GRANDES PREJUÍZOS DA HUMANIDADE PELA FALTA DE DESENVOLVIMENTO RACIONAL

GRANDES PREJUÍZOS DA HUMANIDADE PELA FALTA DE DESENVOLVIMENTO RACIONAL.jpg

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdZXlTOUZEMHpMdWc

download1 (1)

 

A humanidade nunca conheceu o seu verdadeiro SER.

A parte da matéria bruta, que vemos e conhecemos, é o efeito da parte fluídica, da parte invisível. E é essa parte fluídica que temos que conhecer e desenvolver racionalmente, para nossa ascensão à fase Cosmológica Superior que está em vigor desde 1935, a Fase do Terceiro Milênio.

Cada parte do nosso corpo material bruto, tem seu correspondente na parte fluídica. Quem desconhece isso, tem grande dificuldade de se dominar e de colocar fim em sua parte negativa.

Esta é uma das causas do desequilíbrio da humanidade, que fica, pelo desconhecimento de sua verdadeira vida, ao sabor de todas as correntes negativas. É preciso que o vivente domine e assuma sua parte fluídica racionalmente. E cada qual deva de cuidar da sua.

Nunca existiu anteriormente um conhecimento superior que nos desse provas e comprovações dessa realidade COMPLETA, definida desde a verdadeira origem da humanidade.

Dizemos isso porque agora já contamos na Terra, em consequência de uma mudança de fase na Natureza, com o Conhecimento Superior Transcendental que nos coloca, desde que queiramos, a par dessa realidade, a qual atualmente é imprescindível para conseguirmos sobreviver daqui pra frente.

Por quê?

Porque a Natureza mudou de fase e precisamos, por questões vitais, acompanha-la nessa mudança.

O Conhecimento Superior ao qual nos referimos se encontra na Cultura Natural da Natureza, a Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto, a cultura do Terceiro Milênio.

Aí é que encontramos explicada como funciona na matéria grossa as cobranças do viver desequilibrado do ser humano ao longo dos milhões de milênios. Desequilibrado, significando, à margem das leis naturais universais.

E que essas cobranças funcionam para que, a exemplo do “sistema de “partidas dobradas”, existente na contabilidade, a cada débito corresponda um crédito.

Errou, passou a dever à Natureza, e a Natureza fica credora para poder cobrar a quem errou.

Esse sistema, intuído pelas leis naturais universais, tem como objetivo maior, fazer com que a humanidade alcance seu “break even point” moral, onde débito e crédito assumem os mesmos valores, tendo o vivente quitado tudo com a Natureza e, a partir daí, se harmonizando com ELA e sendo protegido, orientado, amparado e guardado por ELA.

É quando o vivente passa a se comportar conforme a Natureza determina, e não como ele quer.

Aí, essa harmonia se torna realidade entre o ser humano e a Natureza, por ambos ficarem sob o mesmo denominador moral, não havendo mais necessidade das cobranças da Natureza, devido ao equilíbrio moral perfeito que a humanidade alcança. Tudo e todos se acalmam: a humanidade e toda a Natureza. Essa primazia só é alcançada pelo ser humano através do desenvolvimento do raciocínio.

E, assim, todas essas diferenças existentes, que jogam uns contra os outros, causando prejuízos de toda sorte à humanidade, são decorrentes das degenerações, deformações e poluições provocadas pelos seres humanos no seu antes de ser original, por termos saído do Universo perfeito em que vivíamos e ao qual pertencemos, infringindo leis naturais universais, para dar causa a este segundo Universo em que ora habitamos, onde o sofrimento reina dia e noite e noite e dia, exatamente em decorrência dessa saída do nosso verdadeiro estado natural de ser.

É saudável e altamente gratificante tomar conhecimento de tudo isso, já que a essa altura do grande desenvolvimento do pensamento científico e filosófico que alcançamos, não há mais quem ignore que não há efeito sem causa. Conheceu a causa, cessam-se os efeitos.

Na Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto, encontramos, em minúcias, as provas e as comprovações do que aqui estamos informando.

Vale a pena conhecer esses Livros, pois, o conhecimento que eles nos dão da VERDADE DAS VERDADES sobre a Natureza, é que irá nos desligar das funções pensamento e imaginação, que são funções voltadas para o ser material bruto, sendo funções em extinção no Terceiro Milênio, causando todo este transtorno que vai pelo mundo afora.

E, nesse processo, muito natural, de desligamento do “pensamento e da imaginação”, através da leitura dos Livros, é que começamos a vislumbrar e entender o que é a função raciocínio, que passa a nos nortear no Terceiro Milênio, para alcançarmos o equilíbrio de UM por todos e todos por UM, culminando na paz, no amor, na fraternidade e na concórdia universal, onde todos concordarão com todos.

Será o fim de todos os prejuízos da humanidade, causados pela falta de seu desenvolvimento RACIONAL.

Uma SAUDAÇÃO RACIONAL a todos! Alcançaremos todos saúde e paz, pelo desenvolvimento do raciocínio.

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s