ATUALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES PARA A PAZ DO MUNDO

atualizacao-das-instituicoes-para-a-paz-do-mundo

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdS3BiVG1wQTdRWlE  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1

(*)

Minha Gente!

O mundo em que habitamos é de mudanças sucessivas, um mundo em transformações, por estar fora do seu estado natural – por isso nada é eterno.

Quantas fases já se passaram que a maioria desconhece! E quantas tem se passado que ficaram apenas no rol dos registros históricos!

De fase em fase, todas diferentes, a Natureza vai providenciando a evolução dos povos.

E em cada fase, procedimentos e entendimentos diferentes, que todos devem acatar e adotar para ficar em harmonia com cada fase da Natureza e poder contar com o amparo, proteção e orientação DELA.

A fase em vigor é a Fase Racional, para o desenvolvimento do raciocínio, que colocou fim na fase do pensamento desde 1935.

Essa transição, que ainda vivemos, por tudo ser um processo natural de mudança, todos entenderão lendo e estudando os livros Universo em Desencanto, de Cultura Racional.

E essa mudança de fase, sendo a última da vida da matéria, veio trazer benefícios para a humanidade jamais alcançados em fases anteriores.

Mas, como todas as demais fases que tivemos na Terra, a Fase Racional requer conhecimentos e entendimentos especiais para que os procedimentos da humanidade estejam em harmonia com a fase em vigor.

Tudo tem seu tempo de vigorar: seu começo e seu fim.

Se a Fase é Racional, então a literatura deva de ser Racional, que é a literatura que ninguém, nem instituição alguma conheceu anteriormente.

Por quê?

Porque vigorava a fase do pensamento para a civilização dos povos, através de suas literaturas pertinentes: filosóficas, científicas e religiosas.

Mas, sendo a fase agora para a RACIONALIZAÇÃO DOS POVOS, que é todos conhecerem o mundo verdadeiro de sua raça, que é uma só, RACIONAL, e saber como voltar para ele, a humanidade não encontrou mais a solução de seus problemas e de sua vida nas literaturas da fase do pensamento.

E se não encontrou é pelo fato dessas literaturas terem sido feitas apenas com o objetivo de lapidar e civilizar e não de revelar a VERDADE sobre QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS, COMO VIEMOS, PARA ONDE VAMOS e COMO VAMOS.

Tudo tem seu tempo certo. E chegou o tempo de todos passarem a SE CONHECER.

Por isso a fase do pensamento terminou, por ter cumprido sua função de lapidação e civilização dos povos.

Agora, sendo a fase do SE CONHECER, toda a humanidade, todas as instituições, precisam urgentemente se atualizar, não havendo mais sentido em continuar dando primazia a essas literaturas pretéritas.

Por quê?

Porque elas não foram feitas como bússolas para RACIOCINAR e, sim, como instruções para PENSAR E IMAGINAR.

A insistência em colocar as literaturas da fase do pensamento como base na fase Racional, faz com que o vivente incorra no risco de ficar em desarmonia absoluta com a Natureza, perdendo o mérito de ser amparado, protegido e orientado por ELA, e nessa condição, caindo em desequilíbrio total, falência e liquidação moral, física e financeira.

Por quê?

Porque quem manda e determina é a Natureza e não o homem, por ser ELA a mantenedora de tudo e de todos, devendo ser respeitada e obedecida em suas determinações – ELA é a DONA DA CASA, nós, os hóspedes.

E, assim, sendo a Natureza DONA de tudo e de todos, não estamos querendo dizer que as literaturas do pensamento, devam de ser renegadas, não, já que todas as literaturas pertencem à NATUREZA!

Estamos falando sobre dar PRIMAZIA, já que nada termina de vez, tudo é um processo natural, onde o que não mais atende às necessidades da humanidade, vai caindo no obsoletismo paulatinamente, por não conter nada mais em seu bojo que corresponda às exigências da fase em vigor, que atualmente é a Fase Racional, do desenvolvimento do raciocínio.

As literaturas da fase do pensamento foram excelentes para a época, atenderam muito bem aos objetivos daquela fase, mas, não atendem mais aos objetivos de uma fase superior, a fase do RACIOCÍNIO, que entrou na Natureza para colocar fim na inconsciência coletiva, fruto da lapidação do pensamento e da imaginação.

E de RACIOCÍNIO, as literaturas pretéritas nunca souberam nada, porque confundiam pensamento concreto com RACIOCÍNIO, até existindo a matéria de “raciocínio lógico”, presente em concursos públicos, mas que, na verdade, não se trata de “RACIOCÍNIO LÓGICO” e, sim, de “PENSAMENTO CONCRETO LÓGICO”.

O RACIOCÍNIO pertence a outra energia, de uma esfera superior, que as instituições e as comunidades filosóficas, científicas e religiosas jamais conheceram.

E precisam conhecer e se atualizar, para poder continuar seu trabalho junto à humanidade, porém, em sintonia com a nova ENERGIA que está comandando a Natureza: a ENERGIA RACIONAL.

E para que tomem conhecimento dessa ENERGIA TRANSCENDENTAL e se liguem a ELA, é fundamental e indispensável que saibam tudo sobre essa energia nos livros da Cultura dessa ENERGIA: Universo em Desencanto, caso contrário continuarão desatualizados com a Natureza como já se encontram.

As consequências dessa desatualização é o NÃO ENCONTRAR SOLUÇÃO DEFINITIVA para os sérios problemas mundiais, em todas as áreas.

Daí, a revolta do povo contra as instituições, que passam a ficar desacreditadas, fazendo com que não haja harmonia nas famílias (entre pais e filhos), nas escolas (entre educadores e educandos), nas religiões e filosofias (entre mestres e seguidores), e, sintetizando, entre governo e povo.

A insatisfação do povo generaliza-se, porque não encontra o seu equilíbrio em nenhuma instituição, porque todas estão em desarmonia com a Natureza, por não adotarem os procedimentos da Fase Racional, a fase natural em vigor na Natureza, onde se encontra a solução satisfatória de tudo e de todos.

E tudo isso por quê?

Pelo desconhecimento de que a fase do pensamento terminou desde 1935, terminando a validade de todos os seus feitos, estando aí a causa do desequilíbrio moral, físico e financeiro nos quatro cantos do mundo, independente de raça, nível de instrução, profissão, sexo, idade e opção filosófico-científica e religiosa.

E por isso, por a Fase em vigor ser RACIONAL, todos têm que adotar os procedimentos da Fase Racional para poderem se equilibrar, ficando em harmonia com a Natureza, podendo contar com ELA.

Atualização das instituições com a Fase Racional – aí está a solução para todos os sérios problemas da humanidade e para a conquista definitiva da paz universal, com a adoção dos Livros Universo em Desencanto em todos os cantos e recantos, mas, principalmente, nas escolas de todos os níveis, para evitar a falência e liquidação em massa de todas as instituições e, consequentemente, de toda a humanidade.

Racionalização já!

 

Leiam os livros UNIVERSO EM DESENCANTO,

a Verdadeira Origem da Humanidade!

 SITE OFICIAL: http://www.universoemdesencanto.com.br

 

(*)  Texto em Inglês:

https://nalub7.wordpress.com/2016/10/24/bringing-the-institutions-up-to-date-for-the-worlds-peace/

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para ATUALIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES PARA A PAZ DO MUNDO

  1. Pingback: BRINGING THE INSTITUTIONS UP TO DATE FOR THE WORLD´S PEACE | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s