O TEMPO AGORA É DE PAZ!

o-tempo-agora-e-de-paz

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdRFlvdDY1NnFwSDg  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1-1

Toda 2ª feira, para quem estuda a cultura natural da natureza, a Cultura Racional, é o dia consagrado ao Reinado da Paz. A paz que, há muitos séculos e veteranas eras, todos procuram  e almejam.

E tendo a paz um dia especial a ela consagrado, é pelo fato deste mundo em que habitamos ainda não estar por conta do glorioso Reinado da Paz – mas, está caminhando para ficar.

A paz está dentro de cada um. Não a encontra quem não a procura em si mesmo, por não se conhecer. Por não saber de onde veio, como veio, para onde vai e como vai.

Por isso é que a pessoa que encontra a paz, é toda aquela que tem cultura verdadeira natural da Natureza, Cultura Racional, que é a cultura da paz. Não só da paz, como também, do amor, da fraternidade e da concórdia universal.

Cultura de paz, leva à paz. E cultura de disputas, onde se alimenta a ambição, a ganância e as aparências, é uma cultura que somente leva a todo tipo de desequilíbrio moral, físico e financeiro – leva a todo tipo de guerra.

É, Amigos, tendo Cultura Racional, então, sim, é possível se ter paz e muito mais do que ter: SER paz.

Pois, sendo a Cultura Racional a natural da Natureza, quem tem essa cultura é atendido em tudo pela Natureza, por ter se tornado uma pessoa com sabedoria verdadeira racional, aquela que conduz o vivente a caminhar de acordo com as leis naturais universais, não prejudicando a nada, a ninguém, nem a si mesmo. Daí, poder ser atendido em tudo que precisa com fartura e prosperidade para o seu bom viver equilibrado.

Enquanto cada um de nós continuar engambelado com a matéria, adotando a cultura artificial forjada pelo homem, feita pelo magnetismo, a paz será uma palavra restrita a livros, dicionários e enciclopédias, e não, uma realidade do nosso cotidiano.

Por quê?

Porque o magnetismo é uma energia deformada, degenerada, poluída e enfraquecida. Uma energia que foi pura, limpa e perfeita e que por ter se transformado, saiu de seu estado natural e ficou  nessa condição e estado negativo de ser – autodestruindo-se.

E nós, os causadores da existência deste Conjunto Universal em deformação e degeneração – após infinidades de transformações que passamos – aqui estamos como vidas transformadas de nosso verdadeiro SER, nesta classe de pensadores, sofredores e mortais.

Foi por fazer uso da vontade sem limite, por a vontade ser livre no Mundo dos puros, limpos e perfeitos, foi por isso, que saímos para essa derrota de conservar esse progresso de destruição, através do qual aqui estamos reduzidos em sombras do que já fomos em nosso Verdadeiro Mundo de Origem, a saber: Racionais puros, limpos e perfeitos.

Passamos por uma longa trajetória de inconsciência profunda, vivendo como vivem os bichos: uns contra os outros, destruindo uns aos outros.

Com o advento da Cultura Racional, temos tudo elucidado pelo verdadeiro conhecimento do SER e do antes do SER, do porquê da vida e do porquê de tudo.

Todo esse Conhecimento é natural, é da própria origem de nossa pessoa, por ser de origem Racional.

Portanto, agora, o que nos resta a fazer é tomar conhecimento de tudo isso e empreender nosso retorno ao 1º mundo, o mundo dos eternos, pois, só assim nos libertaremos desse estado deformado de ser, libertando também a Planície Racional, para que ela readquira seu estado natural de pureza, limpeza e perfeição.

Pois, foi essa Planície Racional a parte do MUNDO RACIONAL por onde nós adentramos e optamos em progredir por conta própria.

