UNS SOFREM MAIS, OUTROS MENOS. POR QUÊ?

SCRAP13

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdWFdJdFdQVVctRkk  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1

Várias são as causas do sofrimento humano, porém a principal é a falta de sabedoria verdadeira.

Os mais fracos, sofrem mais. Os mais fortes sofrem menos.

Os mais fortes são os mais desligados das coisas. E os mais fracos, mais ligados às coisas que envolvem a vida da matéria.

E, por isso, uns mais desprendidos das coisas e de tudo e outros mais agarrados às coisas que envolvem a vida da matéria.

E, dessa forma, os mais fracos sofrem mais, padecem mais e os mais fortes sofrem menos.

Os mais fortes não são agarrados às coisas.

São desprendidos de tudo: esses sofrem menos, porque encaram o nada como o nada deva ser encarado. Não dando valor aquilo que não tem.

Qual é o valor do nada?

Nada!

E quem valoriza o nada como se tudo fosse, vive mal.

E de forma, NADA, como se tudo fosse: vive mal!

E de forma que os que botam as coisas em seus lugares, esses vivem bem, porque o nada para esses não tem valor, porque reconhecem o nada como nada e não vão perder tempo a darem valor aquilo que não tem.

Não vão dar valor ao nada, quando o nada, nada é, para ser considerado uma coisa de importância.

De forma, esses que botam as coisas em seus lugares, se despreocupam do nada, não vão perder tempo em se preocupar com o nada, porque sabem perfeitamente o valor do nada.

Então, qual o valor do nada?

NADA!

Por quê?

Por a vida verdadeiramente nada ser: de repente termina em nada!

E de forma que o viver requer prudência sobre todos os aspectos e calma para tudo, para que surja sempre o bem e a multiplicação do mesmo, prudência e calma para encarar tudo de material como de fato é: nada. Assim, sofre menos! Pois, o simples fato de ser de matéria, já é um sofrimento!

Mas muitos, por não terem um entendimento correto da vida, pensam que a vida é aquilo que a vida não é, por estarem iludidos com as fantasias, as aparências, com os sonhos e as ilusões.

Esses ainda não perceberam que o pingo d’água que se transforma em uma máquina humana, não é nada (comprove, clicando a seguir e conhecendo Aspectos da Formação Racional do Corpo Humano, postagem de 14/09/2009: (http://rccvsarcn.wordpress.com/2009/09/14/aspectos-da-formacao-racional-do-corpo-humano/).

Não conhecem o que a vida é, vivem sonhando, pensando serem o que não são, em contradição com tudo e em contradição consigo mesmo.

Mas, todos, mais cedo ou mais tarde, se encontrando no ponto de vista da realidade da vida, deixando de sonhar e vivendo consciente do seu estado de ser pela cultura onipotente, a CULTURA RACIONAL.

E todos chegarão à conclusão de adotar  a CULTURA RACIONAL, depois de muita lapidação, lapidação essa de acordo com o atraso e a rudez de cada um, pois todos nós somos ainda rudes e atrasados, caso contrário, não haveria desentendimentos, sofrimentos e a destruição dos seres humanos, por viverem uns contra os outros.

E tudo, por vivermos de aparências, sem notar que tudo é passageiro, tudo é ilusão!

E os iludidos sofrem as consequências da brutalidade da rudez e do atraso de viverem sem saber por que vivem. E pensarem e julgarem ser aquilo que não são.

Daí é que surge a rudez imponente, aparentemente, que é a vaidade.

A vaidade é do rude.

A vaidade é o alimento dos atrasados, é o alimento do atraso.

A vaidade é o alimento do rude que pensa que é o que ele não é.

Que se julga ser aquilo que não é.

Vive de aparências.

De repente, as aparências se acabam, se destroem, e o tudo aparente virou nada.

E, assim, a vida de quem vive sem saber porque vive: puro sofrimento!

As fantasias, as aparências: o mel. E por trás desse mel: o fel.

É preciso que todos nós nos conheçamos Racionalmente, para deixarmos de ser NADA SER e passarmos a TUDO SER, pelo desenvolvimento do raciocínio!

É preciso! E está na fase natural da natureza de embargar o sofrimento!

Como?

Através do Conhecimento Verdadeiro da VIDA, no ler, reler e estudar os Livros Universo em Desencanto, de Cultura Racional, a CULTURA  NATURAL da NATUREZA e, não, a artificial que adotamos.

Portanto, embargue o seu sofrimento, faça o mesmo com o pranto, procure estudar, o quanto antes e seriamente, UNIVERSO EM DESENCANTO.

 

www.universoemdesencanto.com.br

www.culturaracional.com.br

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para UNS SOFREM MAIS, OUTROS MENOS. POR QUÊ?

  1. edna meire disse:

    Nágea, uma das melhores coisas da Internet é ter o seu Blog Racional aqui.Adoro!!!!!!!!!!Bjo,Edna.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s