu.

Aí, nasce a inveja e
quer destruir aquele que plantou.

Tudo isso, por não se
conhecer. Porque se se conhecesse saberia que o BEM está ao alcance de todos,
porque todos são filhos de Deus: Deus quer bem a todos os seus filhos.

Mas, o mau não
reconhece direitos, quer colher sem ter plantado, porque, na verdade, julga-se
melhor do que todos, julga-se dono do mundo e merecedor de tudo sem ter por
onde feito: é vaidoso, é mau para si mesmo.

Nem vendo que a matéria
nada vale, que tudo se transforma, que tudo muda, que tudo se acaba.

Não se enxerga, não vê
que seu corpo de matéria é uma podridão, dependendo da Natureza, de tudo e de
todos para poder viver! Mas, assim mesmo, ainda se acha uma grande coisa!

A humildade no mau é
nula. E tudo isso por falta de desenvolvimento Racional.

Quer ser mais do que a
Natureza, quando ela premia a uns tantos e a outros tantos não, pondo em dúvida
o julgamento da Natureza, de quem depende em tudo para viver!

Esses e essas assim,
são seres mesquinhos, agarrados à matéria, achando que tudo deve viver em torno
deles e somente para eles.

São medíocres. E sofrem
a consequência das suas mediocridades.

Que essas consequências
são os sofrimentos, as lapidações cada vez maiores, impostas pela Natureza,
como corretivo desses e dessas.

A Natureza é boa
demais, se não o fosse já teria largado de mão toda essa gente!

E a prova de sua
bondade é a CULTURA RACIONAL, a sua cultura natural, que nos deu como último
presente, para nos tirar deste abismo de matéria e nos reconduzir ao nosso
estado verdadeiro natural de Racional.

Abracemos essa Cultura
Salvadora, Divina, enquanto é tempo, única capaz de transformar o mau em bom,
porque o tempo é pouco para o desenvolvimento do raciocínio.

E a fase do pensamento
já terminou desde 1935.

Quando todos abraçarem
verdadeiramente essa Cultura, não haverá invejas. Compreenderão que cada um
necessita de um tempo diferente para chegar ao que almeja, mas que todos
chegarão lá, porque à frente de todos, nesta nova fase da Natureza, a Fase
Racional, do Desenvolvimento do Raciocínio, está o Verdadeiro Deus, o RACIONAL
SUPERIOR.

E mais que o Verdadeiro
Deus, ninguém!

Portanto, o tempo é bom
para quem sabe esperar.

Procuremos ler e reler,
estudar e reestudar os Livros Universo em Desencanto.

www.universoemdesencanto.com.br


Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O MAU NÃO RECONHECE DIREITOS

  1. Valdir disse:

    Maravilhosa Aula Racional!Este texto postado, ponteando claramente causa e efeito. Conciso, eloquente.Nos faz ver, de pronto, esse aspecto da realidade humana, hoje indumentadade uma cultura defasada. Correndo atrás de valores que já ficaram para trás, de uma Tábua de Valores do 2º Milênio; hoje, em liquidação. Então, toda a ralidade é vista às avessas; seja na esfera pessoal, seja na social, seja na ambiental.Mas, textos como este postado por você Dra., nos ajudam a nos deter ante novasconjecturas, mais realistas, que nos abrem um novo horizonte; inédito…Racional!Que beleza!Salve!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s