TODOS INTERCONECTADOS Y SUFRIENDO LAS CONSECUENCIAS DEL DESEQUILIBRIO MUNDIAL

TODOS INTERLIGADOS E SOFRENDO AS CONSEQUÊNCIAS DO DESEQUILÍBRIO MUNDIAL

https://drive.google.com/open?id=1PXwOtzKWvFuE5zSAs0PGbXxCltlWHxAM

(Clique en el link para escuchar el audio)

download1

(*)

(Leony Pereira Moreira de Castilho, estudiante de Cultura Racional, Brasilia – DF)

 

 

“El natural del animal racional es racional, puro, limpio y perfecto que voluntariamente se transformó en un animal racional y, debido a que estaba deformado, ignoraba su verdadero origen y el verdadero natural”. (SUPERIOR RACIONAL)

Así es como el autor de Cultura Racional, “Universo en Desencanto”, prueba y corrobora que todos éramos una Energía, Energía Racional, cuerpos de masa cósmica pura, limpia y perfecta, con su progreso de pureza.

Por lo tanto, en el mundo del que venimos y pertenecemos, hay igualdad y, en consecuencia, equilibrio, paz, amor, hermandad, armonía y felicidad.

Cuando degeneramos y nos deformamos con nuestra partida del MUNDO RACIONAL, todos nos volvimos diferentes unos de otros, perdiendo la libertad de autosuficiencia, dependiendo de todo y todos, multiplicando la degeneración y la deformación a través de la reproducción.

“Lo natural del animal racional es racional, puro, limpio y perfecto que voluntariamente se transformó en un animal racional y, debido a que estaba deformado, ignoraba su verdadero origen y el verdadero natural”.

Y al ser fruto de reproducciones sucesivas, somos los restos, el uno del otro y, por lo tanto, todos interconectados. Por eso sufrimos las consecuencias de las actitudes de todos y de todo, porque todo y todos están interconectados. (1)

Y así, amigos, las dificultades por las que todos están pasando, como el desempleo, la falta de dinero para una alimentación saludable, están presentes en todas partes del mundo, debido a la falta de conocimiento de que no somos naturales, y sí, degenerados y deformados, incapaces vivir o salir de esta situación sin la ayuda de un Mundo Superior.

Sin embargo, esa ayuda ya llegó a la Tierra cuando la Energía Superior de nuestro Mundo Verdadero, el MUNDO RACIONAL, llegó a comandar la Naturaleza en 1935.

Esta energía es la ENERGÍA RACIONAL para el desarrollo de nuestro VERDADERO SER, que es la parte RACIONAL del animal Racional.

Esta parte es EL RAZONAMIENTO, que se ha paralizado en la glándula cerebral central, la Epífisis (o Glándula Pineal) en espera de la etapa de su desarrollo.

Este hecho sin precedentes fue el hito del desarrollo del Tercer Milenio, el Milenio del Razonamiento, que solo puede ser desarrollado y evolucionado por la ENERGÍA RACIONAL del MUNDO RACIONAL, de dónde venimos y a dónde tenemos que regresar.

Por lo tanto, ha habido un cambio de Fase en la Naturaleza, debido al cambio en el control de las energías eléctricas y magnéticas de este inframundo que habitamos, a LA ENERGÍA RACIONAL, la Energía SUPREMA a TODOS Y TODO, EL SUPERIOR RACIONAL.

Como resultado, el Segundo Milenio, que era la fase de pensamiento, se eliminó para que el Razonamiento solo pudiera ser desarrollado por la ENERGÍA RACIONAL.

Las energías eléctrica y magnética comenzaron a tratar de destruir todos sus actos, causando el desequilibrio mundial: desaparición moral, física y financiera.

Todos los días, la especie humana se desequilibra, ya que pospone el comienzo del desarrollo de su Razonamiento, que debe protegerse de las acciones destructivas de esas energías negativas (eléctricas y magnéticas, pensamiento e imaginación).

Como todos los humanos están interconectados, hay la necesidad urgente de desconectarse de este campo electromagnético, para no sufrir las influencias de los desequilibrios de los pensadores, estos desequilibrios causados por la falta de alimentos proporcionados por la Naturaleza, que ya no favorece a los que aún están fuera de la LÍNEA RACIONAL, porque todavía están pensando e imaginando.

¿Y qué está sucediendo que está acelerando terriblemente los desequilibrios en todo el mundo?

EL TIEMPO DEL PENSAMIENTO, que hace que el pensador pierda el sentimiento y se convierta en un monstruo para cometer todo tipo de barbarie.

Y, además, ¡el pensamiento de todos se está secando día a día sin que todos lo noten!

Este cambio de fase ha ocurrido desde 1935. Desde entonces, la humanidad ha sido y continúa siendo advertida de los peligros que enfrenta.

Pero la mayoría de las personas ignoran las advertencias y continúan viviendo como si esta vida fraudulenta de la materia fuera una realidad, y los frutos que están cosechando de los desajustes no han sido agradables y empeorarán mucho.

Para que todos cuenten con la ayuda del MUNDO SUPERIOR, el MUNDO RACIONAL, deben conocer los contenidos de los Libros de Cultura Racional, “Universo En Desencanto”.

Entonces, sí, tendrán las pautas CORRECTAS para deshacerse del sufrimiento que probablemente aumentará cada día, como resultado de la liquidación de los pensadores. Todos tienen una vida predefinida en la materia, entre el nacimiento y la muerte. Esta duración puede extenderse para aquellos que tienen en cuenta las advertencias del RACIONAL SUPERIOR, que desde 1935 ha recomendando a todos el desarrollo del razonamiento, para que puedan tener todo lo que necesitan, simplemente leyendo y releyendo los libros que Él dictó aquí en la tierra para que la ayuda pudiera llegar a la humanidad sin distinción.

¡La vida es corta y pasa muy rápido!

Es imprudente dejar para más tarde lo que es más importante en la vida de todos, que es el desarrollo del razonamiento, porque la persona se va de su casa pero nunca sabe si volverá.

Con las orientaciones del SUPERIOR RACIONAL, a través de la lectura racional, el lector tiene sus caminos abiertos para el equilibrio en la vida y su regreso al estado natural.

La naturaleza, satisfecha, facilita la vida del lector desde todos los puntos de vista, especialmente en relación con la salud, ¡porque la vida sin salud no vale nada!

