O PRINCÍPIO DOS PRINCÍPIOS É RACIONAL

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdM0toeEpiVTZfWkk  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1

O mundo tem três princípios fundamentais que constituem a base e a lógica de toda a geração, de toda a formação e de toda a transformação. E tem o princípio dos princípios que é a verdadeira origem de tudo.

A base é o Mundo Racional, de onde uns tantos Habitantes saíram e a lógica é a Planície Racional que não estava pronta para entrar em progresso, para onde viemos por vontade própria. E tem a Origem, que é QUEM dá base à lógica.

Resumindo o princípio dos princípios: “o que é Racional não degenera de seu ser”. Este é o grande princípio que tudo se justifica assim ser. Porque Racional quer dizer PUREZA, DEUS. É o mesmo que dizer: DEUS não degenera do seu ser.

O Conhecimento Racional nos dá a verdadeira instrução da formação do Universo provando e comprovando, com base e com lógica, que todas as formas do Conhecimento, natural ou artificial, se combinam harmonicamente em uma forma só, num único contexto, Racional.

Pode parecer inconcebível, a princípio, admitir que não há contradições entre ciência e religião, entre fé e razão, entre crenças e racionalidade pura. O que parece ser contrário, na verdade representa o complemento do que falta em cada um desses conhecimentos quando são tratados isoladamente.

Essa é justificativa das contradições aparentes: tratar conhecimentos de forma isolada. O Conhecimento é um só. Eis a grande problemática que passa hoje a educação formal da humanidade que trata os conhecimentos de forma cada vez mais isolada, cada vez com mais especialidades fazendo todos esquecerem da generalidade de um único Conhecimento.

A Cultura Racional é a forma adequada de tratar todas essas formas isoladas do Conhecimento, unindo-as em um único e verdadeiro contexto. Esta concepção unificada do Conhecimento, a princípio, é muito difícil de ser contextualizada nas mentes pensantes dos seres que viviam sem se conhecer e sem conhecer o mundo, e sem saber o porquê da vida e de tudo que existe, porque procuravam entender tudo usando sempre partes isoladas do conhecimento, de baixo para cima.

Na qualidade de estudantes de Cultura Racional podemos afirmar que este é o Conhecimento que apresenta todas as partes de uma forma simples, direta e objetiva, mas só alcançamos uma razoável noção a respeito dela quando abstraímos de nossas mentes as partes isoladas e buscamos compreender em nós mesmos uma única verdade universal, de cima para baixo – A verdade das verdades.

É como que cada um ir montando seu próprio quebra-cabeças. Às vezes mais quebra do que cabeça. Mas, certamente, todos estão alcançando por ser este o fator natural da verdade que se apresenta com a Cultura Racional, fazendo uma leitura atenta e despretensiosa no Livro Universo em Desencanto.

Esta é certamente uma boa justificativa para que o Racional Superior recomende tanto o ler e reler o Livro. A leitura representa o “Cortiço”, querendo dizer, a leitura prepara para entender o Conhecimento unificado, diligenciado pelo verdadeiro e único, o Racional Superior.

A concepção da Verdade das verdades em nós mesmos e em tudo que existe só pode ser alcançada pelo desenvolvimento do Raciocínio, por ser o Raciocínio uma filial do Mundo Racional, o Pai Eterno, o mundo da Base e, por isso, precisamos compreender que o Raciocínio é a Raiz Mestra da fecundação universal por ser Ele, podemos dizer, Filho de dois Raciocínios em um: O Criador e o Redentor.

Uma verdade que nos é apresentada é que Racional não se divide. Portanto, a concepção de um Raciocínio Supremo em três partes, o Pai (Raciocínio Supremo), o Filho (Raciocínio filial) e o Espírito Santo (Raciocínio Redentor, a verdadeira individualidade), não representa uma divisão, mas tão somente partes da ação divina de criar novos mundos.

Um puro, limpo e perfeito é DEUS, até que me provem o contrário. Porém se DEUS é o criador sua criatura também é puro, limpo e perfeito. Um puro limpo e perfeito só pode criar puros limpos e perfeitos. Essa é a Lógica, essa é a Planície Racional, que assim foi denominada para dar melhor entendimento. A Lógica é a criação. A Base é o Criador.

Abrindo um parênteses: quando falo de CRIADOR não estou falando de um “senhor barbudo entre as nuvens” criando céus e terras a esmo, sem base e sem lógica. Este é um paradigma muito perverso criado em razão do entendimento ser muito precário no princípio da instrução.

Refiro-me ao poder supremo que se resume na ação de “uns tantos Habitantes do Mundo Racional”, que progredindo por conta própria sobre a CRIATURA deram conseqüência à existência do mundo da forma que existe e, por isso o Mundo é conseqüência de seus próprios habitantes, mas não de seus viventes, muito menos de seus infantes. E por isso os criadores aqui estão sofrendo a conseqüência do que criaram para si mesmos. Fechando o parênteses.

A criatura é o HOMEM Cósmico Original, a LÒGICA do universo que, por via das transformações sofridas, produzidas pela ação da BASE, formou três mundos. E aí surgem as três partes fundamentais do Universo.

Eis a Lógica: (H-024 p-131) “Um corpo só, reunido dois. O “eu” e o “tu”, o elétrico e o magnético. Todos sendo dois em um só: o “tu” e o “eu”, o elétrico e o magnético, porque se degeneraram e se deformaram, porque antes de serem dois em um só, era um só, era a Planície Racional. Da Planície Racional degenerada e deformada se dividiu em duas: a Resina e a Água. O “tu” e o “eu”.

