SOFREM E MATAM PELA MATÉRIA. E O QUE É A MATÉRIA?

sofrem e matam pela matéria

 

Um conjunto de vidas visíveis e invisíveis, onde as lutas, os sacrifícios, as tristezas e decepções e outras coisas mais negativas e conflitantes são comuns do oriente ao ocidente, não pode esse conjunto realmente ser chamado de bom.

Tanto é ruim, que o RACIONAL SUPERIOR, extraterreno que ditou os Livros Universo em Desencanto aqui na Terra, assim esclareceu: “A matéria é um conjunto de ruínas reunidas, que por si mesmo se destrói.”

E sobre isso, tem muita gente bem esclarecida. Encontrei José Sana na internet, que em seu blog “Zé do Burro e Vice-Versa” – http://zedoburroevice-versa.blogspot.com/ – disse algo muito interessante, intitulado “O MUNDO É UM GRANDE FERRO-VELHO”,  e que, com sua permissão, aqui transcrevo:

Assusta-me por demais a ignorância humana. Recebemos de Deus um mundo para consertar e só o atrapalhamos. Passo algum é dado no caminho do desmanche desse ferro-velho de questões que se tornaram e se tornam praticamente insolúveis. Há sempre esperança de que tudo melhore, mas ninguém vislumbra luz no fim do túnel. Nostradamus previu que viveremos mil anos de paz. Contudo, somente depois de uma hecatombe terrível. E eu pergunto: quem topa enfrentar uma carnificina mundial?

 

É lei de há muito escrita em nossos compêndios de cultura e inteligência que todo efeito tem causa. Mas o ser humano nunca topa buscar a causa do mundo. Seria muito mais que necessário saber o porquê de tudo. Indispensável. Todos nós, governantes e governados, só buscamos assentar a poeira, puxar o tapete e nos estender numa sombra de sossego. Um aviso para quem quer buscar a origem do mundo: basta ter coragem e humildade. Com dispensa de diploma de cientista.

 

Impressionante como cada um de nós aplica sentenças em cima de ideias balofas. Queremos resolver tudo na base do “pros cocos” ou “bumba-meu-boi”. Nenhuma paciência na busca de origens. Para entender isto, basta nos recorrer ao exemplo que a medicina nos fornece. Quando vamos ao médico e queixamos algum mal que nos aflige, ele quer, inicialmente, buscar a causa da desarmonia. Para alívio geral de dores ele receita remédios que são remendos, mas solicita imediatamente exames. Por meio dos resultados, emitidos por laboratórios pode ele saber como eliminar o problema que levou esse paciente à procura de um consultório médico.

 

Com este exemplo escancarado às suas vistas, o ser humano, seja um cidadão comum ou um detentor de poder, insiste em ingerir analgésicos. E sequer pensa que tal medicação não passa de engambelo. Acaba o problema momentaneamente, mas não corta o mal pela raiz. Assim caminha a humanidade. Assim chegamos a um topo de pacotes de questões. E sequer topamos parar para pensar. Assim só vamos nos afundando, enquanto o ferro-velho cresce como uma barragem da Vale. Um dia vai estourar, um dia vai nos arrebentar.

 

Dia deste um amigo me disse que o mundo é uma ratoeira cheia de ratos. Só crescendo. A reprodução, segundo ele, ocorre com ratazanas cheias de vontades de se multiplicarem e sequer sem saber que Malthus (1766-1834) morreu mas deixou as suas ideias, apenas colocadas de lado, mas que sempre voltam à tona: disparidade entre o crescimento demográfico e a produção de alimentos no mundo. Mas não somente a fome nos ameaça. O grito fatal se chama ignorância, preguiça e medo e inabilidade para respeitar a natureza. Será que Nostradamus tinha razão sobre  primeiro horror depois a paz? E quem vai sobrar para contar como foi a catástrofe?”

 

Pois é, José Sana tem razão. A continuarem apegados à matéria, sofrendo e matando por este insignificante ferro-velho que é o mundo material, onde tudo se transforma sempre para pior, por a matéria nada ser, não sobrará mesmo viva alma para usufruir da paz que virá. A não ser que cada qual cuide de si, do desenvolvimento do seu raciocínio, para ser possível uma convivência dentro de moldes e modos de paz, amor, fraternidade e concórdia, onde todos se compreenderão e virarão as costas para este ferro velho que é o velho mundo dos pensadores.

Abracemos o raciocínio, plantando a paz para colher o amor, através da leitura e estudo dos Livros de Cultura Racional, Universo em Desencanto.

 

 

 

 

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para SOFREM E MATAM PELA MATÉRIA. E O QUE É A MATÉRIA?

