MOMENTO RACIONAL 51

momento-racional-51

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdQndGdnZoakoxN3lDTW1IeGhXNjFBTHppT2xN  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1-1

(Compilado da Literatura Racional do Racional Superior)

 (*)

SERES PUROS NÃO TÊM SENTIMENTOS

 

Porque não há palavras que possam agradecer e atingir os puros, limpos e perfeitos de um Mundo Superior a esse.

Onde há pureza, não há sentimentos de agradecimentos.

Porque o puro é puro, limpo e perfeito.

Agradecimentos e sentimentos pertencem ao mundo de impurezas, pertencem ao mundo das imperfeições, da degeneração, deformação, poluição e enfraquecimento.

Onde existe imperfeição é que existem os sentimentos e agradecimentos.

Mas onde há pureza não há defeitos.

E onde não há defeitos, não há sentimentos, porque o puro é puro, e o que é puro não existem imperfeições.

Agora, onde não existem purezas, é que existem imperfeições e onde há imperfeições, há o sentimento.

Porque o imperfeito é dotado de sentimento, por ser imperfeito.

Então, o imperfeito sente tudo, por ser imperfeito; se fosse puro nada sentia.

Se fosse puro não tinha sentimento, por ser puro.

Para ver que a pureza é completamente diferente da imperfeição, da degeneração, deformação, poluição e do enfraquecimento.

A pureza é sólida por estar no seu lugar certo de ser.

Agora, o imperfeito é que mantém o estado de sentimento feito pela imperfeição.

E por serem imperfeitos é que são sofredores e mortais, com essa vida passageira e provisória, devido ao estado de imperfeição.

E de forma que o MUNDO RACIONAL é o mundo dos puros, limpos e perfeitos, com seu progresso de pureza.

E o mundo dos imperfeitos é o progresso de impurezas.

 

 

 

 

 

(*)  Texto em Inglês:

https://nalub7.wordpress.com/2017/03/05/rational-moment-51/

 

 

 

 

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para MOMENTO RACIONAL 51

  1. Pingback: RATIONAL MOMENT 51 | RACIOCINAR SEMPRE! Pensar nunca.

  2. Irmão Racional disse:

    Quando nós passamos ao estado interno promovido pela IMUNIZAÇÃO RACIONAL, o olhar que dirigimos ao mundo que nos cerca, se transforma.

    Aos poucos, em doses homeopáticas, sem abalo, sem choques e sem ir contra nada e contra ninguém, percebemos que o outro, ou o próximo também é signatário da grande benção de trazer em si, ancorada na Glândula Pineal, a Glândula do Raciocínio, um Habitante do MUNDO RACIONAL.

    Percebemos que, na verdade, vivemos no Paraíso e que para torná-lo uma experiência usual, precisamos compartilhar essa vivência interna com todos que nos cercam.

    A necessidade de estabelecê-la como um parâmetro ético, de comportamento consensual, impõe-se de forma natural, pois a IMUNIZAÇÃO RACIONAL aponta de modo inequívoco em direção à prática de ” não fazer aos outros aquilo que não gostariam que fizessem a nós”: instala-se um bem querer espontâneo, onde o limite está diretamente relacionado a nossa capacidade de amar.

    E, assim, de pouco em pouco, vamos caminhando ascencionalmente no caminho do “fazer o bem sem olhar a quem”, de uma maneira resoluta, espontânea e natural.

    Ou seja, desenvolvendo o Raciocínio, por intermédio do Conhecimento de Cultura Racional, a partir da leitura e do estudo dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO, pensamento e imaginação são tomados pela ENERGIA RACIONAL e assumimos, de forma muito natural, uma ética de comportamento que segue uma linha sempre crescente de Concórdia e União, cujo limite, só se satisfaz quando atinge o plano do Universal.

    O Universal adquire o caráter de propriedade usual, ou comum.

    O pensamento e a imaginação, antes focados na urgência de uma realização pessoal, imediata e egóica (na realidade que chega aos nossos sentidos), se diluem na realidade de que nossa felicidade pessoal só será plena e se satisfará na medida em que ela for Universal, ou seja, desfrutada por toda a Humanidade, ainda que não tenhamos o alcance de interagir socialmente com indivíduos localizados no outro extremo do planeta.

    Isso significa, em outras palavras, que o sentir muda, porque o olhar muda: a direção interna muda, porque passamos a ser regidos pelo Raciocícnio e vamos nos desligando e desapegando das tábuas de valores produzidos pelo pensamento e imaginação que regiam a Humanidade até 1935 (data do início do Terceiro Milênio, da entrada da Fase Racional).

    Assumimos, naturalmente, um outro “modo de fazer”, agora pautados pela ética Racional: raciocinando, o sentir segue outra orientação, o sentimento alcança a medida transbordante do “é dando que se recebe” e desconfigura-se do “só dar, se for para receber algo em troca”.

    O sentimento não mais se vincula à imperfeição, das energias degeneradas e deformadas, que regem o pensamento e a imaginação, a energia elétrica e a energia magnética.

    O sentimento se vincula ao Raciocínio, que está vinculado, por sua vez, ao MUNDO RACIONAL e elevando-se a essa condição, realizamos, naturalmente, o estado do “Um por todos e Todos por Um”.

    E quem é esse Um? Esse Um é o MUNDO RACIONAL.

    O sentimento se torna, num crescendo de realizações e possibilidades, puro, e por isso, reconfigurando-se no “amar ao próximo com a si mesmo”.

    Olhamos para trás, depois de atingirmos esse estado de pureza e, então percebemos que o que ficou para trás tinha princípio, meio e fim.

    Atingir esse estado de pureza é possível, para isso compreendendo o que está escrito nas páginas brilhantes dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO.

    Curtido por 1 pessoa

  3. GILBERTO disse:

    É verdade, Irmão Racional. Ninguém precisou ter coragem para descer até aqui na matéria. Coragem é coisa animalesca. No estado puro de pureza não cabem sentimentos, porque nesse estado de elevação a regência é Racional e, portanto, a palavra sentimento poderia, condescendentemente, ser traduzida por Energia Racional. A tradução que mais se aproxima do “sentimento Racional” é o amor, o degrau inicial a ser galgado pelo estudante em busca do estado de pureza e perfeição. Mas como você tão bem define ele tem princípio e tem fim, portanto, o que vale o amor? Nada, A menos que seja um degrau para o crescimento com a meta de atingir o que todos os leitores aplicados desejam; o retorno para o Mundo de Deus, o MUNDO RACIONAL.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s