TODOS ENGANADOS: VISÍVEIS E INVISÍVEIS!

TODOS ENGANADOS, VISÍVEIS E INVISÍVEIS

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdNVpDX2pIVTFvams  (Clique no link para ouvir o áudio)

BAIXAR AUDIO

Amigos, SALVE!

 

Os tempos mudaram e, com certeza todos estão percebendo isso: uma grande mudança na Natureza que, de fase em fase, de mudanças em mudanças, ao longo de eternidades, nos trouxe até aqui, onde hoje vivemos a última fase da vida da matéria.

O mundo vai acabar? Não! O mundo vai transcender: visíveis e invisíveis, passando de materialistas, que seguem o conhecimento cabalístico da árvore da vida, que é o pensamento e imaginação, para substituir as divergentes funções da cabala (organograma do pensamento/imaginação) pela função única SUPREMA do RACIOCÍNIO, que pertence à dimensão extra cósmica superior.

Sendo o pensamento/imaginação, as ferramentas para cumprimento das instruções da árvore da vida, para manutenção da vida da matéria (visível e invisível).

A diferença na vida das pessoas, quando passarem a entender isso e começarem a desenvolver o RACIOCÍNIO, libertando-se da escravidão da cabala do pensamento, fará com que essas pessoas queiram sair gritando de alegria pelos quatro cantos do mundo.

Compreenderão que com o pensamento/imaginação é impossível a transcendência verdadeira, qual seja, o retorno ao PRIMEIRO MUNDO, de onde somos originários, o MUNDO RACIONAL, já que não há efeito sem causa.

A cabala é o conjunto de funções, em hierarquia, que congrega quatro dimensões. Sendo a do topo, de onde emana o comando espiritual, o comando de lapidação, a seguir pelas demais dimensões.

Abaixo da dimensão do topo, vem a dos comandos da direita e da esquerda, cujas funções são, respectivamente, repassar o comando de lapidação do topo de forma positiva e repassar o comando do topo de forma negativa. Tudo isso através da VONTADE. Por isso a vontade é um perigo.

Abaixo desses comandos estão os que irradiam as ideias, o intelecto, de forma positiva e negativa, de acordo com a opção da pessoa.

A seguir os comandos de formação astral, onde são irradiados na pessoa, por esses comandos, os projetos do que se idealizou intelectualmente, positiva ou negativamente.

E a seguir, finalmente, os comandos para execução dos projetos, é a parte da materialização, a parte operacional, que será positiva ou negativa, dependendo da opção da pessoa quando recebeu a irradiação dos comandos responsáveis pela irradiação das vontades.

Esse processo é obedecido por todo o campo invisível eletromagnético deste segundo mundo em que habitamos, processo esse através do qual foram criadas todas as filosofias, ciências, doutrinas, religiões etc.

O processo é o mesmo, mas, como cada nação tem um dono diferente no invisível eletromagnético, um comando diferente, ao qual o povo está subordinado, queira ou não queira, essa é a razão de cada povo ter criado o seu “Deus”, ou seja, consideram como “Deus” aquele invisível que naquela nação se encontra no topo espiritual.

Vejam a seguir o desenho esquemático dessa hierarquia de funções do campo primário eletromagnético em que vivemos:

KABALA YING YANG

E como se não bastasse tanta divisão, causada por tantos deuses diferentes, cada segmento cultural filosófico, científico, religioso etc., dentro desse esquema criou sua cabala – aí é que a convivência e entendimento entre os animais Racionais se tornaram cada vez mais primários e difíceis em termos transcendentais e altamente sofisticados materialmente, fazendo dos animais Racionais uns verdadeiros destemperados, umas feras bravias, com capa de civilizados: tudo aparência só!

Reparem na gravura a seguir como esse esquema funciona no animal Racional, que, devido apenas pensar e imaginar, não conseguia fugir dessa influência cabalística. Dizemos não conseguia, porque agora já tem recursos para sair dessa escravidão, que foi muito necessária para nos provar, através do sofrimento que ela impõe, que precisamos retornar ao mundo de onde somos originários, o MUNDO RACIONAL.

