A NATUREZA JÁ ESTÁ IMPACIENTE COM ESTE SONO DE PEDRA. ACORDA GENTE!

22 (1) tornado

(Valdir Santos Alexandrino, Viçosa, MG)

 

Olá minha gente, sejam sempre bem-vindos a este espaço onde se desdobra uma quase exegese Racional. Aqui, a gente comenta, interpreta e se aplica em explicar, sob alguns de seus aspectos, os textos que têm como fonte os Livros de Cultura Racional, com o intuito de divulgar os seus conteúdos e estimular o interesse do povo em lê-los, para o benefício de toda gente.

Então, vamos prosseguir interpretando o Conhecimento de Cultura Racional, numa quase exegese Racional.

Essa nossa mente humana confusa, no que se refere ao que é Racional, nada conhece. O Racional é de uma categoria e a nossa mente de matéria, de Animal, é de outra categoria, embora a origem seja de Racional e, todos nós, tenhamos por natureza, o dom Racional.

Mas, o que atrapalha tudo, é que nós somos Racionais decaídos em matéria, e por isto aqui está cada Ser Humano nesta classe de animal da origem de Racional; pois, mesmo sendo animal dessa Raça de Racional; o fato é que, ser animal é ser confuso.

Hoje, todos os que já se tornaram estudantes da Cultura Racional, a cultura do desenvolvimento do raciocínio, sabem muito bem que a Natureza mudou de Fase e isto, já faz 79 anos que aconteceu.

Todas essas pessoas lembram-se de como era vivida a vida, de quando éramos confusos, vivendo cada qual desconhecido de si mesmo.

Aquele era um viver por ter vida e, sem sentido de ser, sem base e sem lógica; fulcrada por uma diminuta faculdade consciente e capacidade inconsciente altamente desenvolvida.  Sempre pela metade do saber; julgando a vida como bem nos parecia que ela fosse; a prova disso, era o sofrer. Hoje, bem sabemos que: quem sabe não sofre; quem sofre, não sabe.

Mas, lendo e relendo os Livros de Cultura Racional, adquirimos a convicção básica, positiva e consciente; assim como, uma espécie de certeza psicológica; acumulada pelo amadurecimento no estudo do Conhecimento desta Fase do desenvolvimento do raciocínio que, é a Fase Racional. Uma inabalável convicção solidificada e consolidada do que é Racional.

E agora, a vida é vivida com base e com lógica e tendo uma meta clara para ser alcançada por cada pessoa estudante da Cultura Racional; que é a nossa ligação ao nosso verdadeiro Mundo de Origem, para nós ficarmos integrados novamente com os Habitantes do Mundo Racional que foi de onde viemos e que é para onde estamos de volta, depois do raciocínio ficar desenvolvido.

O nosso desenvolvimento Racional só pode vir sendo obtido pela persistência na leitura do Conhecimento Racional; senão se torna um viver desconexo da Energia Racional que está comandando a Natureza e, é ela  que faz a ligação de todo Ser Humano ao Mundo de nossa Raça, o Mundo Racional.

Daí, entendermos e compreendermos as inúmeras recomendações do Livro Universo em Desencanto – de Cultura Racional – de que é preciso a persistência de cada pessoa, lendo, relendo e aprendendo; até que, no ser retirado do corpo o Fluido elétrico e magnético, fica a pessoa ligada ao seu verdadeiro Mundo de origem o Mundo Racional.

A pessoa se tornando um Aparelho Humano Racional, ela perde, naturalmente, o instinto animal, pela ação positiva da Energia Imunizante Racional que, passa a nos abrigar sob o seu manto de Luz Divina Verdadeira.

A pessoa, aparelhada como um Aparelho Humano Racional, ela fica diuturnamente recebendo orientações que lhe fazem cessar, imediatamente, os males do corpo e os males da vida. Precisando, tão somente, que esteja Imunizada Racionalmente por essa Energia Imunizante Racional, com a sua força positiva de  um inigualável poder antígeno, mantendo-nos imunes aos males do corpo e aos males da vida.

Mas, isto exige constância na leitura, na interpretação e na prática do que aprendemos do ensinamento Racional. É o que vai por em funcionamento esta parte do cérebro humano que estava inerte, latente como uma semente; porque, estávamos por cultivá-la, mediante o estudo do desenvolvimento do raciocínio, que é o que vai nos desligar dessa energia deformada elétrica e magnética. E daí, vamos alcançando a lucidez Racional, pela elucidação do raciocínio.

glandpineal

E assim, Racionalmente, tudo dando certo e progredindo certo; havendo o equilíbrio na vida da matéria; porque, o que fazia o nosso desequilíbrio era e é: o Ser Humano estar na categoria de princípio seminal dessa classe de animal Racional; ignorando o nosso verdadeiro natural e a nossa verdadeira origem.

Como todos nós hoje sabemos, há tempos a humanidade embarcou nessa canoa furada de achar que este Mundo foi feito para si e de que, somos nós, os donos dessa nossa vida provisória; como coisa que o Verdadeiro Dono deste Mundo tivesse alguma vez autorizado, a quem quer que fosse, de ter uma desvalida pretensão dessas.

