OS ALTOS E BAIXOS DA VIDA

os altos e baixos da vida

https://drive.google.com/open?id=1W1TRpsnMqgD7ZkyxWU4bDKJWg3oyv1aV

(Clique no link para ouvir o áudio)

download1

A vida da matéria é como uma ilusória roda gigante, onde ora se está no alto e ora se está no baixo, com o agravante de nunca sair do lugar, nesse martelar de altos e baixos, que nunca nos respondeu quem somos, de onde viemos e para onde vamos.

De que vale o viver sem o verdadeiro saber? Não vale nada!

E, assim, distraída nesse sobe e desce, a humanidade não percebe que em nada evoluiu como um ser universal, por desconhecer as respostas mais simples para perguntas que há milênios gritam dentro do íntimo de todos os povos, exigindo  uma explicação de causa e efeito da existência de tudo e de todos.

E a falta dessas respostas levou a humanidade ao sofrimento e consequente amadurecimento, não acreditando em mais nada e em mais ninguém. Daí, a queda da tábua de valores, falindo tudo o que se construiu através do pensamento e da imaginação.

Veio, então, o desrespeito e a destruição.

E ao destruir o que se construiu, a humanidade revoltada pela falta de respostas com base e com lógica sobre a existência, entrou em autodestruição, servindo de joguete de forças invisíveis para criar tudo de ruim que pudesse acelerar esse progresso de destruição.

A humanidade cansou dos “sobes e desces”, dos “altos e baixos” sem fim.

Quando há explicação lógica de causa e efeito de algo que é misterioso, enigmático e fenomenal, respondendo às necessidades humanas de entendimento cristalino, cessa-se o efeito daquilo e vem a satisfação geral pela solução.

A vida de matéria é a vida animal, animada pelo mal, pela inconsciência, como cobrança de um grande crime que cometemos, por livre arbítrio, no mundo de onde viemos.

Crime esse que as instituições na Terra denominaram “pecado original”, que é o mesmo que infração original.

Hoje podemos divulgar esse esclarecimento, por ele ter chegado à Terra em 1935, quando se iniciou a feitura do Livro ditado do Mundo Superior de onde somos, pelo extraterreno, Entidade Suprema daquele Mundo, o MUNDO RACIONAL.

O MUNDO RACIONAL, que é o mundo de onde viemos, de equilíbrio absoluto, razão da vida lá ser eterna, por a ENERGIA ser uma só, RACIONAL, não existindo a dualidade.

Somos, e só agora passamos a saber, Habitantes desse Mundo Superior, onde vivíamos como Racionais puros, limpos e perfeitos, com corpos de massa cósmica, como verdadeiros deuses, criados pelo Supremo do MUNDO RACIONAL, o RACIONAL SUPERIOR.

Uma desobediência ao RACIONAL SUPERIOR, feita pelo uso da nossa vontade, fez com que nós mesmos nos desligássemos da pureza, limpeza e perfeição.

E o nosso próprio poder, nosso próprio ser, um verdadeiro tribunal individual, buscou, de conformidade com as leis naturais universais daquele Mundo Superior, uma fórmula de cobrança do crime cometido, com a criação, por nós mesmos de um segundo mundo, inverso ao MUNDO SUPERIOR, um mundo de dualidade, de infelicidade, inconsciência e morte.

E aqui estamos nesta Grande Penitenciária, causada por nós mesmos, que é este mundo de matéria, visível e invisível, para pagar o mal que fizemos a nós mesmos ao desobedecermos ao nosso PAI CRIADOR, o RACIONAL SUPERIOR.

Os invisíveis, com a missão de lapidar os visíveis. E nesse lapidar dos visíveis, os invisíveis também se lapidam. E o processo de lapidação é feito através dessa dualidade elétrica e magnética, pensamento e imaginação, que antes de assim serem eram uma só energia, ENERGIA RACIONAL, de uma parte do MUNDO RACIONAL que estava em formação, onde não se poderia adentrar para progredir.

As energias elétrica e magnética é que promovem os altos e baixos, sendo a magnética a parte negativa, e a elétrica a parte do bem aparente.

Essa desregulagem provocada pelas influências elétricas e magnéticas é que causam o desequilíbrio dos seres visíveis e invisíveis e o consequente sofrimento, que sempre existiu e nem deixará de existir, enquanto a dívida da humanidade não for quitada, dívida impagável, por ter sido um desrespeito ao nosso CRIADOR, mas, resgatável, graças à BONDADE SUPREMA DELE, dependendo da vontade de cada infrator em se redimir.

A humanidade veio caminhando na ilusão de que encontraria o bem dentro da dualidade, sendo que a dualidade é a grande ferramenta de cobrança do chamado “pecado original”, que somente será resgatado quando a humanidade decidir voltar para o Mundo Superior de onde saiu, o MUNDO RACIONAL, apesar de ser uma dívida impagável, mas, o reconhecimento do erro, faz a quitação.

E como se dá esse reconhecimento, tirando a pessoa, em vida, dessa loucura dos altos e baixos da vida, marcando passo na matéria, onde uma hora está por cima e outra hora está por baixo e, assim, sucessivamente sem fim? Como se dá esse reconhecimento do erro?

Tomando conhecimento de toda essa odisseia de saída do MUNDO RACIONAL até aos dias de hoje, para entender e compreender que somos uns condenados, obrigados a pensar e imaginar até que optemos pelo desenvolvimento do raciocínio, nossa parte Racional, que restou do nosso corpo original, e que se encontra dentro de nossas cabeças, na glândula pineal, representando o MUNDO RACIONAL.