Entonces, amigo, recurra a la Fase Racional para su progreso positivo, su equilibrio general y el progreso de usted y su familia. No lo dudes, no lo pospongas, ¡es posible que no tengas más tiempo!

Vaya a este libro “Universo en desencanto” para ser un GANADOR, no vencido por las trampas del pensamiento, que es el disruptor y destructor de la vida de todos.

Salga de la línea de pensamiento y SIGA LA LÍNEA RACIONAL, JUSTA Y ADECUADA para todo lo que necesita.

Cuando este Libro llegue a ti, la Naturaleza te felicitará por tu encuentro con la Luz Universal de la Redención, que es tu Razonamiento.

¡Nunca deje este libro a un lado!

Leer, releer para una mejor comprensión!

Entonces, amigo, ¡el Libro es “Universo en desencanto”, de cultura racional! La fase vigente en LA NATURALEZA es la Fase Racional, la fase del razonamiento, no el pensamiento.

¿Quieres ganar?

¡Comience a razonar!

¿Quieres bajar en la vida?

¡Por supuesto no!

Luego sal de la línea de pensamiento, porque en la Fase Racional, en la Cultura Racional, hay una SOLUCIÓN para todos tus problemas y los de la humanidad.

¡El libro es “Universo En Desencanto” de Cultura Racional!

¡Ve por este libro, tu victoria está en este libro!

¡Agárralo y sé feliz!

 

(1) Como animales racionales, tenemos la parte animal, que está vinculada a todo lo que es material, y tenemos la parte racional, que es UNO en todas las cabezas. Como “animales racionales” dependemos de la parte animal, estando vinculados al campo material y sufriendo así sus influencias.

Al mismo tiempo, todos estamos vinculados RACIONALMENTE porque el razonamiento es UN SER. Por eso decimos que “todo y todos están interconectados”.

Todo antes era lo que era, ENERGÍA RACIONAL. EL MUNDO RACIONAL, la ENERGÍA RACIONAL, los habitantes racionales, puros, limpios y perfectos, y la ENERGÍA RACIONAL de la PARTE DEL MUNDO RACIONAL que todavía estaba en formación y no estaba lista para el progreso.

 

 

(*)  Texto en Português:

https://nalub7.wordpress.com/2019/12/26/todos-interligados-e-sofrendo-as-consequencias-do-desequilibrio-mundial/

(*)  Texto en Inglês:

https://nalub7.wordpress.com/2020/01/22/all-interconnected-and-suffering-the-consequences-of-world-imbalance/

(*) Texto en Árabe:

https://nalub7.wordpress.com/2020/01/24/%d8%a7%d9%84%d8%ac%d9%85%d9%8a%d8%b9-%d9%85%d8%b1%d8%aa%d8%a8%d8%b7%d9%88%d9%86-%d9%88%d9%8a%d8%b9%d8%a7%d9%86%d9%88%d9%86-%d9%85%d9%86-%d8%b9%d9%88%d8%a7%d9%82%d8%a8-%d8%b9%d8%af%d9%85-%d8%a7%d9%84/

 

 

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

الإنسحاب أو التراجع العقلاني

Retiro Racional

https://drive.google.com/open?id=1q2dN9AnZpiaD4nYYViIS4RCV37VN36_E

(انقر فوق الرابط لسماع الصوت)

download1

(*)

 (ماري سناء ، طالبة الثقافة العقلانية ، بيلو أوريزونتي، ميناس جيرايس)

 

31/12  في العودة إلى المنزل، بعد قضاء 30/12 (عيد ميلاد السيد المسيح يسوع و

ليلة رأس السنة الجديدة) في هذا المكان الفريد. العودة إلى المنزل؟

.جدل، لأنني أشعر حقاً بأنني في المنزل هنا

تراجع (الإحتياد العقلاني أو الرشيد)، ما هو هذا المكان؟

أول صورة تم عرضها لي قبل 31 عاماً  من المركز العلمي للثقافة العقلانية، عرفتها

كجامعة. اليوم أرى أنني فهمت ذلك بشكل صحيح! هنا يتعلم المرء بسرعة الوصاية

.على العرش الطبيعة الجديدة للألفية الثالثة

بدراسة الثقافة العقلانية، في كتب الكون في خيبة أمل أو الكون في وهم وإضافة إلى

هذه الدراسة الملاحظة الصامتة للمكان، يجري “سيدنا العظيم” ستصنع النتيجة ألا

.وهي أن نشعر بقدرتنا العليا، والتفكير، في التطور الصريح

حسناً، وإستمراراً في الإبلاغ عن هذا الشعور بالوافدين المؤقتين والوداع من هنا في

الإحتياد أو التراجع العقلاني، أنا الذي سعيت دائماً إلى “المعرفة” لتقديرها، ثقل

الجهل إهانة، يمكنني أن أؤكد لك صديقي (صديقتي)، هذا بغض النظر عن الدين الذي

يعلنه، لأن الجميع، على الإطلاق، ضروريون وبنفس القدر من الأهمية. لأ تهم

الديانات المختلفة وتساعدها وتوجهها في البحث عن “أنا” الداخلي عن الله الذي

.يعيش داخل كل واحد منا

عند مغادرة هذا البيت، المفتوحة للرجال ذوي النوايا الحسنة بسبب الإحسان البَنّاء لـ “المعرفة

الأكبر”، تزداد المشاعر والإمتنان كل عام، لأن تحقيق ما نتعلمه هو الثروة الوحيدة

التي لا نخسرها أبداً. وحتى لو بدا الأمر وكأنه العبارة المبتذله، فإن العبارة التأكيدية

.صحيحة

إن الطاقة التي تحكم هذه الألفية، الألفية الثالثة، تدفعنا نحو الدراسة التي تنظف

،قشور الغموض. وبكوننا دارسين مجتهدين، سنكون بالتالي محاربين من أجل البقاء

.حتى نصل إلى مدخل المعيشة الأبدية

،الإنسانية، إنها دليل، ضحية “الحرب” في جميع أنحاء العالم. حرب باردة قاسية

،حرب تجسدت في اللاإنسانية، في الأنانية، في الجشع، في تسمم الغلاف الجوي

الذي يلوث ما نتغذى به. حرب الأمراض الرهيبة وغالباً بطرق صامتة، والتي تحصد

.الآلاف من الأرواح. حرب الخلاف بين العائلات والحكومات والأديان

لذلك، تبكي الطبيعة وتطلب منا أن يكون لدينا الفطنة والحكمة والتفاهم وهذه المزايا

.لن تأتي إلا من خلال الدراسة

،دراسة منيرة، والتي سوف تربطنا بهذه الأم المهيمنة، لأنه لا أحد يمشي بدونها

.بدون توجيهاتها

دراسة الثقافة العقلانية، ثقافة الطبيعة الأم، لا تعني تغيير الدين. يعني تغيير الوصل

