APOCALÍPTICOS E INTEGRADOS RUMO À APOTEOSE RACIONAL, AO AUGE DA FASE DA RACIONALIZAÇÃO DOS POVOS! – PARTE 1

19%20paineis%20de%20cultura%20racional

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdT1ZVcS03bTBpdkU  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1 (1)

(Irmão Racional, estudante de Cultura Racional, Brasília, DF)

 (*)

Muito se tem falado, em decorrência da violência sempre crescente, na proximidade de atingirmos um ponto caótico de conflito social em que  guerras intercontinentais dizimariam grande parte da humanidade. Quando não cataclismos provocando hecatombes, ou então doenças se derramando como epidemias universais.

Temos recebido vários alertas, pela enxurrada de acontecimentos que vêm se sucedendo atualmente, alertas esses há muito presentes no Conhecimento de Cultura Racional contido nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO, desde 1935.

Quando entramos na Fase Racional, em 1935, a fase do Terceiro Milênio, a Humanidade não percebeu a mudança de fase, quando a Energia Racional passou a comandar a Natureza, antes dirigida pela energia elétrica e magnética da fase anterior a 1935, a fase do Segundo Milênio.

A Humanidade não percebeu a mudança de fase, não por incapacidade, mas por não SE CONHECER e cultivar valores éticos correspondentes ao pensamento e à imaginação: ciência, filosofia, religião e arte, produzidas dentro dos padrões da Fase do Segundo Milênio, regido pela energia do pensamento, a energia elétrica; produção que continuou acontecendo devido à Humanidade não ter conhecimento da mudança de fase, da fase do Segundo Milênio para a fase do Terceiro Milênio.

Até o Segundo Milênio, ou seja, até 1935 tudo o que o ser humano produziu se deu sob orientação da energia do pensamento, a energia elétrica e também da imaginação, a energia magnética, ambas energias mantenedoras do ciclo do nascer, crescer, reflorescer, fenecer e morrer, num genuíno curto-circuito, em que tudo que tem início tem fim.

A Humanidade, até então, entendia a vida como sendo um ciclo interminável que tinha início no nascimento e findava-se na morte, onde o sofrimento se repetia constantemente nesse percurso, sendo peça comum na trajetória humana, independente da classe social. Era costume ouvir-se a afirmação: “A vida é essa mesma.” O ser humano não se conhecia, não sabia QUEM ERA, DE ONDE VEIO E PARA ONDE VAI.

Porque terminou a fase do pensamento e não passaram para a Fase Racional, estão sem fase, nem por conta da fase do pensamento que terminou, nem por conta da Fase Racional, não estão por conta de fase nenhuma, estão na fase dos “sem fase”, a fase do “salve-se quem puder e se puder”: a Era do Fogo que se seguiu ao ano de 1935, quando terminou a fase do pensamento e entrou a Fase Racional, a Fase do Terceiro Milênio.

Como explica o trecho extraído do Livro 13 da OBRA dos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO (páginas 162 a 165), a seguir:

“Por estarem na categoria de animal é que não tinham os recursos verdadeiros da sua origem, da origem de Racional, para saberem o porquê assim são, para saberem o que foram, para saberem o porquê deixaram de ser o que foram para serem o que são, para saberem o que eram e porque deixaram de ser o que eram para serem como são. Nunca tiveram o verdadeiro Conhecimento Racional, e por isso, viviam nessa categoria de animal. Se o nada, tudo fosse, como julgavam e pensavam, não se extinguia. Como o nada não é o que julgavam ser, é que o nada acaba em nada.

A vida do nada ser é a vida da matéria, sendo por isso a matéria, um reinado do mal e por ser o reinado do mal, todos vivem mal, porque todos são sofredores. Todos acabam mal, devorados pelas doenças, devorados pelos desastres, devorados por uma infinidade de trágicos acontecimentos. Então, a matéria é um verdadeiro reinado do mal. Todos pensam em bem, mas vivendo mal. Por isso são sofredores. Todos desejam o bem, todos só visam o bem de si mesmos, dos seus e do seu próximo, mas, sempre sofrendo, porque todos são sofredores. A vida é de lutas e sacrifícios, e onde estão as lutas estão os sofrimentos, onde estão os sacrifícios estão os sofrimentos. A matéria é o reinado do mal, na matéria reina o mal e não o bem, e por isso, todos tentam se livrar do mal, mas, por estarem vivendo no reinado do mal, sempre daqui ou dali, vítimas do mal, por a matéria ser o reinado do mal.

Hoje, todos conhecendo e sabendo o porquê dessa constituição de matéria. Sabendo que os causadores de estarem assim dessa forma, são os seus próprios habitantes.

Hoje, todos cientes de que estão sofrendo as consequências do livre-arbítrio, que estão sofrendo as consequências da livre e espontânea vontade.

Hoje, cientes de que foram os primitivos arquitetos desse inferno em que vivem, e por isso, aí expostos a todo o sofrimento, a todas as consequências trágicas, de chegarem a esse ponto crítico de “salve-se quem puder”. “Salve-se quem puder” por não terem com quem contar, como nunca tiveram, nem onde se agarrar. Se tivessem com quem contar, não estariam passando por essa fase de “salve-se quem puder”.