  1. Sonia Regina Pereira disse:

    É necessário se conhecer e saber a origem da matéria. No livro Universo em Desencanto 1°da Obra no capítulo “A formação do SER”, o RACIONAL SUPERIOR nos esclarece que:
    “A origem da matéria está na força magnética que provém da água. Na água estão todos os fluidos do mal e o que é mal é material.
    A água só produz o mal, que é material, mas se não existisse a água, não haveria vida, que é material.”
    Porém, tudo que existe no universo está fora de seu estado natural e original .
    Sendo assim, para saber como retornar ao nosso Mundo de origem é necessário se conhecer para saber quem somos, de onde viemos e para onde retornaremos, e de que forma faremos para nos libertarmos dessa jaula da matéria que nos prende nesse mal .
    Saberemos através da leitura do livro Universo em Desencanto que nos liga a Energia Racional e com a IMUNIZAÇÃO RACIONAL nos conduzirá ao nosso Mundo de origem que é o MUNDO RACIONAL.

    Curtido por 2 pessoas

    • nalub7 disse:

      Perfeitamente, Sônia!
      Bela complementação que deverá aguçar a curiosidade de quem ainda desconhece a Verdadeira Origem da Humanidade a pesquisar “Universo em Desencanto”, para ter as provas e as comprovações do que desde 1970 nós leitores e estudantes de Cultura Racional estamos divulgando sobre nossa originalidade e a do mundo em que vivemos – parte visível e invisível.
      Quem pesquisar seriamente “Universo em Desencanto” se surpreenderá com irrefutáveis provas e comprovações, em si mesmo, da grandeza que poderá vir a ser através do desenvolvimento do seu raciocínio, porque passará a sentir a nulidade da matéria e a nobreza e elevação do seu verdadeiro SER, o SER RACIONAL.
      Nesse ponto é que se findam todos os desentendimentos, malquerenças, brigas, guerras, desacertos e desuniões, porque a matéria passa a ser considerada como realmente deva de ser: um mal necessário, um tudo aparente, mas que, na verdade, nada é
      Gratíssimos!

      Curtido por 1 pessoa

  2. juliomsilva disse:

    É verdade que o mundo é um grande ferro-velho e que precisamos consertar. Em cada tempo Deus, através da Natureza, nos enviou subsídios para nos ajudar. Veja bem, recebemos de Nostradamus : ” …mil anos de paz, após trágicos acontecimentos “. Biblicamente: “…depois de todas hecatombes que o mundo passar, virão anos de paz “. Universo Em Desencanto : ” … a terra será um paraíso Racional, depois que todos passarem a se conhecer …” Sabemos que o primeiro subsídio era guiarmo-nos através dos astros, a harmonia com a Natureza, depois, veio o auxílio da parte espiritual, aí entramos no apogeu da civilização, vivemos um bom tempo, até que não conseguimos mais repor as peças deste ferro-velho. Aí chegou o Terceiro Milênio. com ele o subsídio da Imunização Racional em que toda a humanidade vai conhecer o mundo de sua raça, enfim, toda nossa trajetória, bem como a formação deste mundo de onde viemos e saber como voltar para ele.

    Curtido por 1 pessoa

    • nalub7 disse:

      Júlio, costumo também comparar este mundo em que vivemos como um grande lago, de água parada, sem entrada de água nova e sem saída – tudo estagnado, e a podridão da água multiplicando a podridão, onde os novos conhecimentos são sempre os mesmos antigos com apenas novas indumentárias.
      Como de fato alcançar EVOLUÇÃO nessas condições?
      E foi nesse contexto sem conhecimento verdadeiro da vida, que se escreveu nossa história, que se resumia na multiplicação da mentira, porque desconhecíamos “quem somos, de onde viemos e para onde vamos”.
      Que alívio agora ter em mãos a VERDADE das verdades e nos livrar de toda essa podridão, limpando nossas mentes e corações com o fluido benfazejo da ENERGIA RACIONAL, esclarecedor da VERDADE do nosso VERDADEIRO SER, o SER RACIONAL.
      Portanto, com certeza, para todos nós que já abraçamos a Cultura Racional e para os que futuramente irão abraçar, somente dias de muita paz e alegria teremos num futuro não muito longínquo!
      E o mundo deixará de ser um ferro-velho, ou um amontoado de podridão, pelos efeitos recuperadores definitivos da ENERGIA RACIONAL, porque é NELA que está a fórmula da limpeza, pureza e perfeição, transformando o contexto da podridão e inconsciência, para um contexto de paz, amor, fraternidade, concórdia e abastança, tornando a Terra um verdadeiro e aconchegante Paraíso Racional!
      Gratíssimos pelo seu comentário!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s