.وإعادة الوصل بسلوكنا الطبيعي الحقيقي وبالتالي تغيير السلوك

إذا كان الله موجوداً وهم موجود حقاً. وإذا كان هو أعظم أب، وإذا كانوا جميعهم

أبناء الله، من أجل الحصول على اللقاء النهائي للقطيع الوحيد مع راعٍ واحد، فإن

!الأمر هو التفكير

بالعودة من الإحتياد أو التراجع العقلاني، الذي هو مُنشئ الجذر للمعرفة الإلهية على

الأرض، نأتي أيضاً بمزيد من التعلم في حقائبنا. الأمتعة التي، على عكس ما يتراكم

،في المواد، تجلب تراكم الوزن، نجلب معنا بخفة “الكثير” من آخر ما تعلمناه هناك

وقراءة وإعادة قراءة “العمل المخلص”، الموجود بالفعل على الأرض، في متناول

.اليد كل عطشان للنور

 

(*)  النص البرتغالي:

https://nalub7.wordpress.com/2016/01/14/retiro-racional/

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

تتوقف المشاكل عندما تنتهي الأسباب

DESCIDA SEM DIZERES EM INGLÊS

https://drive.google.com/open?id=1WMqWeiG2WF3xP3G8OxFadoaMA66J7PiG

(انقر فوق الرابط لسماع الصوت)

download1

(*)

(DF-نيلي كاستيلو ، طالبة الثقافة العقلانية ، برازيليا)

 

 

!احفظه

.كل مشكلة لها سبب، وعندما تتم إزالتها، تحل المشكلة، لأنه لا يوجد تأثير بدون سبب

هذا على ما يبدو بسيطاً جداً، لأنه معقد بسبب حقيقة أن غالبية البشر لا يمكنهم إكمال هذا

.التفكير، وهذه الحقيقة، في حياتهم

إذا كانت البشرية قد فكرت بعمق، خلال لحظة ستصل إلى الاستنتاج، من خلال التطورات التي

من شأنه أن يجعل “كل تأثير له سبب”، أن الأولوية الأساسية للحياة هي معرفة من نحن، أين

.نأتي وإلى أين نذهب

الإهمال مع هذه الأولوية هو أنه يبقي كل شيء والجميع في سلسلة من المشاكل التي تنمو

.بشكل مخيف ومتواصل

 ،لذلك، أيها الأصدقاء، بعد عام آخر يبدأ، والمزيد من القلق، والمزيد من المشاكل في الحياة

.وصعوبات أكثر في تحقيق التوازن في ميزانية الأسرة

،أيها الأصدقاء، يمكن حل كل هذا من خلال المعرفة الكاملة للسبب الأصلي للعالم الذي نعيش فيه

ثمرة بذرة العصيان التي أسفرت عن هذا العالم الذي نعيش فيه والذي يستمر في الانتشار

والتوسع في معصيات أخرى والتي تعتبر الآن طبيعية، مما أدى إلى نزاع حِيَل، والتلاعب

والمخالفات التي شكلت هذه الحضارة المجنونة، حيث لا أحد يفهم أي شخص آخر – الجميع في

.حالة حرب ولا أحد عنده الصواب

وما هو الحل؟

هو معرفة الأصل الحقيقي للعالم وللبشرية بأكملها، وهو أصل مفصل في الكتاب الذي أمليه

عالمنا الأصلي هنا على الأرض من 1935 إلى 1988: “الكون في خيبة الأمل، والثقافة

.العقلانية، والثقافة الطبيعية للطبيعة لتطوير التفكير

إن وصول هذه الرسائل إلى الأرض قد فتح “المرحلة التعويضية” لحل جميع مشاكلنا، ومن

،البداية نبهت البشرية جمعاء إلى إدراكها للمرحلة العقلانية، حتى يتمكن الجميع من الصواب

،وتحقيق التوازن بين حياتهم، وبالتالي التفكير والخيال، تمت إزالة الموصلات الألفية الثانية

وكان من الضروري أن يكون الجميع على علم بهذه التغييرات ومتصلة بالمرحلة العقلانية

.لتطوير التفكير، لديهم موصل عقلاني لتوجيه وإدارة حياتهم

.مع هذا التغيير، توقفت الطبيعة عن تغذية تفكير المفكرين وأصبحت ضعيفة

وبسبب هذا الضعف، جف تفكير الكثيرين. ومع ذلك ذهب كل شيء نحو عدم توازن أكبر، لأن

الحيوان العقلاني كان دائماً غير متوازن، للعيش تحت نير أو حمل الفكر والخيال. والشخص

.غير المتوازن يتم تشغيله بأسوأ طاقة موجودة، الطاقة المغناطيسية، التي هي شريرة نقية

.وبهذه الطريقة ولد العنف وأزهرت كل الشرور في العالم

بسبب عدم معرفة هذه الإجراءات السلبية في رؤوس غير المتوازنين، فإنها تصطدم مع بعضها

.البعض وتُحدث الأسوأ

الشر موجود وهناك لقصف حياة الجميع. لن تكون قادرة على الوصول إلى حياة كل من لديه هذا

الكتاب في متناول اليد، “الكون في خيبة الأمل أو الكون في وهم”، والقراءة، ولكن، قراءة بكل

معنى الكلمة، لتكون الفائز ولست الخاسر (مرتبط في الفكر الذي هو المسيطر على كل سقوط

.(في حياة الجميع

ما دامت الإنسانية لا تخفض رأسها في هذا الكتاب وتقرأه، ولكن، تقرأه حقاً برغبة قوية لتخرج

.من الأسوأ، فستستمر المشكلات في التكاثر بشكل مدهش كافة أنحاء العالم

،ومع وجود الكتاب في متناول اليد والقراءة على بكل جِد، لا تحتاج إلى الْتماس الحل في حياتك

،لأن الكتاب “الكون في وهم أو الكون في خيبة أمل” هو حيٌّ، لأنه يتم إرساله من الحياة الأبدية