HOMEM KABALA

E assim, essa é a árvore da vida da matéria, à qual toda a humanidade está submetida, enquanto continuar pensando e imaginando, pois o pensamento e a imaginação são irradiações, ferramentas materiais fluídicas da Natureza para lapidar os animais Racionais, para que o animal Racional se demova de sua condição de bicho.

Mas, como a fase do pensamento terminou, com a chegada na Terra das instruções para desenvolvimento da função SUPREMA transcendental, que é o RACIOCÍNIO (glândula pineal), a Natureza não está mais alimentando o pensamento dos pensadores com a parte fluídica positiva, ficando os pensadores à deriva e entrando em desequilíbrio, falência e liquidação moral, física e financeira.

E assim, com o advento da informática e internet, nunca se teve tanto conhecimento das mentiras às quais sempre fomos submetidos culturalmente – DIGA-SE DE PASSAGEM: PRECISAS E NECESSÁRIAS – e, por isso, por ser tudo um amontoado de artifícios de manipulação, tudo desandando, devido à revolta da humanidade, por ter sido conduzida como cordeiro para abate.

Mas, não cabem revoltas, porque os invisíveis deste universo eletromagnético em que habitamos, não poderiam ter feito melhor para manter um relativo “equilíbrio” entre os povos, os quais sempre foram muito rudes e atrasados, a ponto de viverem uns contra os outros e destruindo uns aos outros.

Os invisíveis deste mundo em que habitamos não poderiam ter feito melhor, porque eles nunca souberam nada sobre a VERDADE das verdades: QUEM SOMOS, DE ONDE VIEMOS e PARA ONDE VAMOS.

Razão pela qual tiveram que inventar tudo que aí está criado no campo científico, filosófico, religioso, doutrinário e demais seguimentos, para poder manter a bicharada rude, que somos nós, de forma a ficarmos mais ou menos satisfeitos.

E assim, quando o animal Racional materializado queria saber além do que eles conheciam, informavam que aquela resposta era impossível, por se tratar de um mistério de Deus.

E como éramos simples pensadores, escravos do pensamento, não raciocinávamos e aceitávamos o desconhecido como mistério de Deus, sem percebermos o engano dessa aceitação, já que Deus é a VERDADE das verdades, e onde existe VERDADE não existe mistério.

E ainda mais: sendo DEUS o SUPREMO, PAI ABSOLUTO de tudo e de todos, não admite mentira, não admitindo mistérios – portanto, não esconde nada de ninguém, porque não exclui nada nem ninguém.

Tudo isso se deu pelo fato de que sempre tivemos o sentimento natural, dado pelo RACIOCÍNIO, glândula pineal, da existência de um Mundo Superior, sentimento esse que nos levava à busca desse Mundo Superior, mas, não o encontrávamos, já que um inferior não consegue se comunicar com um superior à sua classe, a não ser que o próprio Superior venha em seu socorro, em socorro do inferior.

E assim, por sermos pensadores, ligados ao campo inferior eletromagnético, e submetidos à cabala (à qual toda gratidão devemos), passamos a aceitar como “Deus”, em cada nação, o invisível eletromagnético que comandava aquela nação. Daí, o surgimento de tantos deuses, cada povo criando o seu “Deus”, sem saber que o Verdadeiro, nem os “Deuses” eletromagnéticos (Mestres Ascensionais) conheciam, porque eram impedidos, devido à constituição de sua frequência vibratória, de alcançar a dimensão SUPERIOR, a dimensão DIVINA, a dimensão RACIONAL, que se encontra muito, muito acima da dimensão eletromagnética, a dimensão espiritual, sendo a dimensão RACIONAL de uma frequência vibratória pura, limpa e perfeita, absolutamente sutil e equilibrada, constituindo a eternidade.

