MOMENTO RACIONAL 61

momento racional 61.png

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdWFBKVjZpaVNvV2pmaEVOU3RuLTNxLXUzdDhV

download1 (1)

(Compilado da literatura Racional do RACIONAL SUPERIOR)

 

(*)

OS TRÊS PODERES DE LAPIDAÇÃO

 

Viviam completamente desconhecidos de tudo e de si mesmos, nessa categoria, sem saberem o porquê dela e sem saberem o porquê de sua existência. Não tinham mesmo condições nenhuma de se conhecerem.

E por isso, o mundo é de veteranas eras e longos séculos, em que a lapidação cada vez mais fervorosa, de formas mais suaves, por a dona do pensamento e da imaginação, fazer uma infinidade de engambelos artificiais e naturais, para que os engambelos, todos, por meio desses engambelos, tivessem forças para aguentar a lapidação feita pela dona do pensamento e das imaginações.

Os engambelos naturais eram um inferno, a lapidação dos engambelos naturais.

A lapidação era insuportável, em que o coração sofria pelos gostos, pelas paixões, pelas ambições, pelas ganâncias, pelas traições, pelos ciúmes, enfim, eram bem lapidados pelos engambelos naturais, pelas vontades, pelos caprichos, pelas vaidades, pelas riquezas naturais, os engambelos naturais maltratavam demais todos, noite e dia.

Todos preocupados com os engambelos naturais, os amores, os pensamentos não cessavam a lapidação da bicharada.

Os engambelos naturais eram um castigo terrível.

Os machos pensavam nas fêmeas, as fêmeas a pensarem nos machos, era uma balburdia infernal, destruindo uns aos outros.

O ódio, a inveja, o despeito, as vinganças, a lapidação natural era um degredo infernal.

Parecia que todos viviam num inferno em vida.

A lapidação natural não era boa e a artificial então, nem se fala.                                                                                                                                                                     

E de forma que eram duas lapidações: a natural e a artificial.  

E ainda tinha outra muito pior: a espiritual.

Essa não deixava nada por menos, era “dente por dente e olho por olho”, os sulfos.

Para ver que a lapidação natural da Natureza era horrorosa e tenebrosa. Os vendavais arrasadores, e a lapidação artificial e a lapidação feita pelos habitantes do Astral Térreo. Terríveis todas elas.

A lapidação do artifício: as guerras. E de forma que o artifício era horroroso e pavoroso.

Todas três lapidações pavorosas e horrorosas.

E esses três poderes de lapidação não deixavam ninguém ter paz, nem sossego.

Tudo era aparência só.

O desânimo de muitos era grande, mas as aparências aparentavam diferentes.

O desespero no íntimo e os risos e a alegria por fora.

Essa era a vida de quem vivia sem se conhecer.

E por isso, o íntimo pegava fogo de nervoso, pelo que se passava na vida.

Mas sempre aparentando a maior calma, a maior indiferença.

O sofrimento íntimo era horroroso e pavoroso, por sentirem uma coisa e aparentarem muito diferente do que sentiam no íntimo, noite e dia.

Tudo isso por estarem debaixo desses três poderes de lapidação horrorosa e que acabavam sempre sendo destruídos por esses três poderes lapidadores.

Tudo isso por viverem sem se conhecerem.

O desequilíbrio no íntimo, e por fora aparentando bem equilibrados.

O ódio no íntimo, a calma e a polidez por fora.

E assim representavam dois em um só

Um por dentro, no íntimo e outro por fora nas aparências, tão diferentes.

No íntimo não gostando e por fora aparentando que está gostando e às vezes vice-versa.

Para ver a podridão da matéria.

E é por isso que os desentendimentos são de um modo geral, por que aparentam o que não são.

E é por isso que o brigueiro é de uma forma geral.

E tudo isso por quê?

Porque viviam sem se conhecer. Plantavam o mal, colhiam o mal; plantavam espinhos, colhiam espinhos; plantavam flores, colhiam flores.

Era o estado pavoroso e horroroso do animal Racional que vivia por ter vida, mas não sabia dizer o porquê dela.

O comando da vida eram as aparências.

Fel no íntimo e mel por fora.

O magnético sempre no íntimo, porque sempre duvidando de tudo, desconfiando de tudo, com medo de tudo, confusos com tudo, nas indecisões de tudo.

O desequilíbrio no íntimo e por fora aparentando bem equilibrados.

Por fora aparentando santidade e no íntimo, diabo em figura de gente.

Tudo isso por viver sem se conhecer.

E o RACIONAL vendo todos por dentro e por fora.

E o RACIONAL vendo todos por dentro e por fora e dando a cada um o que merece.

Tudo isso por viverem sem se conhecerem.

Os habitantes do Astral Superior vendo todos por dentro e por fora, porque a energia está em todo lugar.

Ninguém está sozinho em lugar algum e ninguém está escondido em lugar algum, por o RACIONAL estar vendo todos em todos os lugares e todos os habitantes do Astral Superior.

E de forma que cada qual colhe o que planta.

Porque todos viviam sem se conhecer.

Agora não podem mais assim viver, porque passaram a se conhecer e quem se conhece, sabe como deve viver.

Sabem quem são o porquê assim são, de onde todos vieram e para onde todos vão.

Racional é um só, por quê?

Porque a Energia Racional é uma só e o MUNDO RACIONAL é um só e a verdade é uma só, é Racional.

Agora, quem ainda não é Racional, ainda está na categoria de bicho Racional, continua sendo dois em um só.

E para que deixe de ser assim como é, é ler e reler, para desenvolver essas três partes do corpo, porque se continuar como dois em um só, um por dentro e outro por fora, continua na categoria de bicho Racional.

E continuando na categoria de bicho Racional para onde vai?

Para classes inferiores por permanecer na categoria de bicho Racional.

Com o desenvolvimento do Raciocínio, da Vidência Racional e do Aparelho Racional, deixarão de ser bichos Racionais e passarão a ser Aparelhos Racionais.

Aí passando a ser um só e deixando de ser dois em um só, por permanecer o equilíbrio Racional.

Isto é para agora, por a fase natural da Natureza ser Racional.

Não é para amanhã nem depois, é para agora, o momento é este.

Para todos deixarem de ser variantes e desequilibrados, para que todos saiam da lapidação desses três poderes e passem a ser Aparelhos Racionais, por estarem ligados à energia mais poderosa do mundo, a energia do MUNDO RACIONAL.

 

 

(*)  Texto em Inglês:

https://nalub7.wordpress.com/2017/10/16/rational-moment-61/

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para MOMENTO RACIONAL 61

  1. Pingback: RATIONAL MOMENT 61 | RACIOCINAR SEMPRE! Pensar nunca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s