.من الأصل الحقيقي لكل شيء والجميع، ويعرف ما يحتاجه كل فرد وما يلزمه

لذلك، انتقل إلى هذا الكتاب حتى لا تستمر في الصقل ولكيلا تُنْحَت وأن طرقك قد تم حجبها

وعرقلتها عن طريق التفكير، والتي تمت إبعادها منذ فترة طويلة ولم تحب هذا الابتعاد، والقتال

.ضد الحيوانات العقلانية، التي تطاردها القوى السلبية بشكل متزايد والتي لا تعرفها

اليوم، المرحلة التعويضية التي يجب على البشرية جمعتها هي مرحلة خط العقل، وهي صوت

.الرب الحقيقي، العقلاني الأعلى

عندما تستيقظ البشرية جمعاء لهذا الكتاب، سيتم إزالة كل المعاناة الموجودة على الأرض، لأن

.القوى السلبية ستنسحب من الأرض

أيها الأصدقاء، لا تعاني بعد الآن! الحقيقة في هذا الكتاب! الكتاب هو “الكون في خيبة أمل أو

،2020 الكون في وهم”، عن طريق الثقافة الفكرية. اذهب إليه واستمتع بحياة مزدهرة في عام

مع الكثير من الحب والكثير من الوفرة على طاولاتك لأطفالك وعائلتك بأكملها

!!!اذهب يا صديقي، إلى هذا الكتاب، لصالح أبنائك

،الكتاب هو “الكون في خيبة أمل أو الكون في وهم”، عن طريق الثقافة العقلانية. ليكن لكم

!أصدقائي، في منازلكم. إنه ملكك الأكبر! لا تنسى

!هذا هو الكتاب الذي يضع حداً لأسباب جميع المشاكل

 

 

(*)  النص البرتغالي:

https://nalub7.wordpress.com/2020/01/10/os-problemas-cessam-quando-as-causas-terminam/

 

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 21 – O AUTOR E A OBRA

ATgAAAA4rzJcGuJaFimy2bJlCLX_h6fXOO07hFiOwnbgMm-1uIvWvCnqDeoDNiGeyJKdMfnkbu3RBGqUXNuLdqFiFy3vAJtU9VDKbkGMxSnSzSwoeEMuL8S8rVU9NA

UNIVERSO EM DESENCANTIO EM 6 IDIOMAS

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

O Jornalista Mauritônio Meira, diretor da Revista Nacional, costuma afirmar: “Jorge Elias foi um dos maiores repórteres de polícia.” O poeta maranhense Lago Burnett garante:” “Ele pertenceu à melhor escola de profissionais, para os quais uma vírgula pode ser informação.” O jornalista Raul Azêdo, ao convocá-lo para trabalhar em Última Hora, em 1971, não esconderia o entusiasmo, confidenciando: “Jorge Elias é um craque com escalação em qualquer seleção, chuta com as duas, apura e escreve muito bem” O escritor José Louzeiro preferiu transformá-lo em personagem de seus livros.

Na verdade, Jorge Elias acabou se tomando, através de grandes reportagens, um dos ases da crônica policial carioca. E também; sem favor nenhum, um dos melhores profissionais da reportagem especializada. Dono de um texto leve, solto, envolvente, de palavras fáceis e bem colocadas, impôs o seu estilo e pontilhou sua carreira com retumbantes sucessos.

Quem não se lembra da série de reportagens intituladas “Ipanema, Território Livre do Tóxico” e “Copacabana, a Servidão do Sexo”? Cobriram dezenas de páginas de jornais e acabaram transcritas para os anais do Legislativo. Ou ainda do “MÃO BRANCA”, saltando do noticiário policial para a glória e as primeiras páginas dos jornais de todo o mundo. “Ao transformá-la no mito policial do século, não dei apenas asas ao meu poder de criação. Fui muito mais além, provando, de forma derradeira, que todo repórter tem nas mãos o sublime e terrível poder de informar” – diria Jorge Elias, meses depois num programa de televisão.

Descoberto por Tenório Cavalcanti, quando trabalhava como contínuo numa fábrica de brinquedos, Jorge Elias foi levado para a redação da Luta Democrática, onde percorreu os primeiros caminhos da reportagem. Dali convidado por Francisco Martins Pinto, ingressou no Correio da Manhã, na época o maior jornal do País. Aliás, foi neste jornal que Jorge Elias começou a dar o braço ao sucesso e à fama. Destemido e vibrante, ostentaria a glória de ter sido o único jornalista a colocar um general na cadeia, no primeiro governo da Revolução. Do Correio da Manhã, iria para o Diário de Notícias e. de lá para a Última Hora, onde acabaria permanecendo por mais de 9 anos.

Wilton Franco, que acompanhava suas reportagens, acabou por levá-lo para a televisão. Inicialmente para o programa Aqui e Agora, na extinta TV Tupi. E posteriormente para o Povo na TV, na TVS. Diante das câmeras, Jorge Elias mostraria, mais uma vez, seu talento, criando e impondo seu próprio estilo e imagem, abraçando, como sempre, o sucesso.

Com esse livro, Jorge Elias assinalou seu ingresso na literatura. De forma modesta, despretensiosa e simples, como ele próprio. Mas não tenha dúvida: por tudo que o livro conta, pelo que se propõe, pela beleza do texto e também pela emoção que passa, o CAVALEIRO DA CONCÓRDIA nasceu predestinado.

Portanto, acredite. Você tem em mãos um livro que vai provocar reações.

Lenin Novaes – Jornalista

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , | 2 Comentários

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 21 – O AUTOR E A OBRA

Zw1sxve

UNIVERSO EM DESENCANTIO EM 6 IDIOMAS

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

O Jornalista Mauritônio Meira, diretor da Revista Nacional, costuma afirmar: “Jorge Elias foi um dos maiores repórteres de polícia.” O poeta maranhense Lago Burnett garante:” “Ele pertenceu à melhor escola de profissionais, para os quais uma vírgula pode ser informação.” O jornalista Raul Azêdo, ao convocá-lo para trabalhar em Última Hora, em 1971, não esconderia o entusiasmo, confidenciando: “Jorge Elias é um craque com escalação em qualquer seleção, chuta com as duas, apura e escreve muito bem” O escritor José Louzeiro preferiu transformá-lo em personagem de seus livros.

Na verdade, Jorge Elias acabou se tomando, através de grandes reportagens, um dos ases da crônica policial carioca. E também; sem favor nenhum, um dos melhores profissionais da reportagem especializada. Dono de um texto leve, solto, envolvente, de palavras fáceis e bem colocadas, impôs o seu estilo e pontilhou sua carreira com retumbantes sucessos.