Alcançá-la, portanto, é impossível para seres de vibração eletromagnética, quer sejam visíveis ou invisíveis, a não ser que evoluam essa frequência vibratória até alcançar a vibração da dimensão RACIONAL.

Esse segundo mundo em que vivemos é fruto de uma desobediência nossa à dimensão SUPREMA – sendo, portanto, este mundo em que habitamos, um castigo que nós mesmos nos impusemos.

Mas, DEUS VERDADEIRO, o RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS, sendo também a ENERGIA SUPERIOR A TODAS AS ENERGIAS, o RACIONAL SUPERIOR, está colocando um fim nesse castigo para todos os visíveis e invisíveis que estão cansados de sofrer e por isso querem voltar pra casa: o MUNDO SUPREMO, o MUNDO RACIONAL.

Lembrando que a vontade é livre e, assim sendo, o RACIONAL SUPERIOR respeita o livre arbítrio de todos.

Portanto, para quem quiser abolir de vez o sofrimento e ter o direito de viver no Mundo dos puros, limpos e perfeitos, o MUNDO RACIONAL, usufruindo de liberdade verdadeira, paz e felicidade eternas, a condição para isso é muito simples: apenas ler e reler, estudar e reestudar os livros ditados pelo RACIONAL SUPERIOR aqui no Brasil, Universo em Desencanto, de Cultura Racional.

É ir lendo e estudando diariamente, até compreender o porquê de tudo e de todos, até se IMUNIZAR RACIONALMENTE de tudo quanto é de mal.

E perguntará sua pessoa:

“E como os invisíveis, Mestres Ascensionais e demais espíritos poderão ter os conhecimentos de Cultura Racional?”

Muito fácil: através de nossa leitura e estudo dos livros Universo em Desencanto.

Eis a razão de tanto sofrimento no mundo, causado pela revolta desses invisíveis com os animais Racionais materializados, que não querem saber da Cultura Racional, prejudicando os invisíveis, ao impedi-los de tomar conhecimento das instruções da IMUNIZAÇÃO RACIONAL de tudo e de todos.

Não existe maior ingratidão que essa: negar o BEM a quem sempre tudo fez por nós, para minorar nossa rudez e atraso!

E aí, o que acontece?

O que vem acontecendo desde que a FASE RACIONAL chegou à Terra: os invisíveis da parte positiva se afastam dos que não querem saber que Cultura Racional é essa, deixando esses ingratos sem proteção e por conta da negatividade, entrando a pessoa em desequilíbrio, falência e liquidação.

Agora, se a pessoa está satisfeita com o mundo do jeito em que ele está, se não reconhece que todos – visíveis e invisíveis – estão enganados, e se acha que tudo está muito bom, justo, agradável, confortável e perfeito, que continue do jeito que está, mas, por favor, nunca mais abra a boca para reclamar da vida, dos outros e de si mesmo: cale-se para sempre!

 

Leia os Livros UNIVERSO EM DESENCANTO, de CULTURA RACIONAL,

a VERDADEIRA ORIGEM da humanidade!

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para TODOS ENGANADOS: VISÍVEIS E INVISÍVEIS!

  1. Marta Chui disse:

    Muito bom! Que incrível está explicação! Jamais poderíamos sair daqui deste mundo, se não viesse um auxílio de fora.
    Estou deslumbrada Nágea. Minha eterna gratidão a todos estudantes que contribui com dedicação à esta Cultura e compartilha para esclarecer os demais.

    Curtido por 1 pessoa

  2. nalub7 disse:

    Salve, Marta!
    É verdade, se não fosse o RACIONAL SUPERIOR, o povo, visível e invisível, deste segundo mundo em que habitamos, estaria PERDIDO!
    GRATIFICANTES suas palavras! Sejamos gratos a tudo e a todos, mas, principalmente ao RACIONAL SUPERIOR, espalhando este CONHECIMENTO REDENTOR nos quatro cantos do mundo, para nossos irmãos visíveis e invisíveis, pois, todos somos irmãos, filhos de um só DEUS, o RACIOCÍNIO SUPERIOR A TODOS OS RACIOCÍNIOS, o RACIONAL SUPERIOR!
    Louvada seja a FASE RACIONAL na Terra!
    Saudações Racionais!