Agora, hoje, têm com quem contar; com os Habitantes do seu verdadeiro Mundo de Origem, com os Habitantes do MUNDO RACIONAL, os Racionais puros, limpos, e perfeitos. Hoje, têm com quem contar e onde se agarrar, porque receberão todas as orientações precisas para o seu equilíbrio Racional. Mas, como estavam vivendo não tinham com quem contar, e estavam aí todos chegando num ponto tal de “salve-se quem puder”. Todos sem garantia, por não terem com quem contar e onde se agarrar, e por isso, todos sofrendo, todos penando e tudo de mal a pior. Todos de mal a pior porque nunca tiveram com quem contar e onde se agarrar. Se tivessem não sofriam, se tivessem não eram vítimas de injustiças, monstruosidades e desastres, enfim, de tudo quanto é de ruim.

 Vejam o mundo, o reinado do mal, como sempre foi calamitoso, de calamidades e mais calamidades! Calamidades da própria natureza que são muitas a enumerar. Aludes, terremotos, enfim, catástrofes da própria natureza que ceifam milhares de vidas, que são ceifadas por não terem com quem contar, por não terem com quem se agarrar. Aí estão essas injustiças, essas calamidades, essas monstruosidades, produzidas pela própria natureza.

E assim, vejam a que ponto chegaram de “salve-se quem puder”. “Salve-se quem puder”, por não terem onde se agarrar, por não terem com quem contar, e por isso, a matéria é o reinado do mal. Os aludes, os terremotos, os tufões, os furacões, as enchentes, as epidemias, as doenças, as catástrofes proporcionadas pela própria natureza, os raios, as faíscas, enfim, uma infinidade de maus-tratos naturais, da própria natureza. As hecatombes, as monstruosidades da própria natureza que ceifam milhares de vidas. Por quê? Por não terem com quem contar, por não terem onde se agarrar. Calor de matar, frio de matar, enchentes de matar. E por que isto tudo? Por não terem com quem contar, por não terem onde se agarrar.

A vida da matéria sempre foi tida como o reinado do mal, e por isso, está aí o “salve-se quem puder”, e se puder! Os desastres, as guerras, as injustiças, por não terem com quem contar, por não terem onde se agarrar.

Agora têm. Está aí em suas mãos o verdadeiro conhecimento do seu verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL. Agora, têm com quem contar e onde se agarrar: com os Habitantes do seu verdadeiro Mundo de origem, o MUNDO RACIONAL, o mundo verdadeiro do animal Racional, ou do Aparelho Racional.

Criaram uma porção de bálsamos, uma porção de anestesias filosóficas e científicas, e nunca resolveram nada de bom para ninguém. Todos com a pança cheia de histórias, com a pança cheia de histórias, com a pança cheia de conversas fiadas, que nunca evitaram os males de ninguém, e por isso, o sofrimento sempre se multiplicou, sempre se multiplicando. Muitos, obsedados, fanatizados, embriagados e sugestionados, por contos e histórias, se iludindo, se embrutecendo, pensando e julgando estarem certos, por estarem embriagados, e o sofrimento provando ao contrário, a nulidade de tudo. As multiplicações do sofrimento provando a nulidade de toda essa caduquice.

Hoje, está aí em suas mãos o certo dos certos, a Estrada Racional, do MUNDO RACIONAL, do mundo verdadeiro do Aparelho Racional. Hoje, todos têm com quem contar e onde se agarrar, e antes, não tinham. Agarrar-se com quem? Contar com quem? Com ninguém! E por isso, o sofrimento sempre foi o maior brilhante da vida de todos, e a terra sempre foi considerada como rainha do mal, como reinado do mal.

Hoje, todos vibrando Racionalmente, por conhecerem o seu verdadeiro Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL, o mundo verdadeiro da origem do Aparelho Racional. Hoje, todos vibrando de alegria, de contentamento e satisfação, por saberem o porquê dessa situação calamitosa da vida da matéria, e porque se encontrava tudo sem solução.

Hoje, a satisfação de todos é delirante, por encontrarem a solução dessa vida da matéria e a solução definida da sua verdadeira situação.

Hoje, todos de volta para o seu verdadeiro Mundo de Origem.”

 

(Continua na Parte 2)  

 

(*)  Texto em Inglês:

https://nalub7.wordpress.com/2017/04/19/a-warning-from-the-rational-world-apocaliptics-and-integrated-heading-for-the-rational-apotheosis-the-pinacle-of-humanitys-rationalization-part-1/

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para APOCALÍPTICOS E INTEGRADOS RUMO À APOTEOSE RACIONAL, AO AUGE DA FASE DA RACIONALIZAÇÃO DOS POVOS! – PARTE 1

  1. Pingback: A WARNING FROM THE RATIONAL WORLD: APOCALIPTICS AND INTEGRATED HEADING FOR THE RATIONAL APOTHEOSIS, THE PINACLE OF HUMANITY’S RATIONALIZATION! – PART 1 | RACIOCINAR SEMPRE! Pensar nunca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s