Quem não se lembra da série de reportagens intituladas “Ipanema, Território Livre do Tóxico” e “Copacabana, a Servidão do Sexo”? Cobriram dezenas de páginas de jornais e acabaram transcritas para os anais do Legislativo. Ou ainda do “MÃO BRANCA”, saltando do noticiário policial para a glória e as primeiras páginas dos jornais de todo o mundo. “Ao transformá-lo no mito policial do século, não dei apenas asas ao meu poder de criação. Fui muito mais além, provando, de forma derradeira, que todo repórter tem nas mãos o sublime e terrível poder de informar” – diria Jorge Elias, meses depois num programa de televisão.

Descoberto por Tenório Cavalcanti, quando trabalhava como contínuo numa fábrica de brinquedos, Jorge Elias foi levado para a redação da Luta Democrática, onde percorreu os primeiros caminhos da reportagem. Dali convidado por Francisco Martins Pinto, ingressou no Correio da Manhã, na época o maior jornal do País. Aliás, foi neste jornal que Jorge Elias começou a dar o braço ao sucesso e à fama. Destemido e vibrante, ostentaria a glória de ter sido o único jornalista a colocar um general na cadeia, no primeiro governo da Revolução. Do Correio da Manhã, iria para o Diário de Notícias e de lá para a Última Hora, onde acabaria permanecendo por mais de 9 anos.

Wilton Franco, que acompanhava suas reportagens, acabou por levá-lo para a televisão. Inicialmente para o programa Aqui e Agora, na extinta TV Tupi. E posteriormente para o Povo na TV, na TVS. Diante das câmeras, Jorge Elias mostraria, mais uma vez, seu talento, criando e impondo seu próprio estilo e imagem, abraçando, como sempre, o sucesso.

Com esse livro, Jorge Elias assinalou seu ingresso na literatura. De forma modesta, despretensiosa e simples, como ele próprio. Mas não tenha dúvida: por tudo que o livro conta, pelo que se propõe, pela beleza do texto e também pela emoção que passa, o CAVALEIRO DA CONCÓRDIA nasceu predestinado.

Portanto, acredite. Você tem em mãos um livro que vai provocar reações.

Lenin Novaes – Jornalista

Publicado em Não categorizado | 2 Comentários

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 20 – O BENFEITOR E SEUS TÍTULOS

o benfeitor e seus títulos

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Manoel Jacintho Coelho, nascido em 30 de dezembro de 1903, no antigo Distrito Federal, à rua Barão de Iguatemi, no Matoso, Rio de Janeiro. Expoente máximo da CULTURA RACIONAL, a Cultura do 3º Milênio, da Fase Racional. Iniciou a Obra inédita UNIVERSO EM DESENCANTO em 04 de outubro de 1935.

A CULTURA RACIONAL dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO conta com mais de 1000 volumes, traduzidos em vários idiomas.

Considerado um benfeitor da humanidade em todo o mundo, por sua Obra, cujos benefícios alcançam os campos naturais, artificiais e espirituais, Manoel Jacintho Coelho recebeu muitos títulos e homenagens. Alguns deles encontram-se aqui:

Título de Cidadão Iguaçuano, conferido pela Câmara Municipal de Nova Iguaçu (RJ).

Comenda Hipólito José da Costa, Patriarca da Imprensa Brasileira, conferida pela Associação Interamericana de Imprensa.

Título de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, conforme Resolução n° 494, de 07 de dezembro de 1982.

Medalha de Honra da Inconfidência, recebida em 21 de abril de 1986 em São João del-Rei (MG), na presença do Sr. Presidente da República, Dr. José Sarney.

Placa de prata do Dr. Newton Cardoso, Governador do Estado de Minas Gerais, em agradecimento e reconhecimento dos benefícios prestados pela Cultura Racional ao Estado mineiro.

Praça “Bosque da Paz”, em sua homenagem, em Belo Horizonte, na entrada do Bairro Lagoinha, com inauguração da Praça com seu busto, homenagem prestada pelo Prefeito Municipal de Belo Horizonte, juntamente com o Governador do Estado de Minas Gerais, em 20 de setembro de 1987.

Título de Cidadão da Cidade de Salvador (BA), concedido através da Resolução n° 739/88, de 09 de março de 1988, publicada no Diário Oficial do Município de 24 e 25 de abril de 1988.

Título de Cidadão Friburguense, da Câmara Municipal de Nova Friburgo (RJ), conforme Resolução Legislativa n° 857, de 10 de agosto de 1990.

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , | 2 Comentários

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 19 – SURGE UMA NOVA CULTURA, A CULTURA RACIONAL! – PARTE 3

Mecânica Celeste e Racional

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Apesar da suntuosidade e beleza de seu estilo arquitetônico, o Palácio da Cultura Racional, na Rua Áurea, 20, em Belford Roxo, acabou por se tornar pequeno e modesto para tanta gente que vinha de longe beber o vinho do ensinamento, no cálice da Cultura Racional.

Tornara-se portanto, imprestável para aquilo que se propunha. Manoel, então, não hesitou em abandoná-lo, apesar de sua magnificência e pompa.

Sem perda de tempo, tratou de dar início à construção do Retiro Racional, num vale verde de Nova Iguaçu, no final da Estrada de Adrianópolis, na localidade conhecida como Vila de Cava.

No dia em que decidiu inaugurá-la ouviu a voz do céu, como também a voz de muitas águas e ainda a voz de um forte trovão. Logo depois, o som da harpa dourada.

Neste instante, uma imensa águia cruzou o céu, levando um enorme Livro no bico. O sol tornou-se mais quente e o dia mais claro. O céu novamente se abriu, dando passagem ao imenso cavalo branco, e permitindo sua cavalgada pelo Universo. Sobre uma imensa nuvem também branca, estava o trono cintilante, ocupado por um “Homem” que Manoel já conhecia. De longos cabelos brancos e túnica da mesma cor, o RACIONAL SUPERIOR começou a falar:

– Bem-vindo à minha casa, Manoel. Nela você vai encontrar o rio da água da vida. No dia da Redenção, a água deste rio vai brilhar como o cristal. Continue trabalhando, pois acompanharei teus passos. O dia chegará em que os injustos não mais cometerão injustiças, os perversos não mais praticarão covardias nem os impuros estarão mergulhados nas impurezas. Ah! Manoel, eles não gozarão das sombras das minhas árvores nem tampouco ultrapassarão os umbrais do pórtico da salvação. Portanto não entrarão na minha casa nem gozarão das delícias de meu Reino.

