A FUNÇÃO PREPONDERANTE DO PENSAMENTO NATURAL NA SALVAÇÃO DO ANIMAL RACIONAL – Parte 3

392141_2233929369487_1285503860_31817006_2106543657_n

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdX2s5MzJfLUdRMzQ  (Clique no link para ouvir o áudio)

download whatsaap

(Gilberto Carnasciali, estudante de Cultura Racional, Miguel Pereira, RJ)

13 – Diferença entre pensar e raciocinar, de quem é a responsabilidade.

Esta é a diferença entre pensar e Raciocinar. O pensador não se conhece e tudo ignora, é um verdadeiro pau mandado da dona do pensamento!

Já o estudante/leitor/pesquisador de Cultura Racional sabe de onde veio, por que veio, como veio, o que faz aqui na matéria, o porquê está aqui, para onde vai, como vai e quando vai. Este se conhece: deixou de ser um pau mandado!

Com sua consciência artificial, o livre-pensador se acha o suprassumo quando as ideias que julga ser de sua autoria o levam a alguma grande descoberta ou invento, e se lamenta desesperadamente quando o que pensa redunda em um grande fracasso.

Na realidade, o autor desses sucessos e insucessos, desses momentos de felicidade ou tempos infelizes de sofrimento é quem detém o poder absoluto, comanda e decide: a dona do pensamento, a quem foi outorgado pelo MUNDO RACIONAL a exclusiva competência e poder de mando para tal.

14 – 1935, fim da fase do pensamento e início da Fase Racional e suas repercussões na vida da humanidade.

Mas, esse longo período de preparo do ser pensante, animal de origem Racional, findou-se em 1935 com a extinção da fase do pensamento.

É que uns tantos já haviam desenvolvido o pensamento em um nível desejável para sintonizar uma dimensão superior, razão pela qual essa dimensão se apresentou à Terra, colocando um fim na fase espiritual, na fase das experiências sem fim, na fase do pensamento, já que o pensamento não tinha mais nada para dar ao animal Racional: faliu e entrou, então, em liquidação.

Este foi o grandioso momento de transformação do animal Racional pensador, sofredor e mortal em Aparelho Racional em desenvolvimento do Raciocínio, da Vidência Racional, do Aparelho Racional e da desmaterialização do Habitante do Mundo Racional, materializado em máquina do raciocínio, os quatro passos progressivos da ascensão do estudante de Cultura Racional ao estado de Supremacia Racional.

Salto gigantesco ascendente este dado pelos pensadores: de seres animais para aparelhos Racionais! De terrenos, atrasados, poluídos e eletromagnetizados, para extraterrenos, evoluídos, puros, limpos e racionalizados, por estarem a caminho de retorno ao MUNDO RACIONAL.

Esses optaram pela leitura e a releitura, o estudo e a pesquisa da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO, que descreve a verdade das verdades sobre a odisseia da raça humana, como ditada por Deus ao seu representante na Terra, senhor Manoel Jacintho Coelho, duas Entidades Racionais Máximas em uma só, narrando e esclarecendo detalhadamente como uns tantos seres puros, limpos e perfeitos habitantes do MUNDO RACIONAL, ativados pela espontânea vontade e livre escolha, adentraram uma parte da planície que não estava pronta para progredir, causando o deslocamento dessa parte da planície e sua descida espiralada até onde agora nos encontramos materializados.

15 – E o que ocorrerá com aqueles que continuarem a usar o pensamento na Fase Racional?

Tendo a dona do pensamento progredido para a Fase Racional, suas antigas atribuições foram delegadas à energia magnética, o puro mal, que passou a conduzir os pensadores recalcitrantes sob seu jugo como suas ferramentas, para as classes inferiores dos irracionais, tendo assim determinado e estabelecido definitivamente seu comando sobre as classes rebaixadas.

Entretanto, a lapidação continua, porém, mais suave, para os que estão iniciando sua progressão dentro da Fase Racional, até que a Fase Racional fique completamente limpa dos resquícios do pensamento, que são os procedimentos e costumes passados.

