POESIA DESENCANTADA

POESIA DESENCANTADA

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdTmFpdXVNNGVOU254ZFpZMGROUW5BT1VvY3JZ   (Clique no link para ouvir o áudio)

download1-1

Às folhas tantas do livro da vida

Um pensador apaixonou-se, um dia,

Perdidamente,

Por uma pensadora…

 

Impulsionado pela natureza, a dona do pensamento,

Olhou-a com seu olhar indizível

E viu-a dos pés à cabeça.

Uma figura encantadora

Olhos melosos, boca de maçã

Corpo esguio, seios generosos

 

E fez da sua uma vida dedicada à dela

Até que se encontraram face a face…

“Quem és tu? ” – Indagou ele em anseio Racional

“Sou aquela que não sei quem sou!…”

Mas pode me chamar de Cléo,

Cléo – pantoma…

 

E de falarem descobriram que eram

O que o pensamento denominou de almas gêmeas

E assim se amaram

No ardor da paixão eletromagnética

Evoluindo no encanto ao sabor do momento

Nos jardins do segundo mundo!

 

E assim, resolveram se casar,

Construir um lar.

E convidaram para padrinhos

O sonho e a realidade.

 

E fizeram planos materiais para o futuro

Sonhando com a felicidade

E se casaram e tiveram uma pensadora e

Três pensadores mirins, muito engraçadinhos.

 

E foram felizes aparentemente…

Até aquele dia em que tudo vira, afinal,

Monotonia.

 

Foi então que surgiu a zerefúrida,

Frequentadora de círculos viciosos e

Divisora de lares.

 

Ofereceu-lhe, a ele, pensador,

O reino do magnetismo

E reduziu-o abaixo de zero.

Ela, pensadora, percebeu

Que com ele não mais formava um todo.

Era a decepção, chamada amorosa.

 

Castelos de vidro quebrados

Denúncias menos nobres, dissonantes,

Ao casal traziam desvelados,

Seus ideais de pureza bem distantes

 

Mas quando, de tudo, somente a dor prevalecia,

A luz brilhante e divina providenciou!

Mercê da paciência, obediência e persistência,

E todo desequilíbrio em harmonia se transformou

 

E eles encontraram, afinal,

União no Primeiro Mundo fraternal

Em superior dimensão sem pranto,

Do Mundo Racional, do Universo em Desencanto!

 

 

 

(Adaptação de “POESIA MATEMÁTICA” de Millôr Fernandes)

 

 

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para POESIA DESENCANTADA

  1. Irmão Racional disse:

    Salve o Amor Verdadeiro que orienta o desenvolvimento do Raciocínio.
    Leia o Livro UNIVERSO EM DESENCANTO!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s