O cavalo branco que cavalgava no céu, aproximou-se de Manoel e ele tratou de montá-lo. Pensava que estava sozinho, porém, ao olhar para trás, avistou muitas pessoas.

Lá estavam acenando para ele, com lenços brancos: Meia-noite, Antônio ferreiro, Adelaide, Nelson pedreiro, Marinho, Dino, Tia Ciata, Cartola, Nelson Cavaquinho, Ciro Monteiro, Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Zé Moleque, Gabiroba, Brancura, Aninha, Getúlio Vargas e ela: a negra Amélia Baiana, num lindo vestido branco.

Vindo de Alfenas, entusiasmado com tudo que ouvira, o pintor mineiro Newton Pierine assistiu emocionado ao espetáculo. Mais tarde, usando seus pincéis mágicos, pôde transportá-lo para uma imensa tela de veludo azul.

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , | 2 Comentários

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 18 – SURGE UMA NOVA CULTURA, A CULTURA RACIONAL! – PARTE 2

Mecânica Celeste e Racional

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Idolatrado ator que havia emprestado todo o seu talento à arte de representar, levando emoção, alegria e sorrisos às plateias de todo o mundo, também acompanharia o passo evolucionário da natureza e assumiria, de público, a sua identidade de Racional.

Seu nome: Procópio Ferreira.

Assim que começou a leitura do Livro ditado pelo RACIONAL SUPERIOR, Procópio Ferreira não hesitou: tratou de doar sua imensa biblioteca, afirmando:

– Já não preciso de tantos livros. Agora tenho apenas um: UNIVERSO EM DESENCANTO. Nele está contida a verdade que procurei a vida inteira.

Após ter residido em luxuosas mansões no Rio e São Paulo, com mordomos de libré, possuir automóveis do último tipo, criados e motoristas, Procópio decidiu modificar sua vida por completo. Tornou-se completamente indiferente aos bens materiais, indo morar numa casa simples, numa rua sem calçamento, em Nova Iguaçu.

Quando iniciou a leitura do Livro UNIVERSO EM DESENCANTO, Procópio estava muito doente. Não andava, estava quase paralítico. Amigos colegas de trabalho já lhe consideravam um moribundo. Encontrava-se totalmente perdido, sobretudo no terreno espiritual. Não acreditava em nada, absolutamente em nada.

Foi o farmacêutico que lhe aplicava injeções que lhe mencionou o Livro UNIVERSO EM DESENCANTO, afirmando que “esse Livro Seu Procópio, vai resolver seu caso”.

E resolveu.

Dias após o início da leitura, Procópio estava completamente curado. Através do Fluido Racional, os males de seu corpo, produzidos pelo elétrico e magnético, foram eliminados.

Procópio iria desaparecer muitos anos depois, após ter cumprido seu ciclo terreno. Mas, ainda hoje, muitos estudantes da Cultura Racional, estão acostumados a vê-lo em suas casas, orientando:

– Existem três mundos diferentes, todos eles habitados. O terceiro é o dos seres materializados e dos invisíveis que vivem entre o sol e a Terra. O segundo é dos seres invisíveis do Astral Superior, acima do sol. E o primeiro pertence aos seres Racionais puros, limpos e perfeitos.

Os que vivem entre a Terra e o sol, são os habitantes do curso primário e por isso, vivem de experiência, na incerteza de tudo, duvidando de tudo, desconfiando de tudo, sempre com medo. Os humanos são seres deformados. Os espíritos, não se deformaram totalmente, estão entre o sol e a Terra, acima de vocês, habitantes do Astral Inferior. O curso secundário é formado pelos habitantes do Astral Superior, localizado acima do sol. Também são deformados, mas estão numa categoria acima. O curso superior, finalmente, é do MUNDO RACIONAL, o que deu origem ao nosso mundo, e ao qual se pode voltar pelo conhecimento. Esse conhecimento é atingido pela leitura dos 21 volumes do UNIVERSO EM DESENCANTO. Encontrando o MUNDO RACIONAL vocês terão feito a maior descoberta de todos os tempos. Hoje, pelo menos, vocês já sabem como entrar em contato com seus Habitantes, nossos irmãos. Depois da Imunização, sempre pelo conhecimento, poderão vê-los e dialogar com eles, assim estão entrando na Fase Racional, à qual alcancei.

Do simples entendimento, a Cultura Racional, passou a alcançar, após o seu surgimento, resultados extraordinários, O Brasil fôra historicamente preparado de acordo com o próprio Manoel Jacintho Coelho, para ser o seu berço:

– Essa nova cultura é a cultura que une, não divide. É a cultura que soma, não subtrai. A cultura que harmoniza, não cria discórdia.

Os Livros da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO ganharam o mundo. Começaram a ser lidos nas Antilhas, Austrália, Kenya, Botsvana, Beira, Canadá, China, Dinamarca, Filipinas, França, Grécia, Ghana, Nigéria, Japão, Israel, Estados Unidos, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Cuba, República Dominicana, Espanha, El Salvador, Guatemala, Holanda, México, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Peru e Uruguai.

Seriam traduzidos para catorze idiomas.

Manoel iria receber, por seu trabalho em prol da humanidade, uma infinidade de títulos e condecorações. As comendas e homenagens se multiplicariam. Em vários Estados brasileiros seriam instituídos os “Dias da Cultura Racional”. E diante da violência que começou a crescer em todo o mundo, ele sentenciaria:

– A solução da violência está no desenvolvimento do raciocínio; a solução do desrespeito está no desenvolvimento do raciocínio.

Aos 85 anos, lúcido, Manoel Jacintho Coelho não quer que lhe façamos culto, apesar de tudo. Mas apenas que tenhamos a sua cultura, nem tampouco executa ações sobre o livre-arbítrio daqueles que decidiram por segui-lo. Libertário por natureza, deseja que todos continuem o exercício de suas liberdades.

Publicado em EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 17 – SURGE UMA NOVA CULTURA, A CULTURA RACIONAL! – PARTE 1

Mecânica Celeste e Racional

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Os anos se passariam. Manoel Jacintho Coelho fecharia as portas da tenda espírita, no Méier, e se mudaria inicialmente, para Jacarepaguá. Depois para Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O Livro escrito seria colocado em circulação e receberia surpreendente aceitação.