O resultado foi ela ter se desligado de sua Fonte Vital, que é o MUNDO RACIONAL, a tal ponto, de ficarmos desconhecidos do nosso verdadeiro ser, e encantados com a deformação que nós mesmos causamos – a matéria. E ficando encantados com ela, passamos a julgá-la como vida verdadeira, o que nos levou ao fanatismo, que é o aceitar algo que não se conhece completamente.

É… saímos do mundo da PAZ para darmos causa ao encanto, que é este mundo das confusões, guerras e contradições.

Vejam a violência desse progresso que empreendemos, desde lá de cima do 1º mundo, até darmos causa a este 2º mundo em que vivemos!

E olha que fomos advertidos, inúmeras vezes, pela Entidade Suprema do Mundo Racional, o RACIONAL SUPERIOR, de que aquela parte por onde entramos não estava pronta para entrar em progresso e de que iríamos nos dar mal.

Mas, não demos atenção. Achávamos que íamos muito bem. Tal como hoje, achamos que vamos muito bem com este progresso destruidor da cultura artificial. E a maioria não dando crédito também aos chamados de atenção dos nossos Irmãos Eternos, Habitantes do Mundo Racional, que têm se materializado no firmamento, nos quatro cantos do mundo, anunciando a mudança de fase da natureza, a Fase Racional, para nosso retorno ao 1º mundo, o Mundo Racional e anunciando a Cultura DELES, que na Terra já se encontra, a CULTURA RACIONAL.

Ainda são feitas, advertências diárias pelos leitores e  estudantes de Cultura Racional, com divulgações da Fase Racional em toda a mídia, e através das Bandas Marcais da Cultura Racional, com seus lindos acordes e distribuição de folhetos informativos sobre o desenvolvimento do raciocínio nos logradouros e em instituições diversas. 

E o agravante é que todo esse magnetismo das mecânicas da geração e formação da matéria, mantenedores dessa ilusão que provém do nada, é tão envolvente, que muitos seguem pensando que a vida, o seu natural de ser, seja este mesmo, não dando crédito a nenhuma advertência sobre a gravidade do término da fase do pensamento.

E, assim, continuam procurando a verdade na matéria, de onde o pensamento é oriundo, desconhecendo que a verdade da matéria é aparente, e que desequilibra cada vez mais o vivente, dando causa ao sofrimento da humanidade.

Há muito estamos na Fase Racional, a fase para conhecermos o nosso verdadeiro natural de SER, mas, custam a dar importância aos vários chamados de atenção, que sinalizam a mudança de comportamento da natureza, que mudou da fase do pensamento para a fase do raciocínio.

Não dão atenção, porque estão com a barriga cheia,  achando que vão muito bem com este progresso artificial que nos tem levado a regresso, ceifando vidas preciosas. E, assim, continuando, com o mesmo comportamento do início, de quando achavam que iam se dar muito bem, progredindo na Planície Racional que não estava pronta para entrar em progresso.

Quanta violência! Não é mesmo?

Essa uma das piores  violências, não dar ouvidos aquilo de que está mais precisando e necessitando, que é o SE CONHECER pelo desenvolvimento do raciocínio. Uma violência contra si mesmo!

Indo na contramão da paz! Atitude contraditória da humanidade civilizada!

Mantendo a violência que se quer eliminar e clamando  por paz! E apelando para as autoridades, exigindo providências!

Que providências?

Autoridade alguma pode impedir o ciúme alheio, a inveja alheia, a soberbia alheia, o orgulho alheio, a prepotência alheia, o comodismo alheio, a indolência alheia, a ganância alheia, a ambição alheia, a vaidade alheia e todas as demais misérias e imundícies que cada indivíduo cultiva e contempla em si mesmo. E tudo isso são violências, vilanias assegredadas, ocultas no íntimo das pessoas, distanciando-nos do SER RACIONAL, que está materializado dentro de nossas cabeças em forma de máquina do raciocínio.