Em termos de comparação temos hoje o corpo humano que pode ser resumido ao sangue, e os demais órgãos como se fossem periféricos, tendo o coração como motor. Que assim dizemos que a verdadeira alma do corpo é a força elétrica e magnética que corre nas veias (força do sangue), e o coração o dínamo desta força elétrica e magnética, dinamizando as duas energias, o “eu” e o “tu”. O “eu” é a parte invisível, elétrica, e o “tu” é a parte visível, magnética formando assim o que chamamos de plasma sanguíneo.

Este plasma sanguíneo é composto de várias partes: elétricas constituída pelos eletrólitos ou sal que dá a pressão sanguínea e magnéticas que está nas massas de combustível ou glicose. Vejam que o sal ou parte eletrolítica do sangue tem sua parte magnética que é a massa dos íons. No corpo humano, assim como no corpo da Natureza deformada, as partes elétrica e magnética estão sempre combinadas e nunca se separam, ou seja, nunca agem isoladamente. Um corpo só, reunido dois.

Ao considerarmos a informação de que a Planície era um corpo só que se tornou dois em um pela ação de uns tantos Habitantes, podemos entender aí a origem de três princípios e reduzir isto em uma expressão bíblica que se torna bastante clara: a união de Deus com o Homem para que o Homem se tornasse um de Nós (Genesis 22). Os três princípios somente passam a existir quando o Homem foi dividido em dois como que entendemos numa frase muito simples: Deus tirou uma costela do Homem para fazer a mulher.

Antes de prosseguir nesta ilustração comparativa é necessário compreender que o que foi dividido do corpo da Planície, ou deste Homem Cósmico, o que foi dividido foi apenas um terço.

(H-024 p-132) (O “tu” e o “eu”), “O Elétrico e o Magnético, a Resina e a Planície. Deu a formação desses três mundos deformados. O Racional que começou a se degenerar, o Astral Superior e o Astral Inferior (formação dos três cosmos). As três partes, a degenerada e a deformada, e a deformada que se dividiu em duas, e a degenerada antes de se dividir. Então, o “eu” e o “tu”, o elétrico e o magnético e a Resina e a Planície. E de forma, a CAUSA e a ORIGEM. Está aí a base e a lógica. A base é o Mundo Racional; e a lógica, a Planície que não estava pronta para entrar em progresso…”

A parte deformada que se dividiu em duas é a parte do Corpo que corresponde no sangue ao elétrico e magnético, sendo o elétrico “suportado” pelo magnético como é o caso dos íons ou eletrólitos serem suporte da Energia Elétrica.

A Energia Elétrica, em comparação com o homem está sempre dependente da parte magnética que é a mulher. Por isso o homem não vive sem a mulher, sem a sua costela. Em compensação, a parte magnética tem uma existência independente da parte elétrica que é o homem, mas também não vai para lugar nenhum sem o homem, sem a parte elétrica.

A massa que é a parte magnética não depende da eletricidade. Um fio ou cabo condutor existe sem eletricidade, porém a eletricidade precisa sempre de um condutor. E um condutor não serve pra nada se não tiver o que conduzir.

Alguns dirão: a eletricidade que vem do sol não utiliza condutores. Aí é que muitos se iludem. Existe um condutor sim, apenas é de uma massa diferente desta que usamos para um fio condutor de eletricidade. Basta entender a natureza de um raio ou faísca elétrica, existe um meio condutor por onde passa a eletricidade, que no caso da atmosfera há a formação de íons por onde passa o raio. Assim é que nos chega a Energia Elétrica do Sol, através de condutores magnéticos.

E assim é tudo, quando se fala do princípio da deformação que se dividiu em dois: o elétrico e o magnético. Na Biologia, por exemplo, os gametas femininos possuem o par de cromossomos “XX” e os gametas masculinos possuem o par de cromossomos “XY” e não “YY” como poderíamos entrever numa falsa lógica de que o elétrico possa agir sem o magnético. Esta é a parte deformada que se dividiu em dois.

Entretanto, a formação do universo em três partes: uma parte deformada que se dividiu em dois, uma parte degenerada e deformada que não se dividiu e ainda tem a parte antes de degenerar e deformar a ser considerada.

Então, para falarmos de qualquer assunto, por mais abrangentes que possamos ser e mais completos, ainda assim teremos que estar sempre considerando os outros dois terços, porque nesta vida só nos foi permitido compreender um terço, um rosário apenas. Isso na melhor da expectativas do Conhecimento adquirido e do Conhecimento revelado.

Entretanto, sabemos hoje, com base na Cultura Racional, nossos primeiros estudos, que esta união de Deus com o Homem somente terminará quando o Homem estiver completo e pronto para progredir dentro do contexto do Mundo Racional de onde todos viemos e para onde todos vamos: a Planície e os seus Habitantes. A humanidade, enfim, unida com Deus nas suas três partes.

É a fase Racional, a verdadeira solução da vida. Leia o livro Universo em Desencanto e desenvolva este Raciocínio Racional, até que Aquele que habita no altíssimo, materializado em forma de máquina do Raciocínio, agradeça ao aparelho elétrico e magnético pelo empenho na leitura do livro Universo em Desencanto e se despeça, desmaterializando-se, enfim da máquina do Raciocínio. Este é o fim dos três princípios. E o Homem enfim se tornou um Habitante pronto para progredir na PUREZA RACIONAL.

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para O PRINCÍPIO DOS PRINCÍPIOS É RACIONAL

  1. Salve, Prof. Porfírio!
    Brilhante dissertação, pérola racional!
    Um grande abraço fraterno!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s