LEDO ENGANO

m

 

(Odete Pereira – Poetisa Racional)

 

Matéria quem te compôs foi a natureza
Para o resgate do habitante racional
Que perdeu sua virtude real
Deixou de ser natural
Era um corpo ovalado prateado e brilhante 
Agora é uma massa material

Renegam conhecer a verdadeira história
Se recusam acreditar
Sonham que são real 
Nessa matéria animal

São tantas sombras ambulantes 
Fantasmas a vagar errante
São tantos vultos de fluidos animados
Para manter um ser materializado

É assim o ledo engano
Dos bonecos de barro vestidos de pano
Que vivem  para matéria ilusória
Numa vida fugaz e provisória

RACIOCÍNIO és um habitante do mundo Racional
Desperta desse sono profundo
Aqui não é o teu mundo
Volte ao teu natural.

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para LEDO ENGANO

  1. wilma fernandes disse:

    E você poetisa escondendo estas pérolas de nós ehm? rrss

    Curtir

  2. Odete Pereira disse:

    Salve minha irmã Nagea!
    Muito bom poder divulgar com você, e assim passar para nossos irmãos a cultura do 3º milênio.
    União ,união união!
    Um abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s