VOCÊ TEM MEDO DA MORTE?

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdUHM3VXdwaXIzc3M  (Clique no link para ouvir o áudio)

download1

(Porfírio Jesus das Neves – Programa de rádio A VOZ RACIONAL)

Este é um ótimo tema para se propagar o conhecimento da Cultura Racional.
Você tem medo da morte?
Há tempos atrás a maioria, senão a totalidade das pessoas respondia que sim. Na verdade só de ouvir a pergunta já se pelavam de medo.
Se você está querendo desligar o rádio com medo do que aqui será falado, não precisa. Só falaremos de coisas muito boas e muito significativas. Eu diria até, com muita energia positiva.

Afinal se não fosse a morte, apesar de ninguém a desejar para si e para seus entes queridos, se não fosse a morte, ficaríamos por aí vivendo piores do que zumbis, caindo aos pedaços, sem ter um “merecido descanso eterno”. Por isso é que havia um argumento muito convincente sobre a morte na fase do pensamento, ou fase do atraso: descanso eterno. Quem morria ia para o descanso eterno junto ao Criador. Que belo consolo. Mas ninguém explicava porque continuava nascendo gente neste mundo. Se todos iam para junto do “criador”, então por que continuava nascendo gente neste mundo? Se nada se perde, nada se cria tudo se transforma, tinha que parar de nascer neste mundo caso estivessem voltando para o “Criador”.
Na verdade, o descanso eterno era uma suposição que servia para consolar os que ficavam. Mas, apesar dessa oportunidade oferecida a todos para ficar junto de Deus, ninguém queria morrer. Todos tinham medo da morte, como quem diz: Deus pode esperar!

A verdade é que não existe morte! Isso mesmo, não existe morte para quem se conhece. E quem é que se conhece?
Todo aquele que já dividiu as duas vidas em seu devido canto, no Universo em Desencanto. Mas, vamos deixar esta explicação para o encerramento do nosso assunto.
Primeiro, vamos rezar!
Vocês gostam de rezar? Eu tenho certeza que muitos ainda gostam da reza. E o Racional Superior, no livro Universo em Desencanto, nos presenteou com esta linda e esclarecedora mensagem sobre a reza, a Reza da Morte:

(*R-2 p-21) “Abre esta porta!
Quer dizer: este livro, que estás abrindo a porta do teu Mundo de Origem, o Mundo Racional, para onde todos têm de voltar porque não somos daqui. Se daqui fôssemos, seríamos eternos, por daqui não sermos é que morremos. Então, abre este livro, para saberes como podes voltar ao teu verdadeiro mundo que é o Mundo Racional.
Esta é a chave da porta do livro da volta para o teu mundo de origem. Esta é a Porta do Mundo Racional e a chave a ti entregue para abrir e entrar por ela a dentro para chegar ao teu verdadeiro mundo, o Mundo Racional.
O Mundo dos Puros, Limpos e Perfeitos, e não essa degeneração de podridão Racional, porque tudo que se degenera é podre e por ser podre é mau e, por ser mau, por si mesmo se destrói.
Então estamos vivendo em um mundo que não é nosso, destruindo a nós mesmos. Somos uns seres que vivemos para nos destruir e por isso o sofrimento nos acompanha noite e dia.
Que nesta vida de turbilhões de males não há quem não sofra, por muito bem que esteja.
Então, abre esta porta já!
Sem perda de tempo, para saíres deste tufão de angústias que é o mundo em que vives. E assim toda a humanidade vive angustiada e, por isso, preocupada com tudo e com a vida, vivendo com medo de tudo, com medo de morrer, porque ninguém quer morrer e de repente perde o que não queria – a vida.
Fogem da morte e não adianta fugir. Por isso se tratam, tomam remédios. Fogem dos perigos, vivem com cautela, procurando se livrar de tudo, mas não se livram da morte.
Ela é traiçoeira e, de um momento para outro, é surpreendido por ela. (…) Está aí, a bela vida, em que os iludidos vivem à procura do que não existe: a felicidade.
Aonde existe sofrimento e morte não existe felicidade! Mas, inventaram esta tal palavra: a felicidade, para engambelar os iludidos com a vida. Isto seria bom, se a vida não fosse de mortais e sofredores.
E ninguém se conforma com o sofrimento nem com a morte.
Então, trata de abrir esta porta para que saias desta falsa vida para sempre. Que quem conhece esta vida vive porque tem que viver, mas não que preze a vida, pois a vida não preza ninguém.
Se a vida prezasse alguém, ninguém morria.
A vida é falsa, fingida e traiçoeira, e por isso se acaba de um momento para outro.
Acabou-se o tudo aparente do nada, que é a morte quem reduz à condição de nada.
A morte é mais forte que a vida e por isso a morte acaba com a vida. Com o poder da morte ninguém nunca pôde.
Sendo a morte a vigília da vida, até quando ela quiser.
Então: -“morte, por que tu existes?”
-“Eu tinha que existir para tirar todos daqui de um mundo ao qual não pertencem. Então, nasceu aqui, está por minha conta. Mato porque não é daqui e por isso a lei é esta: quem nasce tem que morrer”.
E, por isso, aqui na Terra existe esta força poderosa que ninguém nunca pôde com ela, a morte.
É a vida dos choros, dos sentimentos, das preocupações, das desilusões, dos sonhos, das paixões, das aflições, dos desesperos, das agonias, das indecisões; já está morrendo em vida, vítima de todas essas atordoações. Tudo isto é a reza e o rosário da morte.
Que quando começa a rezar estas rezas só tem vontade de uma coisa, é desaparecer, é de morrer, porque ninguém tem força para resistir à reza da morte.
A reza são todos esses sofrimentos e padecimentos irresistíveis.
Então, quem vive dentro de todas essas ruínas, de um mundo completo de ruínas, como pode encontrar a felicidade dentro ou no meio de todas essas ruínas?
E por isso tudo é passageiro!
Os seres humanos e tudo enfim são os pássaros que por aqui estão todos de passagem, por não serem daqui.
Então, trata de pegar nesta chave, abrir esta porta e voltar para o teu verdadeiro lugar, o teu mundo de origem, o Mundo Racional.
Perder tempo é aumentar o teu sofrimento, as tuas misérias, nesta vida do nada onde todos nasceram sem saber por que e, por isso, lutando pelo nada, sonhando com o nada, e daí tudo acabando em nada.
O bicho tinha que viver assim mesmo, sonhando sempre de olhos abertos, porque o bicho nunca soube o porquê ele é um bicho.
Nunca soube o porquê ele vive assim.
Nunca soube o porquê ele tem vida assim.
O bicho nunca soube quem fez este mundo em que ele vive dentro.
E, por isso, o bicho, cego por nada saber, por nada conhecer de real, tinha que viver sonhando na vida material e viver confinado pelas ilusões da vida.
A morte indica o ressurgimento de outra vida: uma inferior ou superior, devido a categoria do ser humano ser de bicho Racional.
Então, a morte indica o ressurgimento de outra vida: ou a porta de baixo do irracional, ou a porta de cima do Racional.
A morte é o ressurgimento de outra vida: ou a de baixo, ou a de cima. Ou desce ou sobe, porque a categoria é de bicho Racional.
Tudo é bicho, em comparação com o Racional.
Então são duas classes: a de baixo e a de cima – a Porta do Mundo Racional.”

Está aí este belíssimo texto cultural sobre a morte – esta força poderosa que nos manda de volta para o nosso mundo de origem, ou pela porta de cima ou pela porta de baixo. A escolha é nossa.
“A reza são todos esses sofrimentos e padecimentos irresistíveis”. Nesta afirmativa o Racional nos mostra que a vida de matéria é a reza da morte e que muitos prezam esta vida e não querem deixar por nada, nem para ir ao encontro de Deus.
Muitos desprezam a morte pensando que assim estão prezando a vida e muitos prezam a vida sem saber que estão de fato prezando a morte. A reza da morte é a vida de sofrimentos e de dores. Essa é a triste reza de quem não se conhece e só sabe rezar.

Agora, a explicação final para provar que não existe morte e que a reza da morte é a vida do encanto.
Todo aquele que já dividiu as duas vidas em seu devido canto, no Universo em Desencanto, prova com base e com lógica que morte não existe. A vida continua, ou melhor, as duas vidas continuam. Mas, primeiro tem que saber dividir, para depois unir cada uma no seu canto.