Concluídos os trabalhos de preparação da natureza, logo após a mudança de fase, em 1935, foram abertos os caminhos, para a divulgação em massa dos ensinamentos contidos nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.

Surgia, a partir daí, uma nova cultura: a CULTURA RACIONAL. Aqueles que sorviam as lições contidas no Livro, conscientes da importância daquele trabalho para o destino da humanidade e da necessidade de uma divulgação sempre crescente da Obra, invadiram as ruas, avenidas e praças, falando em raciocínio, concórdia, equilíbrio e desenvolvimento.

Diziam:

“Quem deseja ver a Luz dos seres do nosso mundo de origem e desvendar todos os seus mistérios? A Cultura Racional possibilita isso, tirando-nos de um mundo de sofrimentos, de um mundo de deformação.”

E ainda:

“O corpo fluídico (energia) dá origem a outros corpos (micróbios). Estes originam outros, que são seres humanos e todos os outros que têm vida. Esse corpo fluídico – que não se vê – é apanhado pela Imunização Racional, e é levado a seu mundo de origem. No Fluido Racional – puro, limpo e perfeito – reside o verdadeiro bem da humanidade. Ele tem sido a razão das muitas curas.”

Falavam em linguagem nova, uma linguagem de evolução, uma linguagem de desencanto:

“Torna-se necessário o desencanto, para que tenhamos a chance de voltar a apenas uma coisa: nossa origem na Planície Racional. Desencantados, não seremos mais mortais, pois estaremos salvos e absolvidos da morte. Saibam todos que a Cultura Racional é o único caminho capaz de esclarecer, orientar e imunizar a humanidade, para que ela retome às suas origens e alcance a eternidade. E lembrem-se: a Imunização Racional já foi anunciada há séculos por São João e Nostradamus: “Depois que o mundo superar as hecatombes pelas quais terá que passar, virá, então, a redenção universal”…”

Na Alemanha, Abdruschin, na célebre Mensagem do Graal (lm Lichte Der Wanreit), recebida de 1924 até 1937, iria fazer importantes revelações:

“Enquanto o Filho de Deus nasceu diretamente para a sua missão terrestre, o percurso do Filho do Homem antes de sua missão, teve que passar por um círculo muito maior, antes que pudesse entrar no início de sua missão, propriamente. Como condição para poder cumprir a sua missão, ainda mais terrenal comparada com a do Filho de Deus, vindo das alturas máximas, teve que percorrer as profundezas mais baixas. Não apenas do além, mas também terrenalmente, a fim de poder “vivenciar” de perto todas as dores e todos os sofrimentos dos seres humanos. Somente por essa maneira ficou em condições de, quando chegar a sua hora, interferir nas falhas de modo eficiente e criar alterações auxiliando.”

E acrescentou:

“Por esse motivo não podia ficar à margem do vivenciar da humanidade, antes teve que se encontrar em meio disso tudo por próprio experimentar vivencial, inclusive das coisas amargas e sofrendo com isso. Novamente, só por causa das criaturas humanas teve que realizar-se, portanto esta sua aprendizagem. Mas, precisamente isto por ficar incompreensível ao espírito humano em sua estreiteza, tal condição superior, e sendo capaz de formar um juízo segundo as aparências exteriores, procurar-se-á fazer-lhe censuras a fim de lhe dificultar a missão, assim como Cristo naquele tempo.”

Àquela época, indagou-se de Abdruschin se o Filho do Homem já se encontrava na Terra, ou se ainda iria nascer. Isto como indicação do caminho certo para todos aqueles que tinham assimilado a sua palavra com convicção.  Ele, então, respondeu:

“O futuro próximo dará a resposta por si, mesmo. Só haverá um único Mestre Universal. O Filho do Homem também não precisa nascer, pois já se encontra entre os homens, o que aliás muitos profetas religiosos intuitivamente já o sentiram.”

Referia-se também a Pietro Ubaldi, o escritor italiano. Abdruschin iria mais além no seu esclarecimento:

“Entre todos os falsos profetas e guias, restará o Filho do Homem, nesses tempos penosos, tempos esses que estão muito mais próximos do que esses mesmos homens, fantasiosos e pessimistas, imaginam e nos quais ele, o Filho do Homem, será o único e verdadeiro auxiliar para as dificuldades espirituais e terrenas. Por isso, ele não poderia ser criança nem ainda nascer. Seria assim demasiado tarde para advir um auxílio ainda em tempo.”

“O Filho do Homem – revelou Abdruschin – espera tranquilamente a época do cumprimento de sua missão visto que hoje em dia muitas classes zombariam dele e o odiariam não menos do que outrora ao Filho de Deus.”

E indagou, respondendo a seguir:

“Por que deveria anunciar-se prematuramente, uma vez que a vontade de Deus aplainara os caminhos para ele? Não necessita tomar parte na corrida cujo objetivo é unicamente dele. Ninguém alcançará esse objetivo, exceto ele. Quem, de todos os homens que procuram seriamente, pode imaginar que esse Filho do Homem se coloque em linha com todos, ou mesmo com apenas um daqueles que hoje se denominam de guias? Essa suposição não lhe parece ridícula? O Filho do Homem não procura angariar benevolência dos homens, tampouco discutir com as igrejas. Isso tudo não é necessário para ele. A vontade de Deus impele desta vez a humanidade, como que chicoteada ao encontro dele.”

Depois, incluiu:

“Seu tranquilo aguardar é o que de mais terrível poderia acontecer à humanidade. Ela, entretanto, não merece outra coisa. A humanidade receberá o que ela mesma preparou para si. Por isso, espere você também, com calma, até que se cumpra a hora.”

 

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , , | 2 Comentários

O VERDADEIRO, DESENCANTO EU SOU! Nº 16 – O CAVALEIRO DA CONCÓRDIA PARTE 3

BANDEIRA RACIONAL 1

(JORGE ELIAS, Jornalista, autor do Livro “O Cavaleiro da Concórdia”)

 

 

Em Belford Roxo, Manoel Jacintho Coelho mandou construir, seguindo orientação superior, um palácio de arquitetura neoclássica, com amplo átrio, sustentado por colunas e pórticos, relembrando a nobreza da Grécia antiga. Aquele casarão singular, destacado na paisagem, passaria a ser o templo do RACIONAL SUPERIOR na Terra e iria atrair a atenção de milhares de pessoas.

