AUTENTICIDADE: MODELO

Lendo um artigo de Amigo do Google+ em seu blog, comprovei, mais uma vez como a Natureza está evoluindo as cabecinhas no mundo inteiro. É a nova fase da Natureza se impondo, a Fase Racional!

O Paulo Jorge Pedra, em seu texto, chama-nos à atenção sobre a autenticidade.

Diz o Paulo: “Você pode tomar como modelo algum artista, alguma pessoa conhecida, mas, NUNCA esqueça que você é você e não o seu modelo. Terá que fazer ajustes em você, terá que se aproximar mais de si mesmo.”

Aí está uma grandeVERDADE, que subentende-se o SE CONHECER. Mas, não é conhecer a sua parte animal, a parte das imperfeições e, sim, a parte que lhe deu o sobrenome, o nome de sua raça, de sua família real, a família DIVINA, a família RACIONAL.

Animal é a parte da deformação, da inconsciência, dos defeitos que nos tornam diferentes uns dos outros. Racional é a parte da estirpe pura, limpa e perfeita, de onde saímos como filhos pródigos e, hoje, sofrendo as conseqüências de termos abandonado a família real, a Casa Paterna, que, aqui na Terra chamam de CÉU.

Sim, minha gente, não somos daqui. Constituímos este mundo material por uso da vontade, extrapolando os limites que nos mantinham eternamente puros, limpos e perfeitos.

Mas, não perdemos a eternidade. Ela está dentro de nós. E cada qual está apartado dela pela parte animal, que difere de uma pessoa para outra.

E, assim, para sermos novamente o que fomos um dia, é preciso conhecer essa parte ÚNICA, IDÊNTICA dentro de cada um de nós, conhecer os moldes e a conduta desse SER RACIONAL, para podermos, de posse desse conhecimento, cada qual fazer os ajustes precisos e necessários para alcançar o SEU VERDADEIRO SER.

Portanto, fica evidente que os ajustes serão diferentes de uma pessoa para outra, sendo impossível estabelecer uma conduta única nessa empreitada de recuperação, porque todos são diferentes na parte animal.

E para lapidar essa parte animal, todos foram encaminhados para formas diferentes de lapidação, através das filosofias, das ciências, das religiões, enfim, através de todos os segmentos existentes nestes artifícios de lapidação criados pela Natureza, através do pensamento e da imaginação.

Agora, o que a gente vê? Uns querendo convencer aos demais que o artifício em que se encontra é o melhor. Ora, querem saber mais do que a Natureza? Vamos respeitar e deixar cada qual no segmento artificial que a Mãe natureza julgou preciso e necessário para cada qual e, por isso, encaminhou a pessoa para aquela opção. Respeitemos nossa Mãe, respeitando as “opções” filosóficas, científicas, religiosas etc. de cada qual.

Porém, quem já se sente bem lapidado e preparado, que procure ir avante para SE CONHECER. E para se conhecer é fundamental conhecer o seu SER REAL, que nada tem a ver com filosofias, crenças, políticas, ciências, religiões etc.

Por que?                                                                                                                           

Porque o SER REAL não necessita de nada disso, por ter em si todo o conhecimento UNIVERSAL  da ORIGEM, de onde nunca deveria ter saído.

Muitos estão prontos, preparados, outros precisam ainda se preparar nas filosofias, ciências, religiões etc.  Sejamos compreensivos, fraternos, maduros para não prejudicar  o caminho que cada qual precisa e necessita percorrer.

Cada qual tem sua hora certa de acordar. Ninguém acorda enquanto ainda  está sonhando com o que não existe. Somente as provas em si mesmo, através das lapidações, vai acordando de pouco em pouco os dorminhocos.

A autenticidade está na ORIGEM. A ORIGEM está materializada dentro de cada qual, em forma de máquina do raciocínio, que é o que restou do Habitante do CÉU, do MUNDO RACIONAL, que se deformou por transbordamento da vontade, pois, tudo tem limite. A pureza fora do limite, transforma-se em impureza, deformação, mas, mantém a semente pura, eterna.

É chegada a hora do retorno. É chegada a hora de sermos autênticos RACIONAIS, tendo para isso como modelo, o Habitante do MUNDO RACIONAL que está materializado em forma de máquina do raciocínio em nossas cabeças, na glândula pineal.

Aí está o que é verdadeiramente um ser autêntico. Aí está o modelo que devemos seguir. Mas, esse modelo DIVINO somente nos abrirá a porta da eternidade que têm em si, quando estivermos culturalmente ao nível dele, incorporando seus moldes e sua conduta.

E onde adquirir essa cultura?

Nos Livros Universo em Desencanto.

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para AUTENTICIDADE: MODELO

  1. Carlos Alencar disse:

    Por termos como padrão de referência as coisas que conhecemos até então, e que são as coisas do Chão, do mundo que habitamos, nos confudimos quando olhamos na direção oposta ao Chão. Porque, na verdade, temos pouca convivência com as coisas do Alto.
    Olhar para o Alto é olhar para o mais profundo de nosso ser.
    Os Livros Universo em Desencanto nos ensinam não só como podemos olhar para o Alto sem nos confundirmos com as coisas do Chão, como ainda ensina a nos manter na sintonia do Alto.
    O texto brilhante da autora nos mostra isto, ainda reclamando a necessária tolerância que devemos ter com todos aqueles que trilham sua Jornada do Chão em busca das respostas do Alto.
    Todos temos de começar de algum ponto: “para se caminhar 1000 m é preciso dar o primeiro passo”.
    Atingir o Alto requer inclusive a hábil diligência com as coisa do Chão.
    Tudo que aqui existe tem uma Origem, a mesma Origem que é o Mundo Racional e, por intermédio do conhecimento Racional, sabemos que, hoje, o Mundo do Chão e o Mundo do Alto são um só.
    E é isso que os Livros Universo em Desencanto nos lembram: a estarmos em harmonia com tudo e com todos, porque encontramos essa harmonia dentro de nós.
    Estar com os Livros Universo em Desencanto em mão é desfrutar do salutar convívio com o nosso ser mais profundo numa sintonia plena com o que nos cerca. É desfrutar de um fraterno equlíbrio.
    Parábéns à autora, mais uma vez, por palavras tão esclarecedoras acerca do conhecimento de Cultura Racional.

    Curtir

    • nalub7 disse:

      Carlos Alencar, somos gratíssimos por ter atendido ao nosso convite de nos dar com freqüência a honra de seus comentários, que complementam Racionalmente as postagens deste blog. Nosso forte abraço!

      Curtir

  2. gold price disse:

    Visto está que esse mundo paralelo ELÉTRICO e MAGNÉTICO, com naturezas tão opostas, é um mundo em desequilíbrio, um mundo experimental, ou seja, espiritual, que também, vive de experiências, por não conhecer sua ORIGEM VERDADEIRA, sua razão de ser.

    Curtir

  3. nice article. i am a huge fan of your work and i’m always coming here to see what’s new. thanks. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

  4. greetings my friend, i came to congratulate you for your great website. all the best. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Curtir

  5. good topic, this is going to help a lot of people get the whole concept. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s