    Curtir

  3. Pingback: DECEPTION FOR BOTH VISIBLE AND INVISIBLE BEINGS! | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

  4. Irmão Racional disse:

    A entrada da Fase Racional teve início em 1935, com a chegada do Terceiro Milênio, quando, então, o saber da verdadeira Razão da vida passou a estar à disposição de toda a Humanidade.

    Todos podendo completar seu conhecimento cultural, através do Conhecimento de Cultura Racional, contido nos Livros UNIVERSO EM DESECANTO, encontrando nesses Livros os instrumentos necessários para o desenvolvimento do Raciocínio: a Planta, o Mapa e a Bússola.

    A Planta, a consciência da Terceira Máquina existente e presente na cabeça do ser humano: a Glândula Pineal localizada no Istmo do Mesencéfalo, em que o Habitante do MUNDO RACIONAL tem sua morada.

    O Mapa, a descrição da descida percorrida pelo ser humano desde a Origem de onde veio, o MUNDO RACIONAL até este Mundo degenerado e deformado em que ele se encontra, a Terra, com a paulatina perda da consciência verdadeira Racional, que, muito naturalmente, foi sendo substituída pela inconsciência, que é o inverso da sabedoria verdadeira Racional.

    A Bússola, a direção que aponta o caminho de retorno ao MUNDO RACIONAL, que mostra o como fazer para o ser humano SE CONHECER e retornar à condição de puro, limpo e perfeito. Como fazer: preconizado por atitudes simples de concórdia e união, no dia-a-dia.

    Porque no MUNDO RACIONAL desfrutávamos, por sermos puros, limpos e perfeitos, da Vida Verdadeira e Original, por sermos eternos.

    Lá vivíamos em perfeita harmonia conosco mesmos, com a Natureza e com Nosso Pai Eterno, de forma que o Bem Puro nos cingia e orientava para de Glória em Glória manifestarmos, expandirmos e colhermos por toda a Criação a pureza cristalina sempre crescente numa Vida de Eternidade, onde Criador e Criatura eram um só: a separatividade, simplesmente, não existia. A Energia Racional compunha o Todo como substância única, regendo, nessa condição, uma existência de concórdia.

    Porém, uns tantos ousaram desobedecer aos Chamados do Pai Eterno e adentraram diversas vezes pela parte que não estava pronta para entrar em progresso e, se acostumando com a desobediência e teimosia, numa dessas vezes, lá permaneceram e deram início ao progresso dessa parte, composta de Energia Racional não maturada e a fizeram “progredir”.

    O resultado todos sabemos: a degeneração e deformação da parte que não estava pronta para entrar em progresso, pelo transbordamento do livre arbítrio de uns tantos Habitantes do nosso Verdadeiro Mundo, o MUNDO RACIONAL, ao adentrarem naquela pequena parte em formação (a Planície Racional) desobedecendo às advertências do RACIONAL SUPERIOR, o Supremo do MUNDO RACIONAL, de que não deveríamos ali progredir, pelo fato daquela parte ainda não estar preparada para o progresso.

    A desobediência resultou na perda de virtudes daqueles Habitantes, que foram dando origem a outras vidas, componentes hoje das sete partes em que se divide o Universo, sendo que a última virtude restante deu causa à máquina do raciocínio do animal Racional (Glândula Pineal, no Istmo do Mesencéfalo), quando essa virtude se ligou à deformação da Planície Racional e se materializou, ficando aprisionada no que hoje conhecemos como Glândula Pineal.