(*R-20 p-17) “A divisão das duas vidas, cada qual no seu mundo. O corpo de matéria continua sua vida na matéria e o corpo de Energia Racional continua sua vida no seu mundo de origem, o Mundo Racional”.
(*R-20 p-22) “É a separação dos corpos. O corpo de matéria regressa à matéria, se transformando no que era. E o corpo de Energia Racional regressa ao seu verdadeiro Mundo de Origem, o Mundo Racional. Então não há morte”.
(*R-20 p-26) “Então diz: UNI-VERSO EM DESEN-CANTO, cada um no seu canto, cada um no seu lugar. O corpo de matéria no seu canto, o mundo de matéria. E o corpo de Energia Racional também no seu canto, o Mundo Racional. Então diz: Universo em Desencanto: unir cada um no seu canto, cada um no seu mundo. Versar cada qual no seu lugar”.

E o Racional Superior está convidando toda a humanidade a sair desta reza da morte, que é a vida de sofrimentos, para voltar ao nosso Mundo de Origem. Então, abre esta porta. Abre este livro, o Universo em Desencanto, para saber separar estes dois corpos, estas duas vidas.
Não havendo a separação dos dois corpos de vida, o de matéria e o de Energia Racional, então, para esses, continua a reza da morte, na vida de sofrimentos em classes inferiores, que são os que ficam na porta de baixo.

* R = livros da Réplica de Universo em Desencanto.

   

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

48 respostas para VOCÊ TEM MEDO DA MORTE?

  1. Não acredito na morte. Acredito na vida.Nós somos vida..Apenas usamos este corpo de matéria grosseira para que nós”vida” sejamos protegidos. Este corpo que nos foi ofertado pela nossa mãe Natureza para ser usado por ela para cumprir a missão de trazer outras vidas que deverão ter a chance de voltar pra casa, na nossa origem

    Curtir

  2. nalub7 disse:

    Certíssima está você, Judite, pois, a vida é eterna. Gratíssimos pela bela complementação do texto em seu comentário. Abraço fraternos!

    Curtir

  3. Está aí este belíssimo texto cultural sobre a morte – esta força poderosa que nos manda de volta para o nosso mundo de origem, ou pela porta de cima ou pela porta de baixo. A escolha é nossa. “A reza são todos esses sofrimentos e padecimentos irresistíveis”. Nesta afirmativa o Racional nos mostra que a vida de matéria é a reza da morte e que muitos prezam esta vida e não querem deixar por nada, nem para ir ao encontro de Deus. Muitos desprezam a morte pensando que assim estão prezando a vida e muitos prezam a vida sem saber que estão de fato prezando a morte. A reza da morte é a vida de sofrimentos e de dores. Essa é a triste reza de quem não se conhece e só sabe rezar.

    Curtir

  4. you are a great writer, i hope someday i will write as well as you do. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

  5. i have never heard anything like this before, it is beautiful. best of luck with your posts. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

  6. i loved coming to your website, from now on i will be always coming back here to visit. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

  7. i am happy i chanced on this webpage. thank you for sharing with us. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

  8. silver price disse:

    ” Ser animal é viver mal. Ser animal é viver com sacrifício. Ser animal é penar sempre. Ser animal é viver na indecisão sempre. Ser animal é viver confuso sempre. Ser animal é viver cansado sempre. Ser animal é viver doente sempre, por ser de matéria. Ser animal é viver pensando sempre, noite e dia. Ser animal é viver agonizando sempre. Ser animal é viver de experiência sempre. Ser animal é ser turrão, teimoso e rebelde. Ser animal é não saber a origem de sua causa. Ser animal é desconhecer por completo o antes de seu ser assim ser e o antes de tudo assim ser. Ser animal é viver de aparências. Ser animal é não saber porque vive. Ser animal é não saber porque que assim é. Ser animal é não saber porque é de origem Racional. Ser animal é não saber porque é um animal, porque se soubesse, deixaria de ser animal.” págs. 43/44 – 14º da Tréplica UNIVERSO EM DESENCANTO.

    Curtir

  9. i appreciate your thinking, and the way you express your ideas is amazing. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Curtir

  10. ok, that was an interesting read. keep the comments coming guys. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Curtir

  11. great article. please keep helping us with your good ideas and your advices. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Curtir

  12. thanks for that important information, it is really helpful. interesting article! lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

    Curtir

  13. silver price disse:

    Vamos sorrir, minha gente, a concórdia universal depende agora só de nós, que cada qual estude a Cultura dos nossos Irmãos de Origem, a cultura natural da Natureza, para que possamos ter o entendimento perfeito com eles, que estão no mundo em missão de paz, amor e fraternidade, para solucionar os sérios problemas desta nossa humanidade sofrida!

    Curtir

  14. great article. please keep helping us with your good ideas and your advices. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s