O HOMEM DE BRANCO – Parte 2

Capa do Livro UD EM PORTUGUËS

421376_211839348954856_1973712597_n

https://drive.google.com/open?id=0B_Q1dy73C4FdSWw5U2R3Q3NMUlk  (Clique no link para ouvir o áudio)

download whatsaap

(Gilberto Carnasciali, estudante de Cultura Racional, Miguel Pereira, RJ)

(*)

Um jovem no meio daquele povo todo que se apresenta como estudante de medicina, então pergunta: “Se, como você diz, nós nos extinguimos em cima da terra e da água, como se explica estarmos vivendo aqui e agora com estes corpos que temos, máquinas engenhosas que ninguém até hoje descobriu como foram concebidas e produzidas?”

“Boa pergunta, meu jovem,” responde o homem. “Trata-se realmente de uma fantástica obra de engenharia na matéria, executada por projetistas de outro mundo, um mundo de Origem Superior, que criaram fôrmas na própria terra da qual todos nós nascemos, ou melhor dizendo, brotamos da terra como qualquer vegetal por obra e graça da Natureza. Mas não julguem que éramos como somos hoje e que tudo foi feito em uma semana e Deus foi descansar no domingo. Nada disso é verdade. A verdade é que inicialmente brotávamos da terra como monstrengos surdos, mudos e cegos, depois monstrinhos, depois monstrodontes e mais tarde monstrões. Podem imaginar?”

“Essa foi a primeira fase. Depois veio a segunda fase, a fase dos selvagens atrasados, depois a dos mais ou menos avançados e depois a dos selvagens adiantados. Várias eternidades  se passaram. Note-se que nesse processo evolutivo da matéria na própria matéria o progresso vai a regresso, pois tudo é falso, ilusório e aparente. É um duro e tortuoso trajeto de sofrimento e lapidação para podermos entender a realidade da vida verdadeira, condição única para retornarmos ao mundo de onde viemos, o MUNDO RACIONAL”.

“A fase seguinte foi a dos bichos Racionais, a fase dos Racionais que se tornaram bichos, seguida da fase do Racional que se tornou animal, a Fase do animal Racional que se dividiu em duas classes: a Racional e a irracional”. Esta fase ganhou um novo participante: o pingo d’água.

Havendo, água tudo gera. E água havia, permeada com as cinzas da resina derretida, queimada e torrada pelo calor do sol, ambiente propício para o desenvolvimento de vírus, bactérias e micróbios, originando toda a degeneração, deformação e poluição que resultou no animal Racional e mais tarde o animal irracional. O pingo d´água é conhecido por sêmen, e o sêmen é o óvulo no pingo d’água, é a planta da máquina de matéria de formação do animal Racional.  O óvulo porta desde o microvírus invisível ao micróbio visível e invisível. A água é uma fabrica de vidas degeneradas e deformadas que gerou toda essa infinidade de bichos que vagueiam pela Terra.

A voz de alguém na multidão perguntou: “É essa a fase em que nos encontramos agora?” E o homem de roupa branca respondeu: “Essa fase terminou em 1935, também conhecida como fase do pensamento, quando nós éramos apoiados e orientados pela dona do pensamento que fazia-nos de seus instrumentos de lapidação. Achávamos que éramos os criadores e donos do pensamento e de tudo aquilo criado pelo pensamento, já que havíamos nascido pensando. Ledo engano, tudo criado pela Natureza para lapidar o vivente e fazê-lo sofrer ainda mais para abrandar a sua rudez, seu atraso e sua ignorância. Este é o eterno embate entre o livre-pensador contra si mesmo. Sempre em dúvidas e nunca encontrando o certo, tentando encontrar as soluções pelo pensamento e nunca as encontrando. Esse embate que vem de longínquas eras chama- se sofrimento, causado pelo viver sem se conhecer. A partir de 1935 entrou a Fase Racional, ou seja, a Fase do Raciocínio, a Chave do Portal de Entrada para o MUNDO RACIONAL”.

Um jovem que se apresenta como estudante de engenharia pergunta: “Como se faz para Raciocinar e entrar em contato com o MUNDO RACIONAL? Eu tenho que raciocinar muito nas provas que faço em minha faculdade.” Diz o homem: “Não se trata desse tipo de Raciocínio ao qual você está se referindo. Esse é um esforço concentrado do pensamento que vocês chamaram indevidamente de raciocínio por desconhecerem-no. Na verdade são duas coisas antagônicas. O pensamento, diga-se de passagem, já extinto, é da matéria, originado pelas energias elétrica e magnética, poluídas e degradadas e o Raciocínio é do MUNDO RACIONAL puro, limpo e perfeito, sendo também a forma de comunicação dos habitantes do MUNDO RACIONAL”.

E prosseguiu: “Só há um instrumento capaz de ensinar a pessoa a Raciocinar.” E ao dizer isso, levantou o Livro acima de sua cabeça apontando para o Arco e a Chave. A CHAVE é a salvação, é o Raciocínio, que em síntese é a Energia Racional que nos conduzirá através do ARCO para o nosso Mundo de Origem, o MUNDO RACIONAL.

 

(Continua na PARTE 3)

 

(*)  Texto em Inglês

https://nalub7.wordpress.com/2016/08/07/the-man-in-white-part-two/

 

Sobre nalub7

Uma pessoa cuja preocupação única é trabalhar em prol da verdadeira consciência humana, inclusive a própria, através do desenvolvimento do raciocínio, com base nas leis naturais que regem a natureza e que se encontram no contencioso da cultura natural da natureza, a CULTURA RACIONAL, dos Livros Universo em Desencanto.
Esse post foi publicado em AUTOCONHECIMENTO, Livros, Saúde e bem-estar e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para O HOMEM DE BRANCO – Parte 2

  1. Pingback: THE MAN IN WHITE – PART TWO | RACIOCINAR SEMPRE! PENSAR, NUNCA!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s