    As sete partes em que se divide o Universo são: sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais. São as sementes que produzem e organizam a vida e são essas sete partes que compõem essa condensação que conhecemos como ser humano.

    Já na manifestação da vida como a conhecemos, a vida no planeta Terra, tudo decorria de forma que a degeneração e deformação caminhava em íntima orientação pelos cânones regeneradores da Natureza de forma que retornássemos o mais “breve” possível ao Nosso Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.

    A Humanidade presente no plano terrestre naquele momento era orientada pelo Alfabeto Astrológico da seguinte forma: os Astros que compunham as constelações cósmicas perceptíveis à consciência humana davam nome às letras e ao idioma e o saber que regia a Humanidade, e daí, paripassu, a razão humana era iluminada pela Força da Natureza, percebendo um chamado (da Natureza) ao retorno à condição do equilíbrio perdido da humanidade.

    Equilíbrio usurpado por sua própria desobediência (à advertência do Pai Eterno), e que usurpou também o equilíbrio daquela parte da Natureza que no MUNDO RACIONAL não estava pronta para entrar em progresso.

    Porém, a ganância, a ambição, a vaidade, os gostos, as vontades, os caprichos inconfessáveis, a inveja, o ciúme já rondavam a Humanidade e a desobediência ao Chamado da Natureza era uma possibilidade iminente, que se fez real quando os desejos egoístas de realização pessoal se tornaram prioridade: os ambiciosos e gananciosos tinham vontade de serem ricos; os que nasceram para desempenhar determinadas funções na sociedade indicadas pelo Alfabeto Astrológico queriam ser aquilo que não nasceram para ser; o Alfabeto Astrológico dizia que o vivente não poderia viajar, por algum motivo e esse não se conformava com a orientação; ao vivente que não tinha posses recomendava uma vida modesta e esse fazia de tudo para se elevar; o rei queria que seu filho, que nasceu com o desígnio de ser jardineiro, governasse o reino.

    Por conta disso foram modificando o Alfabeto Astrológico para dar expansão às suas vontades, agregando a Ele modificações que o desfiguraram da perfeita sintonia com a Natureza motivados por suas vontades pessoais.

    Conclusão, as Civilizações promovidas pelo saber do Alfabeto Astrológico foram extintas, restando alguma referência desse gigantesco saber, entre árabes e hindus, numa pálida reminiscência do esplendor antes desfrutado pela Humanidade.

    Mas nada se extingue assim de uma vez: a desobediência tornou-se tendência constitutiva da psique humana.

    Existiram sábios posteriores à queda das Civilizações Astrológicas, e em eras anteriores à nossa, onde os viventes duravam muito tempo, e cuja preocupação era somente o estudo da natureza. Eras menos poluídas e, portanto, mais “puras” que a era atual. E pela duração desses viventes ser longa, tinham tempo bastante para aprender muitas coisas.

    Já bastante afastados do Saber Original, que foi legado à Humanidade pela Natureza, contido no Alfabeto Astrológico e, apenas, se nutrindo dos restos das Civilizações Astrológicas correspondentes, esses sábios se dispuseram a trabalhar com os antigos códices remanescentes do Alfabeto Astrológico, desfigurando totalmente seu propósito regenerador.

    Consumando, assim, a orientação voltada à criação de um paraíso material, querendo dominar e submeter a Natureza aos gostos e às vontades dos inconscientes, numa absurda inversão de hierarquia, ao invés da perfeita comunhão com Ela, Mãe soberana Natureza.

    Observando os reinos existentes na Natureza, somando ao conhecimento cosmológico de vibração sonora, reminiscência da ciência contida no Alfabeto Astrológico, desvirtuaram o propósito original que facultava os recursos necessários à transcendência da matéria, para propósitos que focalizavam a produção de ganhos materiais, acionando mecanismos que se convertiam para objetivos, promotores estritamente, de satisfação transitória e passageira.

