A INSATISFAÇÃO HUMANA É A PROVA DO DESCONHECIMENTO DE SI MESMO

A INSATISFAÇÃO HUMANA É A PROVA DO DESCONHECIMENTO DE SI MESMO

 

Todos nascemos e já encontramos tudo pronto.

Como não há efeito sem causa, e tendo a certeza de que nascemos apenas para uma passagem junto a tudo e todos que encontramos, a lógica nos fala que viemos para cuidar de não desrespeitar coisa alguma e ninguém, porque tudo e todos aqui já estavam antes de nossa chegada e têm uma individualidade e missão já determinada pela Natureza anteriormente ao nosso nascimento na Terra. Então, o que viemos aqui na Terra fazer?

Viemos exatamente para nos desenvolver internamente, a ponto de também conhecermos e desenvolvermos nossa missão, que se inicia quando a compreensão do respeito a tudo e todos nos limita a nós mesmos e nos conduz ao nosso aperfeiçoamento racional.

Mas, ao longo do nasce e morre constante, com nossas vindas e idas neste campo material, nunca anteriormente conseguimos alcançar a fórmula do se conhecer, e isso acontecendo com toda a humanidade, gerando muitos sofrimentos, que essa humanidade procurava minimizar interferindo em tudo e todos. E nesse interferir, indo contra as leis naturais, que determina que cada qual aproveite sua estadia na vida material, para aprender a se conhecer.

Isso é que fez com que a humanidade se distanciasse do natural, criando o artificial na vida, com a ilusão de colocar fim aos sofrimentos.

Houve um tempo na Terra – sim, houve, em que a humanidade se relacionava respeitando tudo e todos, seguindo as orientações que recebia da Natureza para conduzir sua vida sem se aborrecer e sem cometer ingerências na vida alheia. Foi o tempo da regência do Alfabeto Astrológico: cada qual guiado pelos astros e pelos 7 reinados da vida, caminhando equilibradamente junto com a Natureza e tendo, a cada tempo de vida, as correções de suas deformações emocionais, espirituais e mentais. Tudo isso feito morosamente, porque o conserto definitivo dessas deformações não pode ser feito da noite para o dia, requer o tempo certo para cada ser.

Não se semeia agora para se colher no dia seguinte.

Mas, muitos viventes apressados, começaram a querer ser mais que a Natureza, achando que poderiam adiantar seu desenvolvimento, e resolveram criar um meio “melhor” que o da Natureza para alcançar essa elevação.

Ora, sabemos que o apressado come cru! Fizeram o “adiantamento” e se deram mal, criando uma cultura artificial, que veio imperando até hoje, repassada de gerações a gerações e que, ao contrário do que esperavam, fez foi com que todos se distanciassem da evolução tão sonhada.

Foi assim que a humanidade viveu até 1935, completamente desconhecida de si mesma, e buscando, com experiências sem fim, a manipulação de tudo e de todos, para ver se conseguia abolir o sofrimento na Terra e encontrar a satisfação plena.

Como poderia encontrar a satisfação plena sem SE CONHECER, divorciada da Natureza?

Se não tivessem abandonado o Alfabeto Astrológico, onde todos se comunicavam com o sol, a lua, as estrelas, com a água, a terra, os animais e os vegetais, sendo orientados racionalmente sobre o que deveriam ou não fazer para a direção CERTA da vida, toda a humanidade, há muito, já estaria completamente desenvolvida racionalmente, todos SE CONHECERIAM e estariam em harmonia perfeita consigo, com tudo e com todos, sendo beneficiados em tudo pela Natureza e completamente satisfeitos.

Para ver como a desobediência à Natureza, feita por nossos primitivos ancestrais, foi o pior legado que eles poderiam ter nos deixado. Na verdade, um verdadeiro castigo.

Tudo isso nos foi revelado, de 1935 a 1988, no Livro da CULTURA RACIONAL, a cultura natural da Natureza, “Universo em Desencanto”, que é um conjunto iluminado de mensagens ditadas aqui no Brasil para toda a humanidade pelo Mundo Superior de onde tudo e todos viemos, o MUNDO RACIONAL, para finalmente nos dar a oportunidade de saber a VERDADE das Verdades da qual ficamos distantes há longos tempos perdidos.

E o desconhecimento dessa VERDADE das Verdades é que nos impediu o autoconhecimento. E sem o autoconhecimento a humanidade veio a desenvolver o contrário, que é o pensamento artificial de uns contra os outros, bloqueando o alcance da UNIÃO e da CONCÓRDIA entre todos, resultando na insatisfação universal.

