TRANSIÇÃO, DO ÁPICE À EXTINÇÃO PARA INSTALAÇÃO DE UM CICLO NOVO.

TRANSIÇÃO, DO ÁPICE À EXTINÇÃO PARA INSTALAÇÃO DE UM CICLO NOVO.

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdclRSSXJVOG5rWUhtTTNsTzg5VXhsdVlMdEU0

(Clique no link para ouvir o aúdio)

download1

Esta civilização alcança nos dias de hoje o ápice de tudo que é de bom e de terrível. Trata-se de uma mudança radical, onde mistérios não têm mais guarida.

Essa é a característica principal de uma grande transição, onde o que termina, por já ter alcançado seu ápice, não podendo mais atender à evolução dos povos, entra em falência e liquidação, dando lugar ao novo, com procedimentos e valores que avançam verticalmente, para continuidade e conclusão dessa evolução dos povos.

É um momento onde o mais ou menos não tem mais lugar: ou abraça o ciclo novo, ou se extingue com o que não serve mais. Uma fase de absoluta importância para o mundo e para todas as raças, por ser a hora presente a de reconhecer a existência de uma única raça: a raça RACIONAL, que se rege e se baseia nas mais sublimes leis naturais da Natureza, onde não se admite mais aparências como verdades, vontade como condutor dos passos, sonho como meta de vida e esperança como lenitivo e consolo.

Onde as bases são as mais fidedignas leis naturais, não cabem vontades, nem sonhos, nem esperanças, cabe somente o dever sagrado do cumprimento dessas leis naturais que, por serem em favor de tudo e de todos, garantem, por si mesmas, através de seu cumprimento, o triunfo certo, absoluto e garantido de todos que fielmente as abraçam.

É cada qual tendo aquilo que fez e faz por onde merecer.

A fase em vigor, portanto, não é mais a fase do pensamento concreto, por ser ele calcado não nas leis naturais, mas, num alfabeto artificial criado numa trevosa longínqua fase, em consequência de uma triste e vergonhosa desobediência humana às orientações de todos os astros e da Mãe Natureza.

Por isso evoluiu o mal, até chegar ao seu ápice, para colidir com a própria natureza humana, completamente insatisfeita com tudo de dificuldades, maldades e monstruosidades que advieram da evolução do pensamento, por ter esse pensamento, como mentores, os maiores mestres invisíveis do encanto, e que o encanto é pura mentira e magia, o mundo das aparências.

Essa é a estrutura do pensamento, a pura aparência, um verdadeiro faz de conta, que alcançando os píncaros da fantasia, hoje se destrói, mostrando a toda a humanidade seus funestos e malcheirosos frutos, que vinham sendo encobertos pelas mais lindas embalagens. Como diz o ditado: quando o conteúdo não presta, a gente capricha na embalagem.”

O tempo é dos pingos nos “is”, onde nada mais fica encoberto, porque quando chega a VERDADE, que é pura LUZ, a mentira é desbancada e soçobra.

O pensamento é excremento da matéria e em assim sendo, jamais poderia elevar alguém, porque excremento somente desce, sendo essa a sua natureza de mal.

Mas, contudo foi muito bom, preciso e necessário para lapidação dos maus, dos teimosos e desobedientes que somos todos nós, que tivemos a petulância , na origem, de virar as costas para as advertências DIVINAS de não extrapolar a LINHA RACIONAL, a linha da ETERNIDADE.

Mesmo assim extrapolamos, dando causa a este segundo mundo monstruoso em que vivemos, onde vivem todos uns contra os outros e destruindo uns aos outros.

Isso exposto, eis a razão de nunca termos conseguido evoluir nosso dom natural, o dom do raciocínio, porque o pensamento é de origem animal, nascido dos resíduos da formação da matéria, que é um ser vazio, conjunto de ruínas reunidas. Por isso, o pensamento nada soluciona de fato, apenas lapida e não acerta nada, deixando todos vazios, num beco sem saída.

Então, o pensamento é um ser inferior, originado da matéria. E um ser inferior não tem condições de dar solução existencial a um ser a ele superior, como é o ser animal RACIONAL, que é de origem de um MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, o MUNDO DOS ETERNOS.

Como diz o ditado: cada macaco no seu galho. É a separação, afinal, do joio e do trigo.

Ademais, como a matéria é um ser provisório e passageiro, onde tudo nela tem princípio e tem fim, chegou a vez do pensamento, que já caminha para sua liquidação total, sem condições de qualquer favorecimento aos pensadores, razão pela qual está liquidando esses pensadores, por a fase do pensamento ter terminado na Natureza desde 1935.

Daí, tudo e todos em falência, decadência e liquidação.

E tinha que ser assim mesmo, porque o pensamento é o intelecto que não alcança as esferas do raciocínio (o bom senso absoluto), por desconhecer, repisamos, a origem de tudo e de todos, e assim, mantendo os mistérios, os enigmas, os fenômenos, os finitos e transfinitos, que sempre embargaram o encontro com a plenitude do ser.

Daí estarmos assistindo hoje a todo este descalabro moral, físico e financeiro nos quatro cantos do mundo.

Só o raciocínio, depois de desenvolvido, irá recuperar a humanidade, desde que ela abrace o novo ciclo da Natureza, que é a última grande transformação da vida material para a vida espacial, a Fase Racional do Terceiro Milênio.

Mas, até que isso aconteça de forma universal, muito sofrimento será necessário para acordar quem dorme de olhos abertos, em decorrência do fanatismo material.

E para se sair bem nessa transição, só mesmo com o Livro do raciocínio nas mãos: Universo em Desencanto, de Cultura Racional, lendo e relendo diariamente para sua recuperação.

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para TRANSIÇÃO, DO ÁPICE À EXTINÇÃO PARA INSTALAÇÃO DE UM CICLO NOVO.

  1. mary sana disse:

    O texto acima explica com absoluta clareza a decadência da fase do pensamento em franca extinção e a grande oportunidade que todos os seres universalmente falando estão tendo, em conhecerem e se ligarem ao “novo ciclo da Natureza, a Fase Racional.
    Com o raciocínio em ação, todas as ações humanas certamente estarão pautadas no equilíbrio, que favorece à convivência pacífica e inteligente entre os homens, na reconstrução do planeta completamente danificado pela incapacidade do pensamento, que já cumpriu o seu papel e nada mais pode fazer por ninguém.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s