Essa absurda embriaguez humana pelos Seres materiais magnetizantes de nossas mentes, tendo chegado num ponto máximo de cegueira, de cada qual achar que nasce neste Mundo – no qual já encontra tudo feito – nasce para fazer deste Mundo e neste Mundo, o que bem entenda de fazer de acordo com as suas forças e as suas posses.

Poluindo tudo, não respeitando limites, dizendo-se proprietário do que está de posse, desconhecendo direitos e cometendo abusos que nunca deram bons resultados.

E assim já se vem mantendo, nesta forma de viver, divorciada do Poder da Vida, de há muito. A vida continuamente organizada na contramão do que a vida é; e de uma forma diferente daquela que a vida pede que seja organizada.

E por essa razão, a Natureza que é a vida Dona de todas as vidas feitas por ela, ficou tomada de uma revolta incontida contra os seus habitantes dessa classe de natureza humana – animal de origem Racional.

O descontentamento da Natureza chegou a um ponto tal, que ela passou a castigar a todos, no Mundo todo, a olhos vistos, progressivamente, de forma que hoje estamos atolados nesta Era do Fogo; tendo se instalado a Fase de salve-se quem puder e se puder; sendo todos vitimados por um avassalador conjunto de males naturais, espirituais e artificiais.

Males Artificiais quer dizer: as artes humanas produzindo desastres. E por isto: avião destrói, carros destroem, trens destroem, navios destroem, bombas destroem, drogas destroem, e toda sorte de fabricos humanos – no mais das vezes poluidores – acabam por expor a todos a um alto risco de destruição.

Males naturais quer dizer: pragas quarentenárias, tempestades devastadoras, enchentes de deixar casas submersas, secas de matar, vendavais devastadores, degelos polares, tufão, terremotos, tsunamis, vulcões, lavas e cinzas vulcânicas expulsando as pessoas das regiões que habitam e toda sorte de abalos sísmicos, saturando a Natureza; doenças esquisitas (como aí está o chikungunya), curáveis e incuráveis.

Males espirituais, uma infinidade deles, do Mundo Invisível, instigando a violência, os entreveros, os atritos, os conflitos, o terror, o vandalismo, as revoltas, os desentendimentos e um desassossego altamente estressante como nunca visto. Um vazio íntimo insaciável; a inveja, a cobiça, a ganância, a vaidade, o ódio, a desconfiança e uma série de inconfessáveis vilanias intimamente segredadas no “eu” das pessoas.

Hoje, em mãos de toda a humanidade, num só prato literário transcendental, o Conhecimento da vida real que, é a vida Racional e o Conhecimento da vida aparente que, é a vida material. Tudo elucidado na Cultura Racional.

Então aí, a satisfação é unânime, por sabermos e termos certeza psicológica e termos convicção embasada da causa e do efeito, de que aqui na matéria não nasceremos mais; e sim, em nosso verdadeiro Mundo de Origem – o Mundo Racional.

E o que é mais importante, é que tudo isto é uma decorrência da evolução natural da própria Natureza – nossa mãe, matriz e mestra – que, em tudo, sempre contribuindo para a lapidação de todos, na humanidade.

E depois de lapidados, os tempos que agora são de liquidação física, moral e financeira; e, de um modo geral em tudo da Fase que terminou; também são os tempos de recuperação da classe de Animal Racional em liquidação. É esta a temporada de – a humanidade amadurecida – assim como um fruto maduro, ser colhido para não ficar apodrecido.

Agora, neste dia do Juízo, a escolha é nossa, livre e espontânea de nos atermos ou a essa Fase de recuperação psicossociocultural Racional; ou de permanecermos no caminho da extinção dessa classe de animal Racional, pensador, sofredor e mortal; como vagos bichos sem destino.

Antes desta Fase Racional da Natureza, a vontade de todos era procurar meios e modos de acertar; mas sem que pudéssemos, porque a humanidade sem consolo, nunca conheceu o nosso verdadeiro estado de ser natural e nem a nossa verdadeira Base de Origem. Éramos corpos em experiências, sempre na ânsia de acertar; e o CERTO sempre por encontrar. Nem o nosso próprio Ser Certo, não acertávamos ao defini-lo.

E muitos, por não encontrarem o porquê da vida, diziam: a vida é esta mesma. Ninguém sabia a origem da vida assim ser.

Mas, era flagrante a constatação de que a vida não podia ser esta mesma, e de que a vida real tinha que ser outra; como hoje ficamos sabendo com base e com lógica que, a vida real é a vida Racional.

Somente a origem é que pode predominar naquilo, naquele e naquela que é de sua origem. De forma que a Luz Verdadeira do animal Racional é a Luz do Mundo de sua origem, a Luz Racional lá de cima, da Planície Racional, onde vivem os Racionais com o seu progresso de Seres puros, limpos e perfeitos; naquele Galáctico Mundo dos Eternos.

É o que propomos a você e a todos e todas, nesta divulgação de CULTURA RACIONAL: propomos que LEIAM O LIVRO: “UNIVERSO EM DESENCANTO”  para que colham, cada qual, uma infinidade de provas e comprovações de estarmos diante do certo dos certos.

Tenhamos todos: Saúde , Paz, Fraternidade e Concórdia Universalmente, pelo desenvolvimento do raciocínio.

Salve!

(Observação: originalmente postado em  www.rccvsarcn.wordpress.com)

http://www.universoemdesencanto.com.br

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s