O DOM DIVINO RACIONAL – 2ª PARTE


SCRAP14


https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdWDJ6d3B5NFVyOTQ  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1

(Valdir Santos Alexandrino, estudante de Cultura Racional, Viçosa – MG)

 

Mas acontece que se alguém pensa e não sabe por que é um Ser pensante, esse alguém não se conhece. Se esse alguém não se conhece, existe e não sabe porque existe.

Que é como diziam outros:

“Sei que existo, mas não sei o porquê que existo.”

Daí então, não sabendo por que existe, não tem como provar com base e com lógica, a sua própria existência; portanto, Racionalmente não existe.

Afirmavam outros tantos:

“Sou quem não sei quem sou.” 

Desse ponto de vista, estavam certos na sua avaliação do que valem, ao
dizerem:

“Se valemos quanto sabemos e não sabemos nada do principal, que é saber qual que é a verdadeira origem disso que somos; então, nada sabemos. E se nada sabemos de real, nada somos.”

Sabiam que eram dessa classe de animais Racionais. Mas, não sabiam o porquê nesta classe todos estavam e nela ainda estão como remanescentes.

Então, todos aqui estavam transitando vagamente, como uma espécie de um “quê sem porquê”. E sob tais condições, mesmo já tendo terminado a Fase de animal Racional da natureza humana, pelo fato de estarem vivendo artificialmente, não sentiram essa fundamental mudança de fase natural da Natureza. Então, era preciso que nos avisasse alguém de fora daqui, já que aqui neste Mundo, ninguém pode senti-la.

Falavam em Racional, como coisa que Racional fosse brincadeira de animal. Desconhecidos do seu verdadeiro Ser, não atinavam para esta palavra-chave universal: “Racional”.

Ah, se já tivéssemos, há muito, entendido e compreendido que Racional é a razão da vida, é a razão do mundo, é a razão de tudo que existe neste Mundo!

Essa realidade justa e positiva, por desconhecê-la, então, nunca ninguém soube dizer; porque, nunca receberam esses esclarecimentos a partir do conceito Racional, que é o conceito dos conceitos, por se tratar do verdadeiro referencial, insofismável, da verdadeira nomenclatura da origem básica do mundo e sua criação.

Então, era um tal de ser, sem o sentido de ser e sem o real sentido do Ser. Era o mesmo que não ser.

 

(Continua na 3ª parte)

 
 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s