    Exemplificando temos a Cabala, que com suas letras, palavras e números, numa certa ordem de posicionamento, acionam determinados mecanismos, produzindo interferências na ordem natural, afetando o equilíbrio cósmico, gerando “ondas” superpostas acidentais, que não estavam previstas no Plano de Deus, criando realidades que afetam o transcorrer do liame entre causa e efeito: como se aperta o botão de determinado comando para acionar determinado mecanismo.

    A Cabala interfere, portanto, no Plano de Deus para a Humanidade —que é o retorno ao Mundo de Origem— imantando ainda mais a desobediência da Humanidade, bem como dos invisíveis evocados que estão fora do Plano de Deus, alterando a realidade que ela afeta com Forças que não somente não fazem parte do Plano de Deus: lapidam a Humanidade brutalmente, permitido, assim, pela Natureza para evitar perda total.

    Creio, a transcrição dos parágrafos, a seguir, contido no Livro 1º da Obra UNIVERSO EM DESENCANTO, seja oportuna:

    “No tempo em que viviam com alfabeto de astrologia, entendiam-se todos muito bem, porque se guiavam por esse alfabeto e não existia o espiritismo, pois só depois da modificação do alfabeto astrológico é que os viventes aí do espaço se revoltaram e a natureza também revoltou-se, por não quererem se regular pelo alfabeto dado por ela, começando então os viventes a serem perseguidos por forças estranhas.

    No início do aparecimento dessas forças, davam-nas como uma enfermidade qualquer, como um ataque, uma doença ou arte diabólica que na ocasião, tomava conta da pessoa e fazia com ela o que bem entendia. Se todos se guiassem pelo alfabeto dado pela natureza, que aí está nas palmas das mãos de todos os viventes, não havia necessidade da influência dessas forças estranhas, porque a natureza não se revoltaria.

    Portanto, o espiritismo é uma parte da astrologia. Os espíritos são viventes aí dos astros, que têm influência sobre os viventes da Terra, mas não estão neles o equilíbrio de todos no mundo. Todos os espíritos trabalham de acordo com a missão que têm a cumprir e só exercem a sua influência na Terra, porque a natureza se revoltou, quando os humanos deixaram de se guiar pelo alfabeto dado por ela, para seguirem aquele que inventaram para dar expansão Às suas vontades. Foi isso que deu margem à revolta dos espíritos e da natureza, e esta, abriu aí na Terra a porta que deu entrada aos seres dos astros, que aí estão progredindo, de acordo com a educação e a instrução feita pelos viventes.”

    Então, o tempo do Alfabeto Astrológico passou. A Cabala que foi erigida de seus restos também. Por sua vez, o que foi erigido dos restos da Cabala, idem.

    Porém, os desobedientes, por serem desobedientes, persistem no que perdeu a validade, prolongando ainda mais o sofrimento da Humanidade que se debate, não apenas nas trevas da desobediência, como nas trevas da ignorância: afinal alguém conhece algum contraventor que exponha as ferramentas de seus atos de lesa humanidade em público?

    Creio que não.

    Mas aos avisados fica o consolo: de posse da PLANTA, do MAPA e da BÚSSOLA, saber contido nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO, vocês terão à disposição os instrumentos necessários para SE CONHECER, se proteger e retornar ao Mundo de Origem.

    Instrumentos administrados numa linguagem simples e Racional, voltada para o bem de todos e de tudo, e que os conduzirão, consciente e positivamente, de Glória em Glória, ao MUNDO RACIONAL.

    Curtido por 1 pessoa

  5. nalub7 disse:

    Saudações Racionais Ilustre Irmão Racional!
    Honrados com seu brilhante comentário, uma explicação completa da NOSSA derrota, os decaídos Racionais, à glória de NOSSA ressurreição, agora desmistificada para quem quiser voltar pra casa.
    Gratíssimos!
    Sua pessoa é sempre muito bem-vinda!
    Louvado seja o RACIONAL SUPERIOR!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s