E para os que não abraçaram ainda a Fase Racional, essa lapidação se intensifica e se torna mais e mais cruel a cada dia, até que o vivente decida pela Fase Racional, caso contrário será conduzido às classes inferiores de vida. Eis a razão da atual intensificação dos conflitos perenes, do terrorismo, dos crimes hediondos, das guerras infindáveis, da destruição em massa, do desequilíbrio, em síntese, da falência geral, física, moral e financeira. Restos muito necessários do magnetismo puro ainda em ação.

16 – Mas afinal, quem é a dona do pensamento?

A Natureza! Energia Racional que por si se fez, e produz todas as formas de vida existentes na matéria.

É quem nos acompanha todo o tempo desde o início da descida a caminho de nossa existência material, encarregada que foi de fazer todas as vidas e mantê-las, provendo-nos de tudo que necessitamos para sobreviver. E nós, em retribuição, nos comportamos como verdadeiros cafetões e cafetinas petrificados em nossa inconsciência, ignorância, atraso e rudez, vivendo à custa de quem nos fez e que tudo fez para manter o que criou, e encontrando tudo feito e pronto, pensando ser donos de tudo o que não fizemos, ou seja, donos de nosso pensamento e de nós mesmos.

A vida que fez nossas vidas é também uma sofredora igual a nós, pois também é feita de matéria, e quem vive de matéria na matéria é um sofredor perene, por este mundo não ser o verdadeiro mundo de nossa origem. Se não fosse sofredora não estaria fabricando sofredores e sofrimento. Foi pensando que fomos feitos. O macho pensou na fêmea, a fêmea pensou no macho e pensando se uniram e dessa união produziram um pensador. Então somos filhos do pensamento da dona do pensamento. Todo o pensador tem sentimento e fomos assim feitos pela Natureza para compreendermos que ela também é uma mãe sentimental e sofredora.

17 – E qual é a origem da Natureza?

A Natureza originou-se no MUNDO RACIONAL e encontra-se completamente transformada do que era, pois se degenerou junto conosco na descida da planície. É ela que lidera o retorno de todos para nosso Mundo de Origem, inicialmente por meio da lapidação, fase por ela já terminada, e a partir de 1935 pelo desenvolvimento do Raciocínio, um processo bem mais rápido por se tratar de um órgão natural da mesma origem da Natureza. É, pois, chegada aos estudantes de Cultura Racional a disponibilidade da Fase Suprema, a Fase Natural da Natureza, a FASE RACIONAL.

A Natureza é um estado de ser supranatural, no estado de Supremacia Racional, que é superior à matéria e às energias elétrica e magnética, por estar ligada permanentemente ao MUNDO RACIONAL. Ela é a enviada pela Providência Divina para a salvação dos que assim se conscientizarem e desejarem. Esse estado de Supremacia Racional só é alcançado pelo Aparelho Racional com Vidência Racional aparelhado no MUNDO RACIONAL e pelo Habitante do MUNDO RACIONAL quando desmaterializado e liberado de seu encapsulamento no interior da glândula pineal.

Natureza é energia vital. É ela que nos gera, nos cria, nos alimenta, pode nos curar se for o caso, mas pode também nos castigar pelos meios punitivos que comanda, ou seja, por meio e obra das energias elétrica e magnética se manifestando através de tempestades, cataclismos, dilúvios, queimadas, descargas elétricas, movimentos telúricos, tsunamis, apenas para citar alguns; são a forma da Natureza protestar contra as constantes agressões que vem sofrendo ao longo das eternidades provocadas pela ignorância petrificada do bicho Racional.

18 – Conclusão

Para ver que o pensamento eletromagnético foi e continua sendo uma fantástica ferramenta de lapidação para tirar o animal Racional do atraso, da rudez e da brutalidade. O pensamento magnético, cobrando os abusos contra a Natureza. O pensamento natural, mostrando os limites da Natureza a obedecer. E o Raciocínio, o ponto vital da vida eterna, o verdadeiro tudo do tudo da vida de todos, por nos reconduzir ao verdadeiro estado natural de RACIONAIS PUROS, LIMPOS E PERFEITOS.

Ambos, pensamento eletromagnético e Raciocínio, parceiros antagônicos na regência da salvação da humanidade e sua recondução ao Mundo de onde se originou, o MUNDO RACIONAL.  

Como diz o sábio ditado popular: “Deus escreve certo por linhas tortas”.                                                                

SALVE!

 

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Não categorizado, Saúde e bem-estar e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s