UM DISTRAÍDO É UM PERDIDO

BAIXAR AUDIO

 

Quem não aprecia a Natureza? Quem não se sente bem em contato com Ela?

Todos apreciam, todos se sentem bem.

Por que?

Porque ela é desprendida, acolhe, gera, cria e mantém todos de graça. E mais ainda, porque nela não há nada artificial. E aí está a razão de nos sentirmos tão bem em contato com Ela: Ela é o que é, sem qualquer artifício e é a nossa Mãe Verdadeira.

E quem não se sente bem no aconchego materno?

Todos se sentem bem, porque toda mãe quer o melhor para seus filhos, mesmo que não seja correspondida no seu amor, mesmo que não seja respeitada.

Mas, os seres “humanos”, distraídos com seus inventos artificiais (a maioria desnecessária para a manutenção da vida), encantou-se com suas criações e se esqueceu de sua Mãe benfeitora, afastando-se dela.

E pior, passou a valorizar muito mais os seus feitos artificiais, do que os feitos da Mãe benfeitora, a Natureza.

E, assim, perdeu o respeito pelos animais, pelos vegetais, pelos minerais, pelos rios, mares e cachoeiras e até por seus semelhantes, os animais Racionais.

Julgando-se assim mais que a Mãe benfeitora.

E isso veio repercutir na rotina da vida de todos, distraídos com os artifícios, que hoje dão mais valor à sua profissão, à cultura artificial que abraçam, esquecendo-se até de que seus semelhantes precisam é de carinho, amor, atenção.

Se formos exemplificar o que acontece dentro das famílias, nos ambientes de trabalho, ou onde quer que exista uma reunião de pessoas, ficaremos muito tristes e decepcionados com o nosso proceder modernista, materialista, que está sempre a sobrepor o artifício, as aparências ao cultivo do amor ao próximo (que às vezes está tão próximo da gente e é ignorado).

E um distraído é um perdido. Perde a oportunidade de desenvolver sua potencialidade mais nobre e elevada que é o raciocínio, o bom senso superior, que não admite nada que desvalorize os feitos da Mãe benfeitora.

Está em tempo ainda de reverter esse quadro tão vergonhoso, que demonstra um atraso muito grande do ser humano materialista.

Vamos voltar a ser humanos?

Mas, para ser verdadeiramente humanos, precisamos dar à nossa Mãe Natureza toda a atenção que Ela merece.

Abracemos nossa Mãe Querida, abraçando a cultura dEla, a cultura natural, que nos tira da distração com a matéria, da perdição material, aproximando-nos uns dos outros e de nós mesmos.

E onde está essa cultura?

Nos Livros Universo em Desencanto.

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

12 respostas para UM DISTRAÍDO É UM PERDIDO

  1. Carlos Alencar disse:

    As distrações que nossa cultura nos proporciona são muitas: os shoppings, as roupas, os automóveis,os filmes, enfim, os símbolos de status consagrados pela nossa sociedade.
    Essas distrações nos impedem de perceber o real significado da vida: o ser real que habita dentro de nós e a Natureza que o alimenta — por que nenhum pode ser sem o outro.
    Encontrar isso pode ser surpreendente, por ser tão fácil, tão ao alcance das mãos: nos Livros Unverso em Desencanto.
    Ao lê-los experimentamos essa outra realidade que está presente em nossas vidas. E quando isso acontece nos surpreendemos com essa realidade profunda pode estar contida em livros que utilizam uma linguagem tão simples.
    Justamente, por dizer respeito ao que é natural, à Natureza, e ao que vive dentro do ser humano não podia ser de outra forma.
    E os livros provam tudo isso mostrando de diversas formas, inclusive a linguagem utilizada, que estamos distraídos das coisas mais importantes de nossa vida: “Abracemos nossa Mãe Querida, abraçando a cultura dEla, a cultura natural, que nos tira da distração com a matéria, da perdição material, aproximando-nos uns dos outros e de nós mesmos.”

    Curtir

  2. Carlos Alencar disse:

    As distrações que nossa cultura nos proporciona são muitas: os shoppings, as roupas, os automóveis,os filmes, enfim, os símbolos de status consagrados pela nossa sociedade.
    Essas distrações nos impedem de perceber o real significado da vida: o ser real que habita dentro de nós e a Natureza que o alimenta — por que nenhum pode ser sem o outro.
    Encontrar isso pode ser surpreendente, por ser tão fácil, tão ao alcance das mãos: nos Livros Unverso em Desencanto.
    Ao lê-los experimentamos essa outra realidade que está presente em nossas vidas. E quando isso acontece nos surpreendemos como essa realidade profunda pode estar contida em livros que utilizam uma linguagem tão simples.
    Justamente, por dizer respeito ao que é natural, à Natureza, e ao que vive dentro do ser humano não podia ser de outra forma.
    E os livros provam tudo isso mostrando de diversas formas, inclusive a linguagem utilizada, que estamos distraídos das coisas mais importantes de nossa vida: “Abracemos nossa Mãe Querida, abraçando a cultura dEla, a cultura natural, que nos tira da distração com a matéria, da perdição material, aproximando-nos uns dos outros e de nós mesmos.”

    Curtir

  3. your post is really good and informative. i’m surprised that your post has not gotten any. good quality, genuine comments. you have done a great job by posting this article. thanks!!! lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Curtir

  4. As distrações da matéria vão te levando para um caminho onde você esquece suas origens e criando a falsa ilusão que estamos no caminho certo. Quando mudamos nossa conduta e nos entregamos a nossa verdadeira origem, nossos canais sensitivos também vibram junto com ELA, passamos a viver em ressonância. E assim vai nascendo um novo SER estruturado no AMOR INCONDICIONAL que começa emergir contagiando aqueles que estão a nossa volta.

    Curtido por 1 pessoa

  5. nalub7 disse:

    Perfeito Jaênio, perfeito!
    Sua pessoa descreveu muito bem o que ocorre com o distraído, iludido com a matéria, e que é completamente diferente do que acontece com aqueles que se entregam à sua verdadeira natureza, que não é animal, e que pertence ao mundo de onde viemos: RACIONAL.
    Sim, sim, nossos canais sensitivos passam a vibrar com o MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, nascendo um novo SER,que, na verdade, sempre esteve dentro de nós aguardando nossa ligação à nossa verdadeira origem para que ELE passasse a funcionar – aí, uma vida em ressonância. Uma vida estruturada na VERDADE ABSOLUTA, no AMOR INCONDICIONAL e, por isso, ETERNO, passando o SER RACIONAL, com sua LUZ ETERNA, a contagiar tudo e todos: PURA MARAVILHA! GRATÍSSIMOS pelo brilhante comentário!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s