Mas logo que Manoel começou a construí-lo, recebeu uma visita inesperada, a de um pedreiro que desejava trabalhar:

– Tem um homem aí Seu Manoel, querendo trabalhar. Disse que era pedreiro, profissional de muita experiência.

Ao receber a informação, Manoel mandou dispensá-lo, alegando não haver vagas:

– Mande esse homem voltar outro dia. Por enquanto não há vaga. Bem que gostaria, mas não posso dar trabalho a todo mundo. Preciso terminar a obra e quem trabalha quer ganhar, porque precisa comer, morar e se vestir. Avise a ele para voltar outro dia, avise…

Mas o homem insistiu. Queria trabalhar e pronto. Mesmo tendo sido informado pelo encarregado da obra da falta de vaga, ele permaneceu ali, irredutível. Disse que desejava falar com Seu Manoel e que iria aguardá-lo:

– Eu não tenho pressa, não tenho pressa. Vou falar com Seu Manoel. Preciso falar com ele, preciso trabalhar, moço.

– Mas o senhor não parece que está precisando tanto assim de trabalho. Pedreiro de terno tem que estar muito bem de vida – disse o encarregado da construção.

O homem sorriu diante da observação, explicando:

– Eu só ando bem vestido, porque sou trabalhador. Ou será que um pedreiro, pelo fato de ser apenas um pedreiro, não pode vestir um terno?

– Claro que pode. Mas do jeito que a vida está, pedreiro só veste terno no dia do casamento da filha – falou e foi embora, atendendo o chamado de um colega de trabalho.

O homem permaneceu ali, acompanhando o trabalho, aguardando com paciência, o momento para falar com Seu Manoel. Havia decidido: ia esperá-lo o tempo que fosse necessário, mas iria falar com ele. Queria trabalhar, precisava trabalhar. Não arredaria pé dali sem que tivesse realizado o seu objetivo, o seu desejo. À tarde, inteirado da permanência do homem ainda na obra, Manoel mandou chamá-lo:

– Se um homem permanece tanto tempo pedindo trabalho, é porque ele deseja realmente trabalhar. Quero falar com ele, talvez possa dar um jeito.

– Vamos lá, moço. O Seu Manoel vai falar com o senhor. Vai lhe receber, acabei de falar com ele – disse o encarregado.

O homem apressou-se. Diante dele, Manoel Jacintho Coelho ficou surpreso e abriu os braços para abraçá-lo comovido e satisfeito.

O homem que ali estava, desejando de forma irredutível, trabalho na obra, era seu velho conhecido. Tratava-se do pedreiro Nelson Nunes de Almeida, aquele cuja perna havia curado e a quem havia entregue todo o dinheiro da feitura da edição inicial do Livro.

– Por onde você tem andado, Nelson? Como você está bem…

– Estou sim, graças a você, ao Verdadeiro DEUS e também Amélia Baiana. Aliás, foi ela quem me deu seu endereço.

– Como?… Eu não vejo a Amélia Baiana desde meu tempo de menino, quando morava lá na Cidade Nova, na Rua Barão do Iguatemi…

– Engraçado, Manoel, ela me disse que estava sempre com você…

Manoel sentiu um vento frio soprar-lhe as costas como se tivesse anunciando a presença de alguém ali. Talvez fosse ela, a negra Amélia Baiana de todos os favores, de todas as virtudes. A mãe dos desvalidos, dos aflitos, dos desesperados, do amor e do perdão.

– Mas, Manoel, andei a cidade toda à sua procura. Logo após ter saído de sua casa naquele dia, minha vida começou a se modificar. Além de ficar curado da ferida na perna, ganhei ânimo, coragem e disposição para enfrentar as dificuldades da vida. Durante sete dias, permaneci em repouso num hotelzinho no Catete. Depois, tratei de recuperar todas as minhas ferramentas de trabalho e fui à luta, trabalhando, trabalhando. Assim que equilibrei minha vida, fui procurá-lo. Queria pagar o dinheiro que o senhor havia me emprestado e também agradecer tudo aquilo que o senhor fez por mim. Mas quando cheguei ao Méier, não encontrei mais o senhor. Através dos vizinhos, fiquei sabendo de sua mudança para Jacarepaguá. Ontem, porém, passava pela Praça da Bandeira quando avistei Amélia Baiana. Ah! Que felicidade Seu Manoel. Corri ao seu encontro e fui abraçá-la, beijá-la. A coisa que mais desejei na vida foi revê-la. E à medida que eu ia vencendo na vida, a saudade que eu tinha dela foi aumentando. O senhor não pode imaginar a minha alegria ao vê-la ali caminhando. Quis levá-la comigo, cuidar dela. Mas ela disse que não, alegando que tinha muitos filhos para cuidar. Quis saber se ela estava precisando de dinheiro e Amélia respondeu que tinha o suficiente para viver. Quis saber então, onde ela estava morando, pensando em visitá-la periodicamente e ela me falou que estava morando com o senhor, aqui em Belford Roxo. Quando ela falou seu nome, minha alegria foi maior ainda, Seu Manoel. Como estou feliz de poder estar a seu lado, poder abraçá-lo.

– Mas você Nelson, você está trabalhando?

– Não, Seu Manoel, hoje sou um homem rico, não preciso mais trabalhar. Ou melhor, preciso trabalhar na construção da casa da Cultura Racional. Não por necessidade, mas por agradecimento. Quero também devolver o dinheiro que o senhor me emprestou e oferecer uma substancial quantia em dinheiro para ajudá-lo na feitura dos seus Livros, essa Obra gigantesca e importante.

– Mas como você conseguiu tanto dinheiro, Nelson?

– Ah! Através do trabalho que nunca mais me faltou e da dedicação. Acabei construindo a minha própria firma, uma pequenina empreiteira, de sociedade com um advogado. A coisa cresceu, Seu Manoel, deu lucros. E continua dando. Agora, não estou aqui como patrão, como dono de empresa. Eu serei para o senhor, para a Cultura Racional, para Amélia Baiana, o mesmo pedreiro que um dia você deu ajuda. Eu quero trabalhar no palácio da Cultura Racional, quero ajudar a construí-lo, não só com o dinheiro que tenho, mas empunhando a colher de pedreiro, virando a massa, dobrando o vergalhão…

Sonorizando a voz do bom pedreiro, o som da harpa dourada.

Publicado em AUTOCONHECIMENTO, EDUCAÇÃO E CULTURA, Livros, Saúde e bem-estar | Marcado com , , , , | 2 Comentários