POKÉMON GO: VALE A PENA REFLETIR!

Opokemon_07 (1)

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdQ2JzZmlDc1dyNmc  (Clique no link para ouvir o áudio)

download whatsaap

Tomar partido de qualquer coisa na matéria é uma imprudência e consequente decepção.

Tudo que existe e/ou é criado na matéria, tem sua serventia, para o bem ou para o mal.

A pessoa que não desenvolveu bem o discernimento verdadeiro, aquele que lhe faculta a condição de SER RACIONAL, corre o risco de, a qualquer momento, sofrer a traição da Sinhá Matéria.

Quem estuda Cultura Racional com absoluta atenção, já chegou à conclusão de que estamos imersos num oceano eletromagnético, verdadeiramente todo negativo, o qual, antes de assim ser, era uma energia pura, limpa e perfeita: Racional. Sim, Racional, da razão da vida, do discernimento cristalino.

E esclarecida dessa realidade, a pessoa sabe e pode afirmar, com toda segurança, que o positivo de tudo e de todos não se encontra neste mundo inferior em que habitamos e, sim, no Mundo Superior que deu consequência a este segundo mundo deformado.

Sim, deformado, porque se degenerou em elétrico e magnético, o positivo aparente e o negativo, por ter perdido suas forças vitais, suas virtudes, na longa descida ocasionada pelo desligamento do Mundo Superior, decorrente da queda de sua frequência vibracional.

Defendendo e admitindo o erro, aquilo que não coaduna com o justo, o certo e o direito, enfim, o RACIONAL, mais cedo, ou mais tarde, o vivente se corrompe, trocando o bem verdadeiro pelo mal, levando abaixo, às vezes, longos anos de estudo sério e profícuo.

Quem estuda Cultura Racional sabe muito bem que estamos vivendo uma fase única, de decisão – e a vontade é livre: ou retornamos ao nosso Verdadeiro Mundo, ao qual realmente pertencemos, ou continuamos nesse mar de lama que é a matéria.

A ligação ao Mundo Racional é feita em vida, portanto, a decisão deva de ser tomada agora. Mas, como há aqueles que ainda não estão satisfeitos com as provas que já tiveram da nulidade da matéria, querendo ainda procurar nela o que nunca existiu e nem vai existir, então, a Natureza, não sendo contra nada nem ninguém, dá a cada um aquilo que cada um demonstra querer.

Uns querem evoluir para cima: dá-lhe desprezo pela matéria, desencanto da matéria e, ao mesmo tempo, discernimento crescente sempre.

Uns querem evoluir para baixo: dá-lhe paixão, encanto pela matéria e, ao mesmo tempo, a gradativa perda de discernimento sempre.

Para o primeiro caso, para quem opta por subir, existe um único meio do Mundo Superior, para desenvolvimento do discernimento, para desenvolvimento do raciocínio: CULTURA RACIONAL, dos livros Universo em Desencanto.

Para o segundo caso, para quem opta por descer mais do que já descemos e distantes ficamos do Mundo Superior, a Natureza faz o vivente continuar admitindo esta cultura artificial que o mundo terreno sempre adotou, com todos os seus meios de iludir, fantasiar, engambelar e distrair, que aumentam a cada dia.

E o mais recente meio de ilusão foi recentemente lançado: o Pokémon Go.

Esse vai levar muita gente para sua própria destruição. Sim, porque a falta de discernimento dos materialistas não deixa a pessoa enxergar que qualquer sistema, mesmo o de diversão, sempre criará regras e as imporá, criando problemas para provocar a busca incessante de soluções na matéria, por parte do espírito humano.

Os arquitetos do poder riem às nossas custas, por conhecerem bem as propensões humanas e, a partir disso, definem o que quiserem, desafios frívolos para ocupar-nos com coisas sem sentido e sem proveito algum positivo para a vida prática.

Quebra de privacidade não significa apenas a curiosidade na vida alheia, mas os meios de comprometer a vida de determinada pessoa, estabelecendo um perfil sistemático de suas ações e hábitos, o qual colocará o lado pessoal da pessoa como alvo de compras ou julgamentos, potencializados de acordo com o seu nível de manipulação.

Muito interessante, para um bom observador: o Pokémon Go começa com figuras aparentemente inocentes, “bonitinhas” e inofensivas, mas, com poder a ser conquistado.

E à medida que esse poder vai sendo conquistado, a aparência ingênua e o comportamento do bichinho vão gradativamente se expandindo negativamente, até tornarem-se avassaladores, monstruosos.

Estão querendo transmitir o que? Que quanto mais mal, mais poderoso!

Essa a mensagem que nossas crianças estarão, sem perceber, recebendo em seus cérebros, ainda virgens de todo o mal que nos rodeia.

Mas, está tudo certo, é a fase de liquidação, a fase de descida para quem em vidas anteriores sempre optou pela matéria.

E assim, Pokémon Go representa esse universo de integração entre a realidade física e a virtual!

Os ânimos daqueles que já o estão acessando está em satisfazer a curiosidade ou submergir no universo de sensações e divertimentos que ele oferece.

Com o tempo, as exigências para maiores descobertas e aprofundamentos nos seus túneis irão se avolumar, e novas versões deste jogo surgirão.

Muitos desistirão, afirmando que o dispositivo GPS e internet esgotam a bateria do smartphone muito rapidamente. Outros não se importarão com isso, correndo, assim mesmo, risco de curtir essa nova forma de diversão, que passará como mero modernismo de época, ou irá evoluir com o tempo como a própria série de desenhos sugere: “A evolução Pokémon”!

Parece que sem sistema GPS e internet a coisa não rola. Para os arquitetos desse tipo de controle, um prato cheio de informações e imposições [?].

Muitos deixarão o jogo de lado, afirmando que enjoaram da moda. Outros se sujeitarão a todos os seus enquadramentos; (treinarão), moldarão seu tempo, suas expectativas, suas ações e, consequentemente, seus hábitos.

E assim, continua a grande massa populacional, uns subindo e outros descendo, mas, sempre por uso do gosto e da vontade!

Felizes daqueles que já tiveram provas e comprovações em si mesmo, de que o melhor passeio e a melhor distração são os livros Universo em Desencanto nas mãos!

SALVE-SE QUEM QUISER, E SE AINDA PUDER!

 

 

 

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s