A CULTURA DA DESUMANIDADE E DO EGOÍSMO HISTORICAMENTE PERSISTE

Moisés.êxodo (2) (1)

 

(Mestre POP – Mestre em Capoeira)

O escravismo, o feudalismo, o capitalismo e todo e qualquer outro sistema de relação de poder político, historicamente sempre se configuram em desumanidade, no egoísmo e na perversidade humana. Em todas as partes do mundo todos os povos cultivaram seus sistemas de organização política e social, prevalecendo sempre a liberdade de uns em detrimento (ao domínio) dos outros.

E assim a humanidade vem caminhando historicamente. De modo que o legado histórico da representação do domínio de uns sobre outros ainda persiste. Os sistemas políticos e de relações humanas, como no passado, ainda são perversos.

Não por acaso, ainda há a monarquia  em muitos lugares no mundo, que é uma das mais antigas formas de relação de poder em vigor, cujo chefe de estado se mantém no cargo até a sua morte. Um regime hereditário e autoritário cujo monarca tem todas as beneficies e privilégios deste poder. E assim são os ditadores pelo mundo afora.

E por que ainda as relações humanas se estabelecem no campo da força e do domínio?

Primeiramente pelo ser humano ser desconhecido de si mesmo. Ignora a razão de sua existência, ignora a existência de tudo e de todos. Vivem das repetições dos erros históricos e não se demovem de suas convicções, sejam elas quais forem. Seres encantados consigo mesmos, com tudo e com todos, que se firmam nas aparências como se estas fossem a realidade.

Alimentam as relações de poder como uma coisa natural e por isso, a existência de “patrões” e “empregados”, cuja essência e lógica de relação de poder não foge muito ao feudalismo.

Mas, isso é tão natural que as percepções não alcançam o senso de desumanidade presente nestas relações. A configuração do poder se estabelece na “lógica” da vantagem. E assim uns com muita força e poder e outros sem nada.

Somos protagonistas da desumanidade. Reproduzimos a realidade histórica de um ser humano dominando os outros e isso em todos os campos de relações humanas. Isso é cultural e educacional e está impresso em nosso inconsciente. A competitividade, o uso da força e estratégia de domínio tanto físico como psicológico é uma perversa realidade humana.

E por isso mantemos vivas as Arenas, os Ringues, os Octógonos, aonde os gladiadores modernos se encontram para ferir fisicamente seu semelhante, em nome do esporte. E ainda há aqueles que após suas vitórias agradecem a Deus como faziam os gladiadores na antiga Roma.

Vivemos das tragédias humanas, trabalhamos e construímos nossa realidade pela exploração de tudo e de todos. E por quê? Nosso comportamento é reflexo das ações e dos costumes e das tradições de nossos ancestrais humanos.

Sendo assim continuamos valorizando tudo na mesma prerrogativa que nossos ancestrais. Assim como nas Arenas havia aqueles que torciam para ver o sangue e o nocaute dos adversários, hoje não é diferente.

Toda cultura até então adotada mundialmente pelo animal Racional é arcaica e ultrapassada do ponto de vista humanitário, seja ela religiosa ou política. Pois, essas se constituem a partir da relação de domínio de um sobre o outro. Eis os motivos das guerras políticas e religiosas serem constantes e permanentes.  

Precisamos de uma nova cultura que não seja uma cultura para o encanto, mas sim uma cultura para o desencanto. Desencanto e não desilusão! Desilusão é ver todas as injustiças por conta do atraso humano, e não poder fazer nada a respeito. Desencanto é a consciência da razão da existência, é desencantar-se dos dogmas, das ideologias, das vaidades e do egoísmo que assolam a humanidade.

E finalmente, só para reflexão: estamos chegando ao final de um grande espetáculo mundial, um fantástico show protagonizado por milhões de iludidos que durante este espetáculo de certa forma esqueceram a nossa perversa realidade. Daqui uns dias a vida volta ao normal, as redes de televisão voltam ao cenário do verdadeiro e real espetáculo que são as tragédias humanas. E finalmente lhe convidamos a conhecer a Cultura da nova fase da natureza a Cultura Racional.

Tenhamos todos bom senso para enxergar a realidade!

 

www.universoemdesencanto.com.br

www.culturaracional.com.br

 

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para A CULTURA DA DESUMANIDADE E DO EGOÍSMO HISTORICAMENTE PERSISTE

  1. Prof. LuíS OLiveira disse:

    Perfeitamente!

    Curtir

  2. Ronaldo Costa disse:

    Muito bem demonstrado Mestre Pop! Somente através do desenvolvimento do raciocínio, feito pela Cultura Racional, podemos então enxergar a triste realidade de vida que herdamos de nossos antepassados..

    Curtir

  3. Gilberto Carnasciali disse:

    Puro Raciocínio.
    Salvem-se enquanto é tempo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s