“O LIVRO – DEUS” – SEU SIGNIFICADO RACIONAL – 1ª PARTE

O LIVRO-DEUS.jpg

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FddzZWdGhfT1FMcm42TkNoNFF6WmZoZFItT0g0  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1-1

(*)

(Gilberto Carnasciali, estudante de Cultura Racional, Miguel Pereira – RJ)

 

A palavra “livro” provém do latim “líber”, que se define como uma coleção de folhas de papel reunidas em cadernos por meio de um processo de colagem ou costura.

Desde que Joannes Gutenberg (1398–1468) inventou um processo gráfico de produção de livros em massa do tipo móvel, utilizando tinta à base de óleo, o livro passou a ser o instrumento contendedor primordial do conhecimento humano. Não que isso já não ocorresse anteriormente, porém de forma primitiva e em proporções infinitamente menores, dado os meios inexistentes para implementar a multiplicação de obras cuja maioria permanecia limitada a uma só edição. Foi assim que se perderam coleções inteiras, como o ocorrido no incêndio da biblioteca de Alexandria (cerca 325 AC), no Egito. Lá estava abrigado todo o saber clássico destinado ao Oriente Médio, contido em sua coleção tida como a que “guardava os livros de todos os povos da Terra” – 500 mil rolos de manuscritos.     

Para se ter uma ideia do valor daquele arrojado empreendimento literário, contribuíram para sua composição matemáticos, médicos, historiadores, poetas, geólogos, astrônomos, filólogos e críticos textuais. Dentre suas obras os livros sagrados foram os que obtiveram maior destaque. 

E é dessa forma que o saber humano permanece vivo e disponível a qualquer um; na memória dos livros, guardiões dos fatos e acontecimentos ocorridos ao longo do tempo.

E há quanto tempo perdura esse tempo?

O tempo da idade do Planeta Terra aqui materializado – o segundo mundo oriundo do primeiro e único, o MUNDO RACIONAL – calculado por meio de técnicas avançadas, que permitem determinar fisicamente que sua materialização se deu há cerca de 4,5 bilhões de anos.

Mas, e antes desta materialização, o que existia?

Existia, como existe e existirá, o Mundo Eterno, o MUNDO RACIONAL, com seus  habitantes, seres puros, limpos e perfeitos.

E como tomar conhecimento do que originou nossa transposição do primeiro mundo para este mundo de matéria?

É aí que reside a importância ímpar dessa monumental Obra transcendental, intitulada “Universo em Desencanto” de Cultura Racional.

Foi concedido a Gutenberg o dom de inventor para criar o livro impresso em grande escala. Esse feito serviu para acelerar a aproximação dos povos pela leitura através de livros, que permanecem sendo, desde então, o instrumento principal na divulgação do conhecimento humano, paralelamente a Internet, outro poderoso meio de divulgação nos dias de hoje.

 

(Continua na 2ª parte)

(*)  Texto em Inglês:

https://nalub7.wordpress.com/2017/01/15/the-god-book-its-rational-meaning-part-1/

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para “O LIVRO – DEUS” – SEU SIGNIFICADO RACIONAL – 1ª PARTE

  1. Pingback: THE “GOD-BOOK” – ITS RATIONAL MEANING – PART 1 | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s