O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 04 – A CONSTRUÇÃO DE UM MUNDO NOVO, RACIONAL!

UNIÃO DA HUMANIDADE

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Iniciada em São Paulo, com o apoio da oligarquia da burguesia do café, a revolução de 1932 não alcançou seus verdadeiros objetivos: o fim do Governo Provisório e o afastamento de Getúlio Vargas da chefia daquele governo. Muito pelo contrário, a vitória militar sobre os rebeldes acabou garantindo a Vargas enorme prestígio, o desejado poder e também grande influência sobre a Assembleia Constituinte que iria se instalar em novembro do ano seguinte.

Vitorioso, cheio de caprichos e marcas pessoais, Vargas tornou-se inabalável às críticas de seus adversários políticos, embora acusado de caudilho, maquiavélico e oportunista. Pulsos fortes e passos medidos, decidiu ir em frente, tresandando a água de colônia inglesa e dando continuidade a sua festejada e irreversível trajetória.

Sem dúvida, havia conquistado invejável posição: a do mais importante político brasileiro, uma espécie de símbolo da emancipação nacional. Aquele que ia criar, num futuro próximo, um Brasil forte, unido, altaneiro, novo e soberano, edificado sobre os alicerces e pilares de um trabalhismo que começava a florescer.

Mas, por trás daquela figura risonha, sempre impecavelmente vestida, do azul fio de fumo de seu charuto semi-aceso, pairava no ar uma inevitável e permanente ameaça: a de uma ditadura cruel, caprichosa, mas sombria como todas as outras ditaduras.

Ao pensar nisto, Manoel Jacintho Coelho ficava totalmente arrepiado, preocupado, pensativo.

O futuro histórico, o rumo político do País e o destino do povo brasileiro parecia desfilar diante de seus olhos, através de cenas coloridas com todos os matizes da vida. Os fatos e suas evoluções lhe eram quase sempre antecipados. Para isto, bastava apenas que fechasse os olhos e pronto: estava tudo ali, exatamente como ia acontecer, numa tela de cinema, imensa e natural.

Muitas vezes ficou amedrontado e teve vontade de fugir. Outras, não. Sua curiosidade se tornara maior do que o medo que inicialmente lhe assustava tanto. Com o passar do tempo, a coisa havia se modificado. Agora, tomado de coragem cívica, estava disposto se inteirar definitivamente de tudo que ia acontecer. Se o inesperado lhe surpreendia, o espetáculo lhe agradava.

O zumbido da comunicação e contato do outro mundo em sintonia passou a se transformar numa enorme e cintilante cascata de luz. Uma luz que variava de cor, tonalidade, tamanho e intensidade. Quase sempre começava prateada, de um brilho profundo, encantador. Depois dava lugar ao azul. Inicialmente o claro, a seguir o escuro, vivo, forte, misterioso. Do azul-real passava ao azul-turquesa e outros tons azulados. A seguir aparecia o amarelo, também variável, até o dourado. Depois o verde-alface, o verde-bandeira, o verde-oliva, o verde-escuro.

No crepitar do vermelho, o espanto, o grito e o clarão:

– Manoel, a fase do pensamento está para terminar. Encerrada a fase do pensamento, a natureza vai deixar de alimentar o pensamento dos pensadores. E por falta do alimento natural, o pensamento de todos vai começar a enfraquecer. Portanto, prepare-se. Com a mudança de fase, você vai iniciar a construção de um mundo novo, um Mundo Racional, real e verdadeiro. Anote, Manoel: até 1935, a natureza será governada pelas energias elétricas e magnéticas. Depois, não. A natureza vai mudar, passando a ser governada pela Energia Racional, pelo raciocínio.

Morna, forte, grave, a voz masculina vai rasgando o Universo, advertindo e orientando:

– Estamos em 1933, Manoel. Faltam apenas dois anos. Tenha paciência. Em muito breve você vai conhecer o caminho do desenvolvimento do raciocínio e terá de ensiná-lo, através de um Livro, a toda a humanidade. Lembre-se: você não pertence a esse mundo. Vestiu a carcaça de bicho para cumprir dignificante e salvadora missão: a da Racionalização dos povos. Quando chegar o grande momento tudo vai ficar bem claro e luminoso. Deixe de lado a preocupação, fique calmo. Procure viver normalmente como um habitante da Terra. Estou falando de seu mundo, procurando orientá-lo, de modo você possa percorrer com muita rapidez, o caminho que lhe foi destinado.

Esperança e mistério no olhar.

Manoel Jacintho Coelho contempla o espaço, rosto molhado de suor, braços abertos, numa demonstração de ternura, bondade e dedicação. No cálice do saber, as lições de um Universo mágico:

– O Livro que você vai escrever, Manoel, será definitivo. Vai mostrar o princípio e o fim do mundo, o caminho da luz e da eternidade, a estrada da salvação. Revelará conhecimentos para que todos possam voltar ao seu mundo de origem: a Planície Racional. O Livro será a verdadeira luz do animal Racional, a energia que vai impulsioná-lo para o conhecimento. Portanto, não se esqueça, Manoel: as revelações contidas neste Livro jamais poderão ser usadas para o comércio e a exploração. Deverão ser usadas para a salvação de todos e também para proporcionar aos Racionais a volta ao seu mundo de origem, para indicá-los o caminho da redenção e da vida eterna.

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 04 – A CONSTRUÇÃO DE UM MUNDO NOVO, RACIONAL!

  1. Mary Sana disse:

    “Anote, Manoel: até 1935, a natureza será governada pelas energias elétricas e magnéticas. Depois, não. A natureza vai mudar, passando a ser governada pela Energia Racional, pelo raciocínio”.

    E cumprem-se as PALAVRAS DO RACIONAL SUPERIOR, confirmando os desastrosos acontecimentos mundo afora, pela ausência da FACULDADE DO RACIOCÍNIO DESENVOLVIDO.
    Sem ELE, o DIRECIONADOR do Terceiro Milênio, aquele que garante nosso ingresso na eternidade, não somos orientados de como sobreviver aqui na matéria.
    A Fase é DELE e toda a humanidade precisa receber essa IMPORTANTE NOTÍCIA: a URGÊNCIA em conhecer QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS.

    Há quem reclame da desvalorização da profissão do jornalista e é fácil concluir que apesar da decadência de todos os segmentos profissionais, o JORNALISMO PARA JUSTIFICAR O SEU PAPEL SOCIAL, PRECISA DIRECIONAR PRIORIDADE PARA DIFUNDIR MUNDIALMENTE A QUE VEIO O GRANDE MISSIONÁRIO À TERRA E DISSEMINAR A CULTURA DE RECUPERAÇÃO UNIVERSAL, pois o que realmente importa é a valorização da vida, que está permanecendo morta sem o RACIOCÍNIO NA CONDUÇÃO.

    Curtido por 1 pessoa

    • nalub7 disse:

      Que belo recado seu,Mary, aos Jornalistas, que estão deixando de cumprir honrosamente com sua missão, ao deixarem de divulgar a Fase Racional do Terceiro Milênio, que na Terra se encontra desde 1935 para resgatar toda a humanidade pelo desenvolvimento do raciocínio.
      Gratíssimos!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s