A leitura do Livro da ENERGIA RACIONAL, do RACIONAL SUPERIOR, “Universo em Desencanto”, desenvolve o nosso raciocínio, nossa parte RACIONAL, que representa o MUNDO RACIONAL, fazendo nosso retorno ao MUNDO RACIONAL, que se encontra em nós mesmos materializado em forma de máquina do raciocínio, na glândula pineal.

E esse é o caminho do perdão do nosso crime hediondo, que é o reconhecimento de que nunca deveríamos ter adentrado na parte do MUNDO RACIONAL em formação.

E aí está o SE CONHECER, que é a nossa ligação, em vida, ao nosso Verdadeiro SER NATURAL, que é um Habitante do MUNDO RACIONAL, que está materializado em forma de máquina do raciocínio no centro de nossas cabeças, na glândula pineal, representando o MUNDO RACIONAL.

Nesse SE CONHECER está o nosso fim carcerário nesta Grande Penitenciária que é a vida eletromagnética dos altos e baixos, do desequilíbrio constante, onde a dualidade impera entre o bem aparente e o mal, como pena capital de cobrança do nosso crime original.

A fase Racional do Terceiro Milênio significa essa grande oportunidade dada pelo RACIONAL SUPERIOR, nosso Verdadeiro CRIADOR, para quem quiser se ligar à ENERGIA RACIONAL do Livro Universo em Desencanto, para desenvolver o seu raciocínio e deixar de ser pensador, sofredor e mortal.

Então, o equilíbrio de todos está no MUNDO RACIONAL, dentro da cabeça de cada qual.

Portanto, a LUZ VERDADEIRA do animal Racional é a Luz do Mundo de sua Origem, a LUZ RACIONAL, do MUNDO RACIONAL, e que chegou à Terra desde 1935.

Ligue-se a ELA, saia dos altos e baixos, e seja feliz!

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para OS ALTOS E BAIXOS DA VIDA

  1. Rosângela Leite disse:

    Salve ! Só vence os obstáculos da vida na Imunização Racional , por a base e a lógica da vida ser Racional .

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mary Sana disse:

    A roda gigante da vida chegou ao fim.
    Finalmente a humanidade tem ao seu dispor, a ENCICLOPÉDICA OBRA TRANSCENDENTAL, redigida na simplicidade que favorece o entendimento de todos.
    A cultura artificial cumpriu a sua função de complicar através de jogos de palavras que faziam girar as cabeças e a CULTURA VERDADEIRA RACIONAL descomplica clareando as mentes, com o poder incomensurável da Energia Racional, a Energia mais poderosa do mundo.
    Que momento apoteótico vivenciarão todos que responsável e ininterruptamente se dedicarem ao estudo dos Livros ‘Universo em Desencanto” de Cultura Racional, para o pronto desenvolvimento do raciocínio, O MAIOR PODER UNIVERSAL!
    Assim terão fim os altos e baixos da vida, pelo EQUILÍBRIO que todos os dedicados estudiosos da CULTURA DO RACIOCÍNIO, adquirem.

    Curtir

  3. nalub7 disse:

    Mary, inquestionável: “A cultura artificial cumpriu a sua função de complicar através de jogos de palavras que faziam girar as cabeças e a CULTURA VERDADEIRA RACIONAL descomplica clareando as mentes, com o poder incomensurável da Energia Racional, a Energia mais poderosa do mundo.”
    E por quê as cabeças giram, tal qual uma roda gigante na cultura artificial? Por ser a cultura artificial uma cultura de mentiras, que usa de sofismas, fazendo crer que a mentira é verdade. E aí, quando a pessoa se convence de algo dessa cultura artificial, como verdade, sentindo-se no ápice, aquela verdade mostra, no tempo certo o seu reverso, que faz a queda do vivente.Assim a vida da matéria: cai e levanta, cai e levanta, cai e levanta!
    E nessa roda viva, que é verdadeiramente a roda da morte, o pensamento e a imaginação são os grandes vilões, tendo sido protagonistas no Segundo Milênio, que foi a fase de grande lapidação para preparação para o milênio que iria chegar.
    Mas, graças à Divina Providência Verdadeira, entrou a fase do raciocínio em 1935, e o Terceiro Milênio chegou, colocando fim nestes altos e baixos, retirando todos que quiserem dessa roda gigantesca de sofrimentos e dores, pela leitura de “Universo em Desencanto”, o portal transcendental que nos desencanta da matéria, ao nos dar a LUZ ETERNA, RACIONAL, que nos faz enxergar a grandiosidade do MUNDO SUPERIOR de onde viemos, que é o MUNDO RACIONAL, através de nossa ligação à ENERGIA RACIONAL, a Energia em vigor na Natureza neste Terceiro Milênio, a Energia onde a dualidade não existe e, por isso, não tem dois lados, não tem duas ou mais verdades, não tem “cai e levanta” porque é uma só, é RACIONAL, porque é da ORIGEM VERDADEIRA que é uma só, porque DEUS é um só, não tem altos e baixos, é um mesmo plano para todos, de pureza, limpeza e perfeição, enfim, a felicidade para a qual estamos retornado, através do desenvolvimento do raciocínio.
    Gratidão, Mary! Louvemos a Fase Racional na Terra!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s