Chega-se, então, à conclusão, de que o problema da violência é INDIVIDUAL, sendo consequência da falta de conhecimento verdadeiro, de saber verdadeiro, falta de CULTURA RACIONAL, a cultura do desenvolvimento do raciocínio, capaz de colocar fim nas misérias que cultuamos interiormente e que nos foram impostas por nós mesmos, pelo mal uso do livre arbítrio lá na origem, quando de lá saímos, dando causa aos seres invisíveis elétricos e magnéticos que nos lapidam até que voltemos os olhos para o MUNDO SUPERIOR, o MUNDO RACIONAL, de onde saímos, e que isso só é possível através do desenvolvimento do raciocínio.

Mas, a ninguém compete obrigar a qualquer que seja para que decida SE CONHECER pela CULTURA RACIONAL, porque a vontade é livre.

Daí, então, enquanto cada qual não se decidir a SE CONHECER, a violência imperará cada vez maior e pior, deixando a paz relegada ao plano dos sonhos, das esperanças e das quimeras.

A violência é o produto do magnetismo, do pensamento magnético, do pensamento mau.

O magnetismo está dentro de nós, utilizando sorrateiramente suas matérias-primas básicas, a vaidade, a ganância e a ambição, regadas pelos sonhos e ilusões, para concluir seu produto final: a violência.

E para vencer esse magnetismo interior, só mesmo este Habitante do Mundo Racional, que está materializado em nossas cabeças em forma de máquina do raciocínio. Mas, para que ele comece a trabalhar em nossa defesa e benefício, cortando os efeitos maléficos do magnetismo interior, é preciso que alimentemos esse Habitante do Mundo Racional, o raciocínio, com a energia que o faz entrar em funcionamento. E essa energia é a ENERGIA RACIONAL, que se encontra materializada em letras nos Livros Universo em Desencanto.

Sim, porque a matéria é apenas um ser simbólico de energias. Tudo na matéria é um portal de entrada da energia do seu dono correspondente. E o dono dos Livros Universo em Desencanto é a ENERGIA SUPERIOR A TODAS AS ENERGIAS, a ENERGIA RACIONAL, que é um RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS, o RACIONAL SUPERIOR. E é essa a única energia que desenvolve, desmaterializa e coloca em função o nosso raciocínio, representado na matéria pela glândula pineal, que é um Habitante do Mundo Superior, o MUNDO RACIONAL, materializado em forma de máquina do raciocínio.

E por ser habitante do MUNDO RACIONAL, do mundo dos eternos, o raciocínio é o representante legítimo da verdadeira paz em nossas cabeças, sendo, então, um representante legítimo do Verdadeiro Deus, que é o DONO DA PAZ!

E como representante legítimo de DEUS dentro de nós, o raciocínio, que é um Habitante do Mundo Racional materializado na Glândula pineal, ele é também o verdadeiro dono da vida, por ter sido ele o causador deste 2º mundo em que vivemos.

E, assim, só mesmo o raciocínio, depois de desenvolvido pela Energia Racional, a energia do seu verdadeiro mundo de origem, só mesmo ele, o raciocínio, colocará fim na violência, nos transformando em seres de verdadeira paz.

Pois, quem tem paz dentro de si, não faz guerras. E que toda violência é uma guerra.

Procurem, Amigos, sem perda de tempo, se ligar à Energia Racional, dos Livros Universo em Desencanto, para acabar com a parte da violência do mundo que está dentro de cada qual.

Portanto, compete, tão somente a CADA QUAL ligar-se e se amparar no PODER MAIOR de dentro de si mesmo, que é o raciocínio, para que seja dotado de equilíbrio de Razão Suprema, para a composição de uma vida EQUILIBRADA em todos os sentidos.

E isso só é possível através do desenvolvimento do seu raciocínio, com o estudo diário e sério dos Livros Universo em Desencanto.

RACIOCINE! Porque o tempo agora é de PAZ!

www.universoemdesencanto.com.br

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s