O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 17 – SURGE UMA NOVA CULTURA, A CULTURA RACIONAL! – PARTE 1

Mecânica Celeste e Racional

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Os anos se passariam. Manoel Jacintho Coelho fecharia as portas da tenda espírita, no Méier, e se mudaria inicialmente, para Jacarepaguá. Depois para Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O Livro escrito seria colocado em circulação e receberia surpreendente aceitação.

Concluídos os trabalhos de preparação da natureza, logo após a mudança de fase, em 1935, foram abertos os caminhos, para a divulgação em massa dos ensinamentos contidos nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.

Surgia, a partir daí, uma nova cultura: a CULTURA RACIONAL. Aqueles que sorviam as lições contidas no Livro, conscientes da importância daquele trabalho para o destino da humanidade e da necessidade de uma divulgação sempre crescente da Obra, invadiram as ruas, avenidas e praças, falando em raciocínio, concórdia, equilíbrio e desenvolvimento.

Diziam:

“Quem deseja ver a Luz dos seres do nosso mundo de origem e desvendar todos os seus mistérios? A Cultura Racional possibilita isso, tirando-nos de um mundo de sofrimentos, de um mundo de deformação.”

E ainda:

“O corpo fluídico (energia) dá origem a outros corpos (micróbios). Estes originam outros, que são seres humanos e todos os outros que têm vida. Esse corpo fluídico – que não se vê – é apanhado pela Imunização Racional, e é levado a seu mundo de origem. No Fluido Racional – puro, limpo e perfeito – reside o verdadeiro bem da humanidade. Ele tem sido a razão das muitas curas.”

Falavam em linguagem nova, uma linguagem de evolução, uma linguagem de desencanto:

“Torna-se necessário o desencanto, para que tenhamos a chance de voltar a apenas uma coisa: nossa origem na Planície Racional. Desencantados, não seremos mais mortais, pois estaremos salvos e absolvidos da morte. Saibam todos que a Cultura Racional é o único caminho capaz de esclarecer, orientar e imunizar a humanidade, para que ela retome às suas origens e alcance a eternidade. E lembrem-se: a Imunização Racional já foi anunciada há séculos por São João e Nostradamus: “Depois que o mundo superar as hecatombes pelas quais terá que passar, virá, então, a redenção universal”…”

Na Alemanha, Abdruschin, na célebre Mensagem do Graal (lm Lichte Der Wanreit), recebida de 1924 até 1937, iria fazer importantes revelações:

“Enquanto o Filho de Deus nasceu diretamente para a sua missão terrestre, o percurso do Filho do Homem antes de sua missão, teve que passar por um círculo muito maior, antes que pudesse entrar no início de sua missão, propriamente. Como condição para poder cumprir a sua missão, ainda mais terrenal comparada com a do Filho de Deus, vindo das alturas máximas, teve que percorrer as profundezas mais baixas. Não apenas do além, mas também terrenalmente, a fim de poder “vivenciar” de perto todas as dores e todos os sofrimentos dos seres humanos. Somente por essa maneira ficou em condições de, quando chegar a sua hora, interferir nas falhas de modo eficiente e criar alterações auxiliando.”

E acrescentou:

“Por esse motivo não podia ficar à margem do vivenciar da humanidade, antes teve que se encontrar em meio disso tudo por próprio experimentar vivencial, inclusive das coisas amargas e sofrendo com isso. Novamente, só por causa das criaturas humanas teve que realizar-se, portanto esta sua aprendizagem. Mas, precisamente isto por ficar incompreensível ao espírito humano em sua estreiteza, tal condição superior, e sendo capaz de formar um juízo segundo as aparências exteriores, procurar-se-á fazer-lhe censuras a fim de lhe dificultar a missão, assim como Cristo naquele tempo.”

Àquela época, indagou-se de Abdruschin se o Filho do Homem já se encontrava na Terra, ou se ainda iria nascer. Isto como indicação do caminho certo para todos aqueles que tinham assimilado a sua palavra com convicção.  Ele, então, respondeu:

“O futuro próximo dará a resposta por si, mesmo. Só haverá um único Mestre Universal. O Filho do Homem também não precisa nascer, pois já se encontra entre os homens, o que aliás muitos profetas religiosos intuitivamente já o sentiram.”

Referia-se também a Pietro Ubaldi, o escritor italiano. Abdruschin iria mais além no seu esclarecimento:

“Entre todos os falsos profetas e guias, restará o Filho do Homem, nesses tempos penosos, tempos esses que estão muito mais próximos do que esses mesmos homens, fantasiosos e pessimistas, imaginam e nos quais ele, o Filho do Homem, será o único e verdadeiro auxiliar para as dificuldades espirituais e terrenas. Por isso, ele não poderia ser criança nem ainda nascer. Seria assim demasiado tarde para advir um auxílio ainda em tempo.”

“O Filho do Homem – revelou Abdruschin – espera tranquilamente a época do cumprimento de sua missão visto que hoje em dia muitas classes zombariam dele e o odiariam não menos do que outrora ao Filho de Deus.”

E indagou, respondendo a seguir:

“Por que deveria anunciar-se prematuramente, uma vez que a vontade de Deus aplainara os caminhos para ele? Não necessita tomar parte na corrida cujo objetivo é unicamente dele. Ninguém alcançará esse objetivo, exceto ele. Quem, de todos os homens que procuram seriamente, pode imaginar que esse Filho do Homem se coloque em linha com todos, ou mesmo com apenas um daqueles que hoje se denominam de guias? Essa suposição não lhe parece ridícula? O Filho do Homem não procura angariar benevolência dos homens, tampouco discutir com as igrejas. Isso tudo não é necessário para ele. A vontade de Deus impele desta vez a humanidade, como que chicoteada ao encontro dele.”

Depois, incluiu:

“Seu tranquilo aguardar é o que de mais terrível poderia acontecer à humanidade. Ela, entretanto, não merece outra coisa. A humanidade receberá o que ela mesma preparou para si. Por isso, espere você também, com calma, até que se cumpra a hora.”

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 17 – SURGE UMA NOVA CULTURA, A CULTURA RACIONAL! – PARTE 1

  1. Mary Sana disse:

    Profecias que se cumprem, O DEUS VERDADEIRO na Terra e com ELE, uma nova chance ganha a humanidade de RESSURGIR.
    A matéria fantasiada de verdade, que sempre sobreviveu de aparências terá que reconhecer sua insignificância, através das inúmeras hecatombes consequentes de sua vulnerabilidade.
    Finalmente aos que buscam, aqui está a VERDADE das verdades nos Livros “Universo em Desencanto” e a PRESENÇA HONROSA DO RACIONAL SUPERIOR!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s