Cada qual precisa SE CONHECER, para encontrar o elo comum entre todos que é uma ENERGIA SUPERIOR, a ENERGIA RACIONAL, do MUNDO RACIONAL, materializada no centro de nossas cabeças, na glândula pineal (ou epífise), como máquina do raciocínio , porque  é esse o nosso SER VERDADEIRO, o SER RACIONAL, idêntico em todas as cabeças dos animais Racionais, e que tão somente cada qual poderá encontrar, conhecer e desenvolver em si mesmo, e não fora de si.

Daí o porquê nascemos para respeitar tudo e todos, cuidando cada qual de si, cuidando desse desenvolvimento do seu raciocínio – e o tempo é pouco para isso, porque já alcançamos um nível de degeneração, deformação e poluição muito grande, devido ao nosso apego ao pensamento artificial materialista.

Concluindo: provado e comprovado está que a insatisfação humana é consequência e prova do desconhecimento de si mesma, por não saber que o corpo de matéria é somente um carro que transporta o SER VERDADEIRO DE TODOS, que é o SER RACIONAL.

E como a maioria esmagadora não se conhece racionalmente, se apega no seu corpo de matéria e no seu pensamento artificial materialista como se eles fossem o seu EU VERDADEIRO. Daí, o vazio, porque a matéria nada é, não satisfazendo a ninguém.

A hora agora, minha gente, é para ser aproveitada por toda a humanidade para SE CONHECER, porque somente com o raciocínio desenvolvido haverá a UNIÃO de toda a humanidade, colocando fim nas insatisfações e nas guerras de todas as espécies.

Raciocinando vamos implantar na Terra um Verdadeiro PARAÍSO RACIONAL.

E os que não quiserem desenvolver o seu raciocínio, pois a vontade é livre, não poderão participar do júbilo dos iluminados, porque já terão sido conduzidos pela Natureza para a classe dos animais irracionais, de quatro pés e de dois pés.

Repassem, por favor, essas informações a quantos puderem, porque todos somos irmãos, por sermos todos filhos de DEUS!

 

Leiam os Livros “UNIVERSO EM DESENCANTO”, de CULTURA RACIONAL, a Verdadeira Origem da Humanidade.

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A INSATISFAÇÃO HUMANA É A PROVA DO DESCONHECIMENTO DE SI MESMO

  1. Mary Sana disse:

    É verdade e perfeitamente compreensível que todo aquele que não se conhece, não sabe QUEM É, DE ONDE VEIO e PARA ONDE VAI, sinta inquietude, desespero e insatisfação, por manter vida puramente artificial, a realidade desse baixo mundo.
    Aqui na Terra os movimentos vibratórios convergem sim, para um enorme vazio, pois OCA É A MATÉRIA. Ela se decompõe, tem prazo de validade e já anuncia desde o evento da mudança de fase ocorrido no ano de 1935, o seu fim.
    Até essa data, o eletromagnetismo segurou a humanidade com suas distrações, doutrinas, crenças e pela esperança foi transmitindo força à humanidade para suportar a vida.
    Com a evolução, a Glândula Pineal PULSANDO PARA DESPERTAR e assim ACORDAR nossa CONSCIÊNCIA VERDADEIRA, ninguém pode mais segurar o sofrimento, que invadiu literalmente o mundo inferior.
    O animal Racional que quer tomar posse do SER RACIONAL que nele habita, precisa fazer conexão agora com o Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, estudando com disciplina os Livros “Universo em Desencanto”.
    Assim o vazio do pensamento e imaginação, darão passagem para a ILUMINAÇÃO da Energia Racional, que preencherá nossas cabeças com O CONHECIMENTO VIVO E VERDADEIRO, RESSURGINDO O HABITANTE ETERNO que nos acompanhou por tempos incontáveis.

    Curtido por 1 pessoa

    • nalub7 disse:

      Que beleza, Mary!
      É isso mesmo, a insatisfação que o pensamento artificial traz, por ser oriundo da matéria, que é um vazio, tinha mesmo de alcançar o cúmulo do absurdo de construir não a consolidação, mas, a destruição da “civilização humana”.
      E é a dor dessa destruição, que já encontra seu limite suportável pelo animal Racional, que fará com que todos, uns mais cedo, outros mais tarde, cheguem à conclusão da necessidade de uma nova cultura, e que ela já na Terra está, a CULTURA RACIONAL, para o desenvolvimento do raciocínio